Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

24 de março de 2015

Sobrevida

Confesso que não morro de amores por esta onda de "jogos de sobrevivência", habilmente iniciada por DayZ e sem hora para acabar. Hoje em dia o que foi inovação por alguns meses se tornou uma fórmula surrada: imenso mundo aberto com recursos escassos, inