Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

1 de junho de 2013

A Queda de Amalur

Kingdoms of Amalur

Quem pensa que desperdício e má-administração de dinheiro público é privilégio da política brasileira é porque não conhece a realidade em outros países. É um mal praticamente universal. No caso de Curt Schilling, foi um problema que afetou até mesmo o mítico mundo de Amalur.

Mas nossa história começa com Don Carcieri, governador do estado americano de Rhode Island. Rhode Island, por sua vez, é o menor de todos os 50 estados que compõem os Estados Unidos da América, mas o segundo lugar em densidade populacional. É um bocado de gente espremida em uma área muito pequena. E um bocado de gente desempregada. No final do mandato de Carcieri, a taxa de desemprego era de impressionantes 12% (a quarta pior do país) e três de suas principais cidades estavam bem próximas de pedir falência. Carcieri precisava de uma solução mágica e acreditava que tinha encontrado uma em Curt Schilling.

Schilling E quem é Curt Schilling? Um herói nacional. A lenda viva do baseball havia sido o principal responsável pela vitória do Boston Red Sox no campeonato mundial pela primeira vez em 86 anos da história do time. Isso com sangue vazando das suturas rompidas de uma operação recente no calcanhar, encharcando sua meia de vermelho em mais de um jogo.

Após sua aposentadoria no esporte, Schilling havia decidido enveredar pelo mundo dos jogos eletrônicos e criado uma empresa de desenvolvimento. Ele comentou casualmente com Carcieri sobre suas dificuldades em um encontro informal. Ele estava disposto a gerar centenas de empregos, mas precisava de dinheiro para expandir. Carcieri precisava de empregos criados e estava montado nos cofres públicos. Parecia a união perfeita.

Para entender a origem desta união é preciso voltar mais um pouco no tempo. Mais ou menos para os primórdios coloniais, quando Rhode Island foi formado. Geograficamente, o estado é espremido por dois lados pelo maior, mais rico e mais famoso estado de Massachusetts. Historicamente, isso criou um clima de velado mau humor em relação ao irmão maior. Nos anos 80, Massachusetts criou um pólo tecnológico em Cambridge, cidade onde fica localizado o mundialmente conhecido MIT. Enquanto isso, Rhode Island se sustentava da indústria joalheira e têxtil, dois setores que não estavam rendendo mais como antigamente. Para Carcieri, o melhor caminho para seu estado era tentar fazer o mesmo que seu vizinho estava fazendo. Políticos adoram lemas e poucos lemas são mais populares que "modernidade".

Então, quando Schilling chegou até Carcieri comentando que precisava de financiamento para expandir uma empresa de jogos, o governador não viu ali duas centenas de empregos em uma companhia. Ele enxergou o nascimento do seu próprio pólo tecnológico. Ele enxergou o herói do baseball do Boston Red Sox (de Massachusetts, vale dizer) construindo um gigante em Rhode Island. E liberou 75 milhões de dólares para o projeto.

Enquanto isso, Schilling planejava montar seu próprio MMORPG, um colosso para competir com World of Warcraft de igual para igual. Para alavancar sua ideia, ele decidira começar com um título single-player e, com seu lucro, impulsionar a meta maior. Esta parte já estava solucionada: ele conseguira emplacar um acordo de distribuição de Kingdoms of Amalur: Reckoning com a EA. Mas ainda faltavam 100 milhões de dólares, pelos seus cálculos. Quando seu plano bateu na porta do governador de Rhode Island ele já tinha passado antes em Massachusetts e ouvido "não" de diversos investidores...

Schilling, entretanto, tinha uma confiança inabalável no seu taco. “Sentado nas reuniões com o pessoal do investimento, eu ficava pensando como eles não podiam entender isso? Como eles não viam o que nós estávamos fazendo? E se eles viam, por que não estavam fazendo o cheque?". Infelizmente, quase todo mundo já sabe que MMORPGs são produtos muito caros e arriscados para desenvolver. Muitos tentaram desbancar o líder do mercado, nenhum conseguiu, muitos fecharam suas portas. Nem a própria EA conquistou essa vitória, amargou um resultado aquém do esperado com Star Wars: The Old Republic e chegou perto da bancarrota.

Carcieri não entendia nada de MMORPGs, nem de jogos eletrônicos. Ele mesmo admite que seus netos sabiam mais do que ele nesse quesito. Mas mesmo assim ele conseguiu convencer a administração a ceder para a empresa de Schilling um valor que era 75 vezes maior do que a média de empréstimos oferecidos para negócios locais.

"Escândalo encontra dinheiro"

O único voto contra o empréstimo veio do Republicano Robert Watson, que comentou sombriamente na época que "escândalo encontra dinheiro". E analistas apontaram diversas falhas no projeto de Schilling.

Kingdoms of Amalur

Sean Esten, responsável pelo portfólio de investimentos do estado no período escreveu por e-mail para seus superiores: “Eu não acredito que eu possa apoiar uma garantia de 75 milhões para nenhuma empresa isolada nesta indústria devido a alta volatilidade do sucesso comercial do lançamento de qualquer jogo. Talvez nós devêssemos desenvolver um conjunto de incentivos (incluindo garantias de empréstimo) para atrair diversas companhias para um pólo e não confiar em uma única empresa para criar esse pólo ao seu redor". Gina Raimondo, Democrata que concorria ao cargo de tesoureira do estado e agora é titular do cargo, também foi contra. E alertou, também por e-mail: a empresa de Schilling "está na área de Boston onde existem mais de 200 firmas de investimentos, além de ser uma área próspera para desenvolvimento de jogos, então, se ela fosse de fato um investimento interessante eu acredito que ela já teria obtido financiamento (...) o fato é que muitos olharam para ela e marcaram com bandeira vermelha".

