Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

29 de maio de 2015

Blogocalipse!

No começo desta semana, Microsoft e Google saíram no tapa nos bastidores, pouca gente soube, mas isso vai afetar o Retina Desgastada por um tempo.

Desde os primórdios do blog, utilizo o programa Windows Live Writer para escrever aqui.  Já são mais de 1600 postagens prestadas com eficiência com o programa que a Microsoft criou para fazer parte de sua extinta suíte Live, em uma época em que blogs estavam na crista da onda. Com o Windows Live Writer, eu posso ter um dicionário customizado para a correção ortográfica, organizo melhor as imagens e gero thumbnails automaticamente, tenho uma seleção de palavras-chave que viram links automaticamente sem que eu precise me preocupar com isso, se integra com o tocador de música para inserir o tal "Ouvindo" no final das postagens, não suja o código HTML com marcações inúteis, exibe como a postagem está ficando no próprio layout da página, permite backup de cada postagem individualmente... a lista de funcionalidades é bem superior ao editor web do Blogger ou mesmo ao seu principal concorrente, o WordPress.

Entretanto, a Microsoft não atualiza mais o Windows Live Writer desde 2012 e isso significou até agora a morte de alguns plugins. Mas, no começo da semana, aconteceu o impensável: o programa parou de se comunicar com o Blogger.

O Google alertou desenvolvedores terceiros que iria mudar o protocolo de autenticação com seu serviço. Avisou com um ano de antecedência. Deu mais 5 semanas de gorjeta em cima do prazo final. A Microsoft se mexeu para atualizar o Windows Live Writer? É claro que não. O resultado é que diversos blogueiros que usaram o produto da Microsoft por anos a fio agora estão desesperados.

Inicialmente, um membro do suporte do Google afirmou que a empresa poderia voltar atrás na mudança da autenticação. Mas deve ter caído a ficha por lá, a postagem foi removida e agora a recomendação oficial é que os usuários batam na porta e nos fóruns da Microsoft pedindo um posicionamento. A empresa que teve um ano e 5 semanas para resolver o problema e não fez, neste momento é a última esperança.

Segundo Scott Hanselman, desenvolvedor e entusiasta da Microsoft, há uma movimentação para tornar o Windows Live Writer open source, ou seja, gerenciado pela própria comunidade e livre da burocracia corporativa. Mas essa movimentação já dura um ano e não vai se resolver em questão de dias.

Até que Google e Microsoft encontrem uma trégua para suas diferenças ou até que eu encontre um substituto à altura para o Windows Live Writer, estarei preso ao limitado editor web do Blogger. O que significa uma perda considerável de produtividade.

Imagino que a contagem regressiva já está rodando para o Windows Live Mail agora...

ATUALIZAÇÃO: Tudo indica que NENHUM editor externo consegue se conectar com o Blogger. Se todos eles não receberam o memorando do Google, isso significa que a plataforma está abandonada mesmo e, provavelmente, com os dias contados. Dou mais uma semana para o Blogger alterar essa política que prejudica os parceiros e beneficia somente sua própria solução. Caso contrário, WordPress será a saída depois de 7 anos.

Ouvindo: Monkey Island - Haggis Mcmutton's Theme

27 de maio de 2015

Cuidado com os "Nazi Zombies"!

A luta que irá dividir o mundo dos FPS. Afinal, quem vence? Call of Duty ou Halo?

A ideia é dos gêmeos australianos Danny e Michael Philippou que juntaram uns parceiros para fundar a RackaRacka. Eles são os mesmos pirados que fizeram a mais épica batalha de Nerf do YouTube que já mostrei por aqui. Halo vs Call of Duty é o primeiro de uma trilogia de vídeos que irá colocar ícones da cultura pop em batalhas devastadoras e hilárias.

Ouvindo: The Beatles - I'll Be On My Way

26 de maio de 2015

Fotógrafo Amador

shadow-warrior-by-k-putt

Hendrik mora na Alemanha, é casado e sempre foi um jogador de PC (apesar de já ter tido um PS2 e um SNES). Seus 5 jogos favoritos são Batman: Arkham City, BioShock Infinite (Burial at Sea), Dear Esther, Wolfenstein - The New Order e Dishonored.

