Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

14 de junho de 2013

"Há Apenas a Guerra"

No futuro não haverá nada além da guerra... Em um intervalo de pouco mais de três meses, este é o terceiro jogo baseado no universo de Warhammer 40000 que tenho a honra de anunciar. E desta vez, as proporções do projeto são equivalentes ao Império dos Homens! Eternal Crusade será o primeiro MMORPG a ousar recriar a batalha perpétua e cruel da Humanidade contra todas as outras raças do cosmos e das profundezas da escuridão.

Eternal Crusade

Adaptar uma obra com um lore de décadas sustentado por um estado de contínua luta, sem tempo para muita conversa, pode parecer uma escolha óbvia para a natureza do grinding infinito central para os jogos massivos de múltiplos jogadores. É fácil visualizar um horizonte coalhado de corpos de Orks, Tyranids, Eldars e Chaos Marines e um inventário formado de partes de armaduras de Space Marine e armas brutais e exageradas que acrescentam dano +100 ou algo assim. Entretanto, é uma ideia que já falhou antes e é uma visão dos MMOs que a atual desenvolvedora promete não seguir.

Das Ruínas à Glória

Entre os escombros da finada THQ jaz Dark Millenium Online, a primeira proposta de um MMORPG de Warhammer 40K. O jogo foi revelado durante a E3 de 2010, com direito a trailer e a mesma frase de efeito que ilustra Eternal Crusade hoje: "há apenas a guerra". Dois anos depois, às vésperas da crise financeira da produtora, a desenvolvedora Vigil Games declarou que iria abandonar o mundo massivo e transformar o projeto em um jogo single-player. Mas já era tarde demais para salvar qualquer coisa. Nove meses depois, a THQ declarou falência. Logo em seguida, seus estúdios foram leiloados. Ninguém comprou a Vigil Games, para desespero das viúvas da franquia Darksiders, e a desenvolvedora foi dissolvida.

Space Marine Eternal Crusade não terá uma linha de código de Dark Millenium, um único gráfico ou modelo em 3D. A Behaviour, responsável pelo novo projeto, recomeçou do zero sua própria concepção do que seria um MMO digno do Imperador. Enquanto a Vigil Games pensava de onde viria o próximo salário, a Behaviour entrou em contato com a Games Workshop, detentora dos direitos de Warhammer 40K, ofereceu seus serviços e conseguiu convencer os zelosos e poderosos guardiões da marca a depositar sua confiança.

Mas, como é possível alguém entregar o desenvolvimento de um jogo, qualquer jogo, às mãos da Behaviour? Um de seus trabalhos mais recentes é o execrável Ice Age: The Continental Drift - Arctic Games. Seu currículo é até extenso, mas envolve adaptações de jogos de outras pessoas para outras plataformas, jogos baseados em filmes ou desenhos animados e produções próprias de qualidade questionável. Nenhum deles é um MMORPG e sabemos que, para triunfar neste gênero, não basta boa-vontade ou rios de dinheiro.

Para conseguir a vitória onde tantos falharam, a Behaviour está se transformando. Contratou os melhores profissionais que conseguiu encontrar, exilados e proscritos de projetos cancelados ou reformulados em todo o Canadá. Seu Diretor Criativo, David Ghozland, foi um dos designers responsáveis por The Secret World, da Funcom e The Saga of Ryzom, além de jogos single-player. Segundo o chefe do estúdio, Miguel Caron, todos na equipe são fãs de Warhammer 40K e "tem pelo menos dois exércitos cada".

Os planos para Eternal Crusade envolvem fugir da fórmula dos MMOs clássicos. Inspirados em EVE e Planetside 2, a Behaviour pretende se focar no conteúdo gerado pelo usuário. Há muitos veteranos da Funcom no grupo, removidos de EVE depois das últimas reestruturações da gigante islandesa, então eles conhecem o combustível deste tipo de jogo: alianças, conflitos em larga escala, intriga e traição fomentados pela própria comunidade. O conteúdo de PvE presente no título será gerado proceduralmente para manter as engrenagens girando sem ser carregado de missões insossas ou repetitivas. "Há apenas a guerra".

Eternal Crusade tem previsão de lançamento para o final de 2015, o que é um prazo extremamente longo para se prever qualquer coisa em uma indústria em constante revolução. Mas, com títulos como Warhammer 40,000: Armageddon e Space Hulk desembarcando antes disso, os fãs de Warhammer 40K podem ter uma certeza: há apenas a guerra e ela não para.

Ouvindo: Atari Teenage Riot - Shadow Identity

Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

3 comentários:

Leonardo Farias disse...

E você ainda não sabe da maior, o Chris 'Wing Commander' Roberts terceirizou parte do Star Citizen pra Behaviour!

http://bhvr.com/es/news/2012/12/12/

Medo, muito medo...

Shadow Geisel disse...

eu não sou uma viúva mais fiquei muito chateado com o abandono da série Darksiders. Ela tinha muito potencial.

Gledson A, disse...

Enquanto isso, eu ainda luto para tentar jogar a série Dawn of War I e II.

=/

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Tooth and Tail