Mas Rhode Island estava no fundo do poço e os políticos estavam sendo pressionados com histórias de pessoas perdendo emprego, sendo despejadas de suas casas e querendo uma solução para ontem. Do nada, surge uma lenda nacional com uma proposta visionária. O bom senso foi pro espaço.

Com o dinheiro na mão, Schilling e seu sonho foram sacudidos por algo que acontece toda hora na política: troca de poder. O principal opositor de Carcieri era o Republicano Lincoln Chafeeis, candidato ao governo do estado. Com a tradicional truculência dos adversários políticos, Chafeeis não apenas não acreditava que a empresa de Schilling não iria dar certo como questionava até mesmo a história da meia suja de sangue! Uma vez eleito, Chafeeis resolveu lavar as mãos. Não iria jogar contra o acordo, querendo ou não, agora Rhode Island era sócio da 38 Studio Games. Mas também não iria mover um dedo mais para ajudar ou sequer vistoriar seu destino. O conselho financeiro do estado teve 63 reuniões entre setembro de 2010 e maio de 2012 e em nenhum destes encontros foi discutida a situação da desenvolvedora.

Kingdoms of Amalur

E o que Schilling estava fazendo com 75 milhões de dólares dos contribuintes neste meio tempo? Ele estava gastando como se não houvesse amanhã. Em sua defesa, pode-se dizer que a média salarial na empresa estava bem acima do mercado. Para trazer grandes talentos para a pequena Providence, em Rhode Island, ele estava assumindo despesas de diversos funcionários. Mais: para honrar seu acordo com o estado, ele estava contratando aos borbotões. Se Rhode Island queria empregos, a 38 Studio Games estava entregando.

Schilling também estava determinado a ter qualidade. Todd McFarlane, um gigante dos quadrinhos, foi contratado para fazer os storyboards. R.A. Salvatore, um gigante da literatura de fantasia, foi contratado para escrever 10 mil anos de História para o universo de Amalur. Salvatore receberia a bagatela de 2 milhões de dólares pelo trabalho, mas terminou recebendo o cano...

Quando Kingdoms of Amalur: Reckoning foi lançado em fevereiro de 2012, o jogo conseguiu vender mais de um milhão e meio de cópias. Era uma cifra impressionante para um título de estreia. Mas insuficiente para alimentar a fornalha de grana em que sua desenvolvedora havia se transformado.

Kingdoms of Amalur

Em abril do mesmo ano, Schilling já não tinha mais dinheiro algum. Já havia feito empréstimos pessoais no banco, já tinha encerrado todas as suas chances com investidores privados. Marcou uma reunião com Lincoln Chafeeis, o novo governador. Seu sonho não sairia vivo daquela sala.

Para Chafeeis, a empreitada tinha sido o "pior investimento na história de Rhode Island". Em junho, a 38 Studio Games fechava as portas devendo 150 milhões de dólares, o dobro da quantia emprestada pelo governo anterior.

Para Schilling, era sua mais dolorosa derrota. Toda a fortuna acumulada em sua carreira esportiva tinha se perdido. Meses depois, ele leiloou sua histórica meia manchada de sangue. Atualmente, o homem que queria criar um novo mundo virtual é réu de um processo movido pelo estado de Rhode Island, acusado de saber que os 75 milhões de dólares não seriam suficientes e de ter iludido os ingênuos políticos a investir em um projeto sem futuro. Seu destino e o dos reinos de Amalur é sombrio.

Ouvindo: Choking Victim - Hate Yer State
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

4 comentários:

Gledson A. disse...

Caraca, sabia que o tiro tinha saido pela culatra mas... Não "desse" jeito.

Marcos A. S. Almeida disse...

Sou desconfiado por natureza,então acho que têm mais sujeira debaixo deste tapete.Mas a verdade é que a empreitada deu certo, só faltou gestão financeira.Se imaginarmos que uma megaprodução de Hollywood custa em torno de 200 milhões,150 milhões em um jogo é um absurdo.

Shadow Geisel disse...

Aquino, só faltou dizer quando sai o próximo game da série Amalur. rsrsrsrs. brincadeirinha!

nossa, o pior é que eu comprei essa bomba no lançamento. deixei de lado por causa de outros jogos melhores. e ele tem uns problemas que eu não suporte em jogo: o som é baixo (quase não tem música). as quests não empolgam. há um excesso de informações e diálogos que tornam o jogo intolerável (mais até que em jogos como Mass Effect 2). Os gráficos são bem bonitos e o mundo até que apresenta uma atmosfera interessante, mas eu esperava mais desse time dos sonhos. com tantas opções de jogos enormes de mundo aberto (fallout 3 e new vegas, oblivion e skyrim) fica difícil prestar atenção a esse patinho feio.

Marcos A.T. Silva disse...

Belo texto, e triste história. Comprei o jogo no lançamento e gostei muito. Na época, esperava mesmo chegar a ver o MMO, mas...

Seu texto tem detalhes que eu não sabia. Sensacional. E o Curt Schilling agora deve estar em uma situação parecida com a do protagonista do Kingdoms of Amalur: Reckoning no "buraco" em que acorda.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Tooth and Tail