Além de jogar e ser um dos responsáveis pelo site Pixel Judge, Hendrik curte tirar fotografias de jogos. No Flicker, atende pela alcunha de K Putt e possui uma ampla seleção de screenshots milimetricamente enquadradas e trabalhadas com mods e ângulos certos.

alien-isolation-by-k-puttbatman-arkham-city-by-k-puttbattlefield-4-by-k-puttdead-island-by-k-puttstalker-call-of-pripyat-by-k-putt

Algumas destas imagens estão em uma resolução incrivelmente alta no álbum original, alta demais para subir para o meu servidor. Uma vez que K Putt fotografou mais de 100 jogos, agrupados por títulos, então, você está vendo apenas a superfície do seu olhar especial. Não deixe de se perder pela coleção...

the-walking-dead-season-2-by-k-putt

Mais fotógrafos:

Ouvindo: The Kinks - Victoria

21 de maio de 2015

Ellen e John

ellen-and-jon

Quem vê o simpático casal de idosos da foto talvez não suspeite que os idolatra. Ambos com 62 anos, dos quais 28 são de matrimônio, a dupla está presente no coração de muitos jogadores.

Mas, como toda boa história, nem sempre foi assim.

Turnê Europeia

Ele começou sua carreira como músico de jazz. Percebeu que precisava mudar de área quando tocava com a banda responsável pela trilha sonora de um musical da Broadway em turnê pela Europa. Percebeu que os atores no palco recebiam um salário substancialmente maior do que o dele, que ficava escondido no fosso. Se candidatou a ser o substituto de um dos atores de um papel menor e foi aceito. Na Itália, sentiu o gosto da atuação pela primeira vez e nunca mais largou, ainda que seu lado músico não tenha sido esquecido jamais.

Ela começou diva. No musical da Broadway em que ele entrou pela porta dos fundos, ela era a protagonista. Treinada no Conservatório da Nova Inglaterra em Boston para ser uma cantora lírica, escolheu o teatro como sustento.

Em 1984, se encantou por aquele sujeito que tocava banjo no fosso da orquestra e que desejava um papel no palco porque estava sem dinheiro. Ela ganhava o triplo do salário dele e bancou a paixão instantânea que os consumiu. Ele não tinha grana nem mesmo para comprar um casaco decente ou um sapato quente, enquanto o frio europeu castigava seu corpo. Ela trocou seu guarda-roupa, abriu as portas do seu quarto de hotel.

Havia um porém: ambos estavam comprometidos com outras pessoas. Ambos eram noivos.

Ao voltarem aos Estados Unidos, fizeram a coisa certa: romperam seus relacionamentos anteriores e passaram a viver juntos. "Ninguém ficou realmente feliz a respeito, porque eu acho que tanto eu como ele realmente amávamos nossos noivos. Mas não como nos amávamos um ao outro", explica ela, com toda a simplicidade e sinceridade possível.

Daquele dia em diante, Ellen McLain e John Patrick Lowrie nunca mais se separariam.

"Still Alive"

Sniper e GLaDOS

Ellen McLain se tornou imensamente popular ao emprestar seu talento de dubladora para dar vida, quase no sentido literal, a GLaDOS. John Patrick Lowrie talvez não seja tão conhecido mas sua voz também faz parte da família da Valve: ele dubla o Sniper, de Team Fortress 2 além de sete personagens em Dota 2, incluindo o monstro açougueiro Pudge.

A dupla foi entrevistada por Jaggner Gravning para o site Motherboard e revelou detalhes de sua história. Por exemplo, houve tempos difíceis para estes dois talentos. Longe de Nova York, por causa da violência urbana, não desejando se separar em turnês longas, o casal chegou a embalar ovas de peixe em um fábrica de caviar para pagar as contas.

"Nós vestíamos botas de borracha", contou Ellen. "Os mais treinados estavam embalando os ovos bons de peixe para o mercado japonês consumir. Nós estávamos embalando ovas de peixe para isca, porque não levávamos muito jeito".

Felizmente, o período sombrio durou pouco tempo e logo eles estavam de volta aos palcos. Atualmente, apesar da fama, o casal vive mesmo do teatro ou comerciais de TV.

"Adeus, filho"

O envolvimento com o mundo dos jogos veio através de John. Ele é o jogador da casa, embora se defina como casual e seus títulos favoritos sejam experiências mais tranquilas como Myst ou Civilization. Ironicamente, Ellen nunca jogou um título da franquia Portal. Afirma que tentou, mas não se deu bem com os controles. "Eu vejo o John jogando", confessa.

