Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

15 de abril de 2011

Vai Ter Bolo!

Cake O verdadeiro responsável por trás da Conspiração do Saco de Batatas finalmente se revela. GLaDOS está entre nós. Ou quase. Após uma longa e extenuante caçada por pistas que movimentou os fãs de todo mundo, a Valve finalmente liberou o acesso a uma página secreta da Aperture Science que promete antecipar o lançamento de Portal 2.

Para quem chegou agora, vale lembrar que o Steam lançou semanas atrás um pacote promocional contendo 13 jogos de desenvolvedoras independentes. O tal "The Potato Sack" ("Saco de Batatas") oferecia todos os títulos participantes juntos com um descontaço de 75%. Como se a oferta não fosse tentadora o suficiente, "vazou" a informação de que pistas para "algo secreto" da Valve estariam contidas dentro dos jogos. E tinha mesmo algo escondido ali: hieróglifos, mensagens cifradas, códigos que forçaram a inteligência e a paranóia de muita gente. Como se a brincadeira não fosse suficiente, todos os jogos receberam atualizações gratuitas contendo material adicional relacionado ao universo de Portal! Não satisfeita em dar esta força para os indie, a Valve chutou o balde e agora não está mais apenas incentivando que você compre os jogos, ela também quer que você também efetivamente os jogue.

A página secreta da Aperture Science comunica que GLaDOS irá reiniciar em condições padrões em 92 horas (quarta-feira da semana que vem?). Entretanto, se todo mundo junto jogar o suficiente os títulos do Potato Sack, Portal 2 irá ser lançado antes do tempo! Supostamente, a maligna inteligência artificial mais sarcástica de todos os tempos estaria reunindo processamento de todos os computadores que estiverem jogando para conseguir reiniciar.

Aperture Science

Com esta genial manobra de marketing, a Valve utiliza todo o poder da plataforma Steam e da legião de fãs para não apenas promover seu próprio lançamento, mas também para catapultar 13 jogos de pequenas empresas para uma maior notoriedade. Com um único gesto, Gabe Newell e sua turma estão gerando publicidade para sua plataforma, seu próximo jogo e levando os independentes junto. Se essa não a tacada de mestre do século, eu não sei o que ainda pode aparecer...

Se compararmos esta campanha comunitária da Valve com o desastroso vídeo promocional de Dead Space 2 ou outras estratégias equivocadas do passado, nós podemos ver o abismo cultural que existe entre a Valve e seus concorrentes.

Respostas em Quadrinhos

Lab Rat Para cobrir uma parte do hiato entre o primeiro jogo e sua continuação, a Valve produziu uma história em quadrinhos gratuita de 27 páginas chamada de "Lab Rat". Ainda que a história tenha sido lançada em parceria com o portal IGN, você pode muito bem esquecer a versão espúria publicada lá. No site oficial, você consegue encontrar a mesma história sem a marca d'água da IGN, uma navegação muito superior, sem nenhum anúncio publicitário no meio e com direito a extras: versão em PDF para baixar, papéis de parede e um pacote para fãs com todas as imagens sem texto algum. Sem querer parecer redundante, mas só se pode elogiar uma empresa que se esmera tanto em oferecer material gratuito de qualidade para os jogadores, ao contrário de outras produtoras que vendem as histórias em quadrinhos e derivados de seus títulos.

Em "Lab Rat", surgem algumas revelações importantes para o universo de Portal. A trama é narrada do ponto de vista do "Rat Man", o misterioso e nunca visto antes autor das mensagens rabiscadas nas paredes do primeiro jogo. Com a HQ nós descobrimos seu nome e o que ele fazia na Aperture Science, assim como o fator que o ajudou a permanecer vivo contra a fúria de GLaDOS e sua relação com um Companion Cube. Entendemos também que GLaDOS estava fadada desde o começo a terminar em tragédia... Mas a grande sacada do enredo está relacionada a Chell, a protagonista involuntária de Portal: você finalmente entenderá que nada acontece por acaso e que havia um motivo muito bom para ela conseguir fazer o que fez.

A produção de "Lab Rat" ficou por conta de Michael Avon Oeming (da série "Powers") e a própria equipe de desenvolvimento de Portal 2. Em entrevista ao IGN, Oeming declarou que "foi tudo desenvolvido internamente. São literalmente as mesmas pessoas que fizeram o jogo fazendo os quadrinhos. Então, nós tivemos acesso a todos os atributos do jogo para usar nos quadrinhos. A maioria das histórias em quadrinhos são feitas externamente, e a maioria delas com pouco ou nenhuma interação da empresa de jogos, e este é o motivo pelo qual elas às vezes não dão certo".

"Lab Rat" é uma estranha aventura sobre um homem perturbado em uma situação totalmente fora de seu controle e a construção de uma heroína. O resultado final acaba sendo indispensável para fãs da arte de Oeming e/ou fãs de Portal, condições nas quais eu felizmente me encaixo.

Antes de GLaDOS

Muito antes da Aperture Science iniciar suas atividades, houve um jogo onde o jogador podia criar dois portais de cores diferentes e transitar entre eles. Neste jogo sem armas e com uma protagonista feminina a única forma de prosseguir era resolvendo desafios que envolviam não cair em superfícies mortais, posicionar objetos em cima de botões para liberar portas, calcular saltos usando a energia cinética gerada pela queda de um portal para outro... Este jogo atendia pelo nome de Narbacular Drop. E foi lançado em 2005, dois anos antes de Portal.

Narbacular Drop

Narbacular Drop foi desenvolvido pela Nuclear Monkey Software como um projeto estudantil a competir no DigiPen. O resultado foi tão positivo que o jogo ganhou diversos prêmios na época, incluindo o Jogo de Internet do Mês (revista EDGE), Student Showcase do IGF e Top 10 Jogos que Você Nunca Ouviu Falar da Game Informer.

Como explicar as coincidências com o título da Valve? A resposta é menos sombria do que parece. Após o lançamento de Narbacular Drop, a Valve contratou a equipe de desenvolvimento inteira para a criação de Portal. Ao invés de ser um plágio, Portal é o sucessor espiritual do trabalho da Nuclear Monkey Software. Se lembrarmos que a própria Valve tem suas origens na cena modder de Quake, não é de se estranhar este contínuo contato com os desenvolvedores independentes. As 13 empresas envolvidas no Saco de Batatas que o digam.

Narbacular Drop foi distribuído gratuitamente em 2005 e ainda pode ser encontrado para download (26 MB). Apesar dos gráficos muito ultrapassados, da história pueril e da falta de um cursor na tela mostrando onde os portais serão criados, é impressionante como 90% da jogabilidade de Portal já estava lá. Parabéns à Valve pela visão e pela capacidade de adicionar uma excelente história por cima de tudo.

Ouvindo: Rocket From The Crypt - Let's get busy
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

2 comentários:

Marcos A. S. Almeida disse...

Killing Floor é o jogo com o maior número de CPU´s e o preço tá baixíssimo...precisa de mais algum incentivo pra comprá-lo Aquino? Eheheheheh! Brincadeiras á parte eu só não entendi o que significa a barra vermelha.

C. Aquino disse...

Eu acho que a barra vermelha é mais um comparativo gráfico entre os jogos. Killing Floor vai continuar na espera mais um pouco: o Steam não para com as promoções e eu já gastei com AvP e Borderlands este mês (fora os 3 prêmios que eu dei...). Por outro lado, com conteúdo novo pra Amnesia, acho que vou contribuir para trazer GLaDOS de volta. Se der tempo, porque a barra de inicialização está subindo muito rápido! Portal 2 vai acabar saindo amanhã!!

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell