Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

10 de julho de 2019

Eu Sou Turok... Fofinho?!

Em uma realidade paralela, Turok é um grande ícone da cultura pop, no mesmo patamar que Lara Croft, Master Chief, Solid Snake ou Leon Kennedy. Ele teria uma série de filmes de qualidade questionável, jogos bons a cada dois ou três anos, estamparia camisetas e lancheiras e não seria recauchutado nos quadrinhos sem dó nem pena.

Entretanto, nem mesmo nessa hipotética realidade paralela, o índio caçador de dinossauros seria protagonista de um jogo tão destoante e fofo quanto Turok: Escape from Lost Valley.

Das inúmeras encarnações que o personagem já teve (e, acredite, ele teve muitas), nenhuma delas chegou perto do nível de candura dessa nova aventura. Em essência, é Turok: ele é um índio, está perdido em um vale desconhecido onde dinossauros ainda vivem, ele precisa lutar com arco e faca para sobreviver. Até mesmo seu clássico irmão Andar, geralmente esquecido nas adaptações, marca presença no novo jogo. E periga ser um título interessante, se inserindo dentro de uma tendência cartunesca recente de perverter títulos brutais, como Gears POP! ou Conan Chop Chop.

Ainda assim, é estranho rever o personagem desta forma nos jogos eletrônicos após 11 anos de ausência, desde Turok (2008). É a investida da Universal Interactive Entertainment no PC, uma ressurreição da divisão da gigante do cinema que até então eu sequer sabia que existia, mas que já vinha despejando jogos baseados em suas marcas na plataforma Android. Anteriormente conhecida como Vivendi Universal Games, ela se fundiu com a Activision para fundar a Activision Blizzard. Que tenha largado a marca Vivendi e ressurgido de forma independente como Universal Interactive é tão surpreendente quanto ver a franquia Turok ir parar em suas mãos. Onze anos atrás, Turok era propriedade da Disney...

Saindo de lugar nenhum, sem explicações ou justificativas, Turok: Escape from Lost Valley tem tudo contra ele. Será que o jogo conseguirá triunfar contra todos os obstáculos como seu protagonista? É algo que gostaria muito de descobrir.

Ouvindo: Funker Vogt - Killing Fields (Guitar Fixer Mix)
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

Enslaved