John estava envolvido com a dublagem de jogos desde os anos 90. Ele lembra que naqueles primeiros anos ninguém sabia o que fazer com um ator no estúdio de dublagem. Em várias sessões, havia apenas uma sucessão de linhas escritas no papel que ele tinha que falar. Não havia contexto, motivação, explicação alguma. Ele perguntava para os técnicos, querendo saber mais detalhes, e ninguém sabia ao certo. O responsável pela história nem mesmo comparecia às gravações e tinha que ser chamado ao telefone.

Em uma das sessões, ele precisava dizer a frase "Adeus, filho". E era tudo o que ele sabia sobre o contexto. Inconformado, pediu mais dados para poder fazer sua dublagem. Após uma confusa conversa entre os desenvolvedores e o escritor ao telefone, a resposta foi: "Olha, aqui é onde o jogo se bifurca. Seu filho tanto pode descer, pegar algum pão e voltar ou pode atravessar esse portal do tempo, ir para outro universo e você nunca mais irá vê-lo novamente. Então, será que você podia falar a frase de um jeito que servisse para os dois casos?".

Com o tempo e a interação entre desenvolvedores e atores, ficou clara a necessidade de se orientar os dubladores para um trabalho melhor. O resultado foram interpretações melhores e até histórias melhores.

Quando Ellen McLain foi convidada para entrar no estúdio da Valve pela primeira vez, já havia esse ajuste fino entre dubladores e contadores de história. O que ela faria ali dentro, entretanto, elevaria essa química a um novo patamar.

GLaDOS Nasce

Inicialmente, não haveria Ellen McLain nenhuma em Portal. A inteligência artificial insana que persegue, tortura, ironiza e acompanha o jogador teria sua voz gerada por um programa que transforma texto em voz, uma origem apropriada para o personagem. Entretanto, a Valve esbarrou em um problema de licenciamento. Utilizando o programa, teriam que pagar uma porcentagem do faturamento do jogo aos criadores do software. A solução mais barata encontrada foi contratar uma pessoa que pudesse simular uma voz automatizada de um programa que converte texto em voz.

EllenEllen foi a escolha mais óbvia. Ela já havia trabalhado em Half-Life 2, ainda que de forma mais discreta, emprestando sua voz para as mensagens do sistema de anúncios públicos do Overwatch. Seu marido circulava pelos corredores, fazendo outros trabalhos para a Valve. Não houve dúvidas, Ellen imitaria o sintetizador de voz.

Mas quis o destino que ela fosse uma atriz de teatro com décadas de experiência. Ela foi além do exigido. Entrando na mente de GLaDOS como ninguém havia pensado em fazer ainda, ela injetou personalidade onde antes só havia mecânica. Sua interpretação ficou tão impressionante que os roteiristas mudaram tudo. Os puzzles já estavam prontos, a jogabilidade também. Mas o enredo, esse não teria saído como saiu sem a ajuda de Ellen. O sarcasmo, a relação entre a antagonista e a heroína, a latente insanidade da inteligência artificial, tudo isso foi contribuição dela ou inspirado por sua interpretação.

Erik Wolpaw, um dos autores da história, admite que eles não tinham o último terço da história pronta e não sabiam para onde ir. Tudo mudou com a chegada de Ellen. O final musical foi um salto de fé da Valve: mesmo sem tê-la ouvido cantar, eles sabiam que ela seria capaz de entregar "Still Alive".

Seu papel foi tão influente que o desenvolvimento de Portal 2 foi concomitante à dublagem. Programadores e designers se recusaram a produzir o jogo usando vozes substitutas ou com lacunas, Ellen precisou estar presente para a história e os enigmas avançarem juntos. O programa de conversão de texto para voz foi definitivamente aposentado. Ellen era GLaDOS.

Canção Para a Máquina

Atualmente, John faz comerciais, teatro e trabalhos de dublagem para Valve que ele não pode comentar. Ellen atua em um papel coadjuvante em uma montagem de Mary Poppins, dá aulas de interpretação de voz para jovens, leciona no Seattle Opera Guild e canta no coral da sua igreja todas os Domingos.

Em convenções, ela e seu marido são conhecidos por assinar autógrafos por horas seguidas, em filas que nunca terminam. Tampouco se recusa a dar uma canja de "Still Alive" ou "Want You Gone", acompanhada pelo inseparável banjo de John.

Ellen and John - Ao Vivo

Mas esse vínculo se faz ainda mais presente quando ela abre o coração para o entrevistador e admite que é uma artista interpretativa, que ela não cria coisas, apenas as interpreta. Com uma única exceção. Uma música, que ela mesma compôs e escreveu. Para GLaDOS.

A música veio à sua mente durante um banho de banheira e foi concluída durante uma caminhada. Seu marido completou o arranjo para violão e brotou "GLaDOS’ Song". A canção foi gravada na sala de estar da própria casa do casal e oferecida para a Valve como um easter egg para Portal 2. Por algum motivo que jamais saberemos, a música não entrou no jogo. Por anos, permaneceu esquecida, ouvida apenas pelos amigos mais próximos.

Gravning da Motherboard teve a ousadia de pedir a música para sua matéria. Ellen pediu desculpas pela má-qualidade da gravação. O assunto poderia ter terminado aí, mas o casal então regravou a canção em um estúdio profissional e colocou no YouTube:

Com uma carreira tão extensa, ela não se arrepende ser marcada como GLaDOS. "Eu poderia fazer GLaDOS para sempre".

Ouvindo: Eyedea and Abilities - Now

20 de maio de 2015

Venda de Garagem

Uma vez que me mudei para um apartamento próprio (mas menor), a quantidade de lastro acumulado em uma vida toda dedicada a quadrinhos e livros ocupa mais espaço do que tenho disponível. Então, algo precisa sair por aquela porta e não serei eu.

Por isso, estou fazendo uma "vendinha virtual" a preços camaradas. O Mercado Livre é meio hostil para listar tudo o que você está vendendo, a menos que você pague, mas consegui dar um jeito de trazer os 47 itens (até agora) para sua apreciação:

Hellraiser - 4 Edições (completa) Rara Hellraiser - 4 Edições (completa) Rara R$ 40
Revista O Fim Do Universo (2 Edições - Completa) Revista O Fim Do Universo (2 Edições - Completa) R$ 40
Batman - Preto & Branco (4 Volumes - Completa) Batman - Preto & Branco (4 Volumes - Completa) R$ 40
Savage Dragon Versus Hellboy (2 Edições - Completa) Savage Dragon Versus Hellboy (2 Edições - Completa) R$ 20
Super-homem - As Quatro Estações (4 Volumes - Completa) Super-homem - As Quatro Estações (4 Volumes - Completa) R$ 35
Guerra Secreta - 3 Volumes Guerra Secreta - 3 Volumes R$ 15
Starman - Minissérie Completa Em 4 Edições Starman - Minissérie Completa Em 4 Edições R$ 16
LJA - Involução LJA - Involução R$ 10
Superman - A Última Esperança De Krypton Superman - A Última Esperança De Krypton R$ 12
Superman - O Último Filho Da Terra (2 Volumes) Superman - O Último Filho Da Terra (2 Volumes) R$ 20
Homem-Animal - Nascido Para Ser Selvagem (2 Volumes) Homem-Animal - Nascido Para Ser Selvagem (2 Volumes) R$ 15
SJA - Trio Profano (saga Completa Em 2 Volumes) SJA - Trio Profano (saga Completa Em 2 Volumes) R$ 20
Superman - A Última Chama Superman - A Última Chama R$ 15
Conan - Espada & Magia (coleção Completa - 5 Volumes) Conan - Espada & Magia (coleção Completa - 5 Volumes) R$ 60
Encontro Com O M.E.D.O. - Livros-jogos Aventuras Fantásticas Encontro Com O M.E.D.O. - Livros-jogos Aventuras Fantásticas R$ 20
Hermann Hesse - Narrativas Hermann Hesse - Narrativas R$ 15
Ernest Hemingway - O Velho E O Mar Ernest Hemingway - O Velho E O Mar R$ 15
Pollyanna - Eleanor H. Porter (lacrado) Pollyanna - Eleanor H. Porter (lacrado) R$ 15
Theodore Sturgeon - Além Do Humano Theodore Sturgeon - Além Do Humano R$ 20
Kurt Vonnegut - Galápagos Kurt Vonnegut - Galápagos R$ 35
The Imago Sequence and Other Stories The Imago Sequence and Other Stories R$ 35
Sergio Aragonés - Dia De Los Muertos Sergio Aragonés - Dia De Los Muertos R$ 10
Hitman - Um Caixão Cheio De Dólares Hitman - Um Caixão Cheio De Dólares R$ 10
Web Of Spider-man 90 Web Of Spider-man 90 R$ 20
Super-homem Versus Aliens (em 3 Edições) Super-homem Versus Aliens (em 3 Edições) R$ 20
Sérgio Aragonés Destroi A DC Sérgio Aragonés Destrói A DC R$ 15
Sérgio Aragonés Massacra A Marvel Sérgio Aragonés Massacra A Marvel R$ 15
A Era De Ouro - Minissérie Completa A Era De Ouro - Minissérie Completa R$ 30
Minissérie Marvel Completa - Código De Honra Minissérie Marvel Completa - Código De Honra R$ 20
Revista Superman & Batman #50 Revista Superman & Batman #50 R$ 5
Coleção Revistas Superman & Batman #52-56 Coleção Revistas Superman & Batman #52-56 R$ 20
Revista Dc 2000 #1 Revista DC 2000 #1 R$ 6
Revista Força Psi #1 Revista Força Psi #1 R$ 10
Revista Conan O Bárbaro #1 Revista Conan O Bárbaro #1 R$ 15
Revista Wolverine #1 Revista Wolverine #1 R$ 30
Revista Superamigos #1 Revista Superamigos #1 R$ 20
Revista Liga Da Justiça #1 (1989) Revista Liga Da Justiça #1 (1989) R$ 15
Revista Urtigão #1 Revista Urtigão #1 R$ 10
Revista Marvel Force #1 Revista Marvel Force #1 R$ 10
Revista Margarida #1 Revista Margarida #1 R$ 20
Revista Magali #1 (editora Globo - 1989) Revista Magali #1 (editora Globo - 1989) R$ 50
Homem Aranha #1 (editora Abril  - 1983) Homem Aranha #1 (editora Abril - 1983) R$ 80
X-men 2099 #1 X-Men 2099 #1 R$ 10
Revista O Monstro Do Pântano #9 (editora Ebal - 1980) Revista O Monstro Do Pântano #9 (editora Ebal - 1980) R$ 25
Homem-aranha 2099 #1 Homem-aranha 2099 #1 R$ 10
Superboy #1 (1994) Superboy #1 (1994) R$ 10
Revista Super-homem Número Zero Revista Super-homem Número Zero R$ 7
Revista Shazam Número Zero Revista Shazam Número Zero R$ 6
Revista Batman - Vigilantes De Gotham Número Zero Revista Batman - Vigilantes De Gotham Número Zero R$ 10
Revista Liga Da Justiça E Batman #1 Revista Liga Da Justiça E Batman #1 R$ 10
Batman #1 (a Queda Do Morcego) Batman #1 (a Queda Do Morcego) R$ 15
Os Cavaleiros Fantasmas De  Espora De Ouro Os Cavaleiros Fantasmas De Espora De Ouro R$ 15
Distrito X - Pocket Panini Distrito X - Pocket Panini R$ 20
Revista Red - Aposentados E Quadrinhos Revista Red - Aposentados E Quadrinhos R$ 12
Coleção Vertigo 1-11 Coleção Vertigo 1-11 R$ 150
Superman 70 Anos - Volume 2: Superman/batman Superman 70 Anos - Volume 2: Superman/Batman R$ 30
Homem-aranha Potestade Homem-aranha Potestade R$ 30
Batman Extra Nº 14 Batman Extra Nº 14 R$ 12
Dc Apresenta 10: Iii Guerra Mundial Adão Negro Contra Todos DC Apresenta 10: III Guerra Mundial Adão Negro Contra Todos R$ 15
Batman - Cacofonia Batman - Cacofonia R$ 20
Superman 70 Anos #4 - As Maiores Manchetes Do Planeta Diário Superman 70 Anos #4 - As Maiores Manchetes Do Planeta Diário R$ 25
Universo Dc - Decisões Universo DC - Decisões R$ 15

(Não tenho certeza sobre exatamente como funciona o sistema de frete mais barato possível. Alguns produtos estão com o preço do frete embutido, outros não, e outros funcionam com o Mercado Envio, sabe-se lá como. Vamos descobrir juntos, eu garanto que o produto chega.)

A lista continuará sendo atualizada, ainda falta muita coisa para cadastrar no sistema. Negocio o preço para os camaradas do blog!

Mesmo que você não se interesse por nada listado aqui (sério?!), peço que passe o link adiante para ajudar.

Ouvindo: Velvet Acid Christ - Despotic

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Killing Floor 2