Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

13 de fevereiro de 2016

A Culpa É do Estagiário!

Paciência

É meio um clichê dizer que Paciência, um dos jogos mais populares já lançados pela Microsoft, para desgosto dos fãs de Halo, é um tributo à falta de algo melhor pra fazer. Símbolo de repartições públicas ineficientes e de tiozões sem tarefas a cumprir diante do computador, talvez essa fama tenha razão de ser. Pelo menos em sua origem, Paciência tem mesmo um pé na malandragem e na malemolência.

O jogo foi desenvolvido por Wes Cherry, estagiário da Microsoft durante o Verão de 1988. Ele não recebeu um centavo pela criação de Paciência. Porque esse nem era o seu trabalho mesmo.

Wes Cherry conta no Reddit que gastou boa parte tempo que deveria estar estudando para as provas finais com a cara enfiada em uma versão de Solitaire (nome original do jogo) para Macintosh. Ao chegar na Microsoft para estagiar, descobriu que tinha mais tempo vago do que imaginava, mas não podia usar um Macintosh. Então, resolveu adaptar Solitaire para o Windows, para poder ficar jogando sozinho enquanto não batia a hora de encerrar o expediente.

Ele malandramente pegou as cartas e o visual da versão para Mac que já estavam prontos e portou o código para rodar no outro sistema operacional, otimizando o que era necessário para o movimento das cartas ficar mais suave.

O resultado final poderia ter ficado ali no PC de Cherry para ser formatado quando ele fosse embora, mas, felizmente ou infelizmente, a Microsoft na época era um covil de desocupados e havia "uma empresa dentro da empresa", segundo suas próprias palavras. Essa "Bogus Software" tinha um servidor próprio na rede da Microsoft onde essa confraria de vadios guardava os "joguinhos" que pegavam ou produziam. Um gerente de software encontrou o jogo de Paciência desenvolvido por Cherry e achou que seria uma boa ideia incluir o jogo oficialmente no Windows 3.0.

Cherry diz que não se arrepende da popularidade do jogo nem tampouco por não ter recebido algo a mais pelas múltiplas reedições de Paciência. Ele conta que ganhou um IBM XT da Microsoft para corrigir os bugs quando voltasse às aulas e, para ele, esse pagamento foi mais do que suficiente.

Ironicamente, Cherry recebeu milhares de dólares em ações da Microsoft por criar uma versão para Windows de Pipe Mania, um título que ninguém lembra mais mas que foi incluído em um pacote de entretenimento para a plataforma anos depois. E também foi criado nas horas vagas. Com o dinheiro das ações, o programador chegou a comprar um barco.

Hoje, Wes Cherry administra uma fábrica de cidras. Raramente programa e geralmente apenas para controladores de hardware da produção.

Então, da próxima vez que você flagrar um funcionário jogando Paciência, não faça julgamentos prévios. Ele não tem culpa. A culpa é do estagiário.

Ouvindo: Skeletal Family - So Sure

11 de fevereiro de 2016

Punk Is Not Dead

Você pode não gostar de punk rock (ao contrário de mim), você pode nunca ter ouvido falar da banda canadense PUP (assim como eu), mas certamente vai curtir esse vídeo, principalmente se já segurava um controle nos saudosos anos 80/90.

A música se chama "DVP" e sua letra jamais ganharia um concurso de poesia, além de ser ruim até para os padrões do gênero a que pertence. Mas os canadenses tiveram a sacação de espalhar a letra da música pelos cenários de dezenas de jogos que deixaram saudade em muita gente.

Afaste as crianças da sala, coloque um fone de ouvido ou abaixe o volume se precisar e embarque nessa anarquia:

Ouvindo: Zelda Reorchestrated - Hyrule Field Main Theme

10 de fevereiro de 2016

Carnaval em Tyria

Quarta-feira de Cinzas, mas ainda dá tempo de publicar alguma coisa no clima das festanças de Momo.

Ou apenas usar o gancho como desculpa para apresentar esse impressionante cosplay inspirado em Guild Wars 2...

Asura

Enayla já é conhecida entre os praticantes da arte, mas desta vez ela presta homenagem aos Asuras, a raça tecnológica e baixinha do MMO. Não satisfeita em acertar no figurino, ela foi além e produziu um dos golems que acompanham os Asura em toda sua magnificência.

Asura 02

O robô não se move, mas, suas luzes de cristal acendem de verdade e, como reza a tradição, ele pode servir como uma armadura para sua mestre Asura.

Asura 03

Depois das fotos, o Golem colossal se tornou uma peça de decoração na casa de Enayla e, segundo ela, vigia sua sala de computador, dia e noite.

Golem

Ouvindo: Unter Null - Martyr (Tamtrum Mix)

8 de fevereiro de 2016

Praise the Sun

Um dos estigmas de Minecraft junto a quem não joga Minecraft (além da praga dos YouTubers) é o conceito de que seus gráficos seriam toscos. Passei mais de um ano jogando com seu visual padrão e não tenho do que reclamar.

Entretanto, depois que usei a combinação matadora de Optifine com Sildur's Shaders, nunca mais voltei atrás. O mundo continua feito de blocos. Mas cada alvorecer ou entardecer é um deslumbre...

2016-02-05_02.11.262016-02-06_20.19.052016-02-06_20.43.302016-02-06_20.53.532016-02-06_21.20.212016-02-06_21.40.49

Ouvindo: Psyclon Nine - The Purging

6 de fevereiro de 2016

Modelos de Sangue

Houve uma época em que criaturas de jogos eletrônicos eram modeladas fisicamente, depois fotografadas e convertidas em sprites digitais. Isso foi antes dos gráficos tridimensionais e da modelagem direto em algum programa de 3D.

Um certo Anatoly Shashkin, através de algum tipo de necromancia proibida, conseguiu recuperar as digitalizações originais dos modelos usados para criar quatro inimigos do jogo Blood, um dos favoritos da casa. É interessante notar como eles eram detalhados e com muito volume e o quanto desse trabalho se perdeu ao converter as imagens para a tecnologia disponível na época:

ButcherCultistGargoyleZombie

Não é o tipo de action figure que faria sucesso nem nos dias de hoje, mas é um pedaço da história dos FPS, principalmente de um FPS muito estimado por mim, que gostaria de ver preservado.

Ouvindo: Unter Null - You Have Fallen From Grace

5 de fevereiro de 2016

No Espaço Ninguém Pode Ouvir Você Desistir

Não tenho os nervos necessários para terminar Alien Isolation. Não tenho os nervos necessários para chegar na metade de Alien Isolation.

2016-01-15_00003

Estou desistindo na quinta de dezoito missões da campanha da filha de Ellen Ripley, sem vergonha de dizer que o jogo me dá calafrios. Esgueirar-me de um armário para outro enquanto a criatura assassina passa bem do meu lado é um excesso de imersão que deixou meu estado mental abalado.

O que é exatamente o tipo de objetivo que seus criadores desejavam e exatamente o tipo de jogo que o Alien vinha merecendo há décadas. Um título capaz de colocar o xenomorfo de volta ao pódio do horror depois de ter se tornado buxa de canhão em vários jogos e até motivo de escárnio no fracassado Colonial Marines.

Como Ridley Scott nos provou no distante ano de 1979, um único monstro vagando com total segurança por corredores mal-iluminados é tudo que basta para gelar a espinha e evocar aquele medo ancestral do desconhecido, do incontralável. Mesmo no futuro supostamente utópico, onde a raça Humana domina a viagem entre as estrelas com possantes e gigantescas espaçonaves e dá seus primeiros passos para a criação de vida inteligente, ainda assim não passamos de penetras nas vastidões do váculo inexpugnável e seus segredos.

Alien Isolation está de parabéns por conseguir capturar o espírito do filme original, tanto em termos de cenários e atmosfera retrô-futurista, como também em devolver a eficiência mortal e assombrosa ao Alien. O Xenomorfo é o senhor da estação espacial, o olho de um furacão que deflagra paranóia, ódio, conspirações e a morte nesta fronteira onde o Homem não deveria ter pisado.

2016-01-09_00001

Lamentavelmente, não poderei testemunhar o desenrolar dessa trama. Talvez em uma outra oportunidade, mais calejado ou menos imerso. Por enquanto, me despeço aliviado de Alien Isolation com a certeza de que fui tocado por um grande jogo.

E pelo medo incontrolável.

Faun - Iyansa

3 de fevereiro de 2016

Resultado da The Ultimate Promo 3

Depois de um longo hiato (desde Setembro passado, para ser preciso), temos o resultado de mais um sorteio no blog, novamente com 50 jogos distribuídos entre os leitores.

Não me agradeçam, eu só organizo as coisas por aqui e a maioria das chaves foi uma imensa cortesia de Bolivar D' Andrea, Bruno Dolabela, Daniel Puia, Luis Carlos Lima, Menegroth Susej, Robson Arruda, Rodrigo Souza, Tais Fantoni e Thiago Costa. Graças á generosidade deles, essa promoção foi possível. Então, meu mais sincero "obrigado".

Bioshock

Se na The Ultimate Promo 2 tivemos apenas 80 participantes, desta vez a sede de jogos foi maior e a promoção reuniu 96 participantes, quase encostando no recorde de 100 interessados da primeira versão do sorteio. Como era previsto, Bioshock Infinite foi o campeão de inscrições, com impressionantes 41 concorrentes disputando a tapa a sorte de levar uma chave do jogo. Mas, os caprichos dos Deuses Randômicos são inflexíveis e só pode haver um ganhador...

E o vencedor do derradeiro título da Irrational Games foi o @proveisso.

Segue abaixo a lista completa de vencedores de cada jogo.

Os Ganhadores

  • Arthur Castaldi não teve concorrentes e levou o jogo Weird Worlds: Return to Infinite Space.
  • Alexandre Bueno teve mais sorte que os outros 16 concorrentes e recebeu o jogo Dustforce DX.
  • Lucas Garcia venceu outros 7 concorrentes e recebeu o jogo The Maker's Eden Soundtrack Edition.
  • Eduardo Lacerda venceu outros 6 interessados e levou o jogo Neocolonialism.
  • Nelson Silva teve mais sorte que os outros 3 oponentes e embolsou o jogo Roommates.
  • Fausto Albertoni venceu seu único concorrente para ganhar o jogo Racer 8.
  • Vinícius Ferreira venceu seu único concorrente para ganhar o jogo White Noise Online.
  • Valfredo Santos não teve concorrentes e levou o jogo Salammbo: Battle for Carthage.
  • Wallace venceu seu único concorrente para ganhar o jogo Space Hack.
  • Valfredo Santos triunfou sobre os outros 3 competidores e vai aproveitar o jogo Amerzone: The Explorer's Legacy.
  • Bruno Henrique Cavalcante nem viu nenhum dos outros 31 concorrentes e faturou o jogo Life is Strange - Episode 1.
  • Vaguiner De Santana Silva venceu outros 10 participantes e vai curtir sozinho o jogo Tomb Raider I.
  • Thiago Moreira Zolini dominou os 7 camaradas e faturou o jogo Tomb Raider II.
  • Edson Marques nem viu nenhum dos outros 7 interessados e recebeu o jogo Tomb Raider III.
  • Thiago Gianelo venceu outros 5 adversários e recebeu o jogo Out of the Park Baseball 14.
  • Helder Conceição triunfou sobre os outros 24 concorrentes e ganhou o jogo Stronghold Crusader HD.
  • Daniel Luis Puia nem viu nenhum dos outros 5 oponentes e recebeu o jogo Tiny and Big: Grandpa's Leftovers.
  • Gledson A. teve mais sorte que os outros 3 competidores e ganhou o jogo English Country Tune.
  • Anderson Silveira derrotou 3 leitores e conquistou o jogo Oil Rush.
  • Pablo Henricky nem viu nenhum dos outros 17 adversários e embolsou o jogo Dead Space.
  • Eder R. M. foi o vitorioso sobre 30 participantes e faturou o jogo Mirror's Edge.
  • Rafael De Jesus Fazzio Paulino nem viu nenhum dos outros 16 competidores e faturou o jogo Command & Conquer: Red Alert 3 - Uprising.
  • Francisco Vicente não teve concorrentes e levou o jogo Superfrog HD.
  • Alexandre Pereira Faustini venceu seu único concorrente para ganhar o jogo Worms Blast.
  • Gabriel Hideki triunfou sobre os outros 4 adversários e recebeu o jogo Worms Crazy Golf.
  • Gustavo Guerra foi o vitorioso sobre 4 adversários e vai curtir sozinho o jogo Worms Pinball.
  • Anderson Silveira teve mais sorte que os outros 13 concorrentes e ganhou o jogo SOL: Exodus.
  • Victor Hugo Martins venceu seu único concorrente para ganhar o jogo BoxesWithGuns.
  • Anderson Silveira dominou os 13 concorrentes e faturou o jogo Heroes of Annihilated Empires.
  • @proveisso teve mais sorte que os outros 41 adversários e faturou o jogo Bioshock infinite.
  • Marjorie Bellini nem viu nenhum dos outros 36 adversários e levou para casa o jogo Hard Reset Extended Edition.
  • Bruno Gurgel nem viu nenhum dos outros 6 leitores e recebeu o jogo Burnout Paradise.
  • Carlos Wilson nem viu nenhum dos outros 4 leitores e faturou o jogo Command & Conquer: Red Alert 3.
  • Anderson Fabrício Pereira Da Silva venceu outros 13 leitores e levou o jogo Crysis 2 Maximum Edition.
  • Pablo Almeida sapatateou na cova dos 11 competidores e recebeu o jogo Medal of Honor.
  • Renato Medeiros Junior venceu seu único concorrente para ganhar o jogo Populous.
  • João Wilian nem viu nenhum dos outros 5 concorrentes e ganhou o jogo Crayon Physics Deluxe.
  • Alexandre Silva Sousa dominou os 6 participantes e faturou o jogo Eufloria.
  • Tais derrotou 6 leitores e vai aproveitar o jogo Splice.
  • William Schutz nem viu nenhum dos outros 8 adversários e levou para casa o jogo Superbrothers: Sword & Sworcery EP.
  • Carlos Wilson teve mais sorte que os outros 8 concorrentes e levou para casa o jogo Waking Mars.
  • Marcos A.s. Almeida mandou beijo no ombro pros 22 competidores e embolsou o jogo Machinarium.
  • Cézar Felício nem viu nenhum dos outros 13 leitores e levou o jogo Guardians of Middle-earth + Smaug's Treasure DLC.
  • Loris dominou os 3 participantes e ganhou o jogo Inherit the Earth: Quest for the Orb.
  • Eduardo Lacerda triunfou sobre os outros 4 participantes e levou para casa o jogo Time Mysteries: Inheritance - Remastered.
  • Loris foi o vitorioso sobre 5 competidores e recebeu o jogo Miner Warfare.
  • Luiz Carlos Lima Dos Anjos triunfou sobre os outros 9 candidatos e recebeu o jogo Zombie Kill of the Week - Reborn.
  • Mayara Gomez mandou beijo no ombro pros 3 interessados e vai aproveitar o jogo Anoxemia.
  • Gledson A. não teve concorrentes e levou o jogo Hostile Waters: Antaeus Rising.

Como é muita gente, pode demorar um pouco para cada um dos 50 ganhadores receber sua(s) chave(s) ou link(s) de ativação por e-mail ou diretamente pelo Steam. Tenham paciência, por que para os vencedores esse Carnaval terá jogo inédito garantido!

O jogo Bloop foi rejeitado por todo mundo e não teve concorrentes, ficando armazenado nos arquivos para futuras promoções.

Ouvindo: The Rapture - Olio

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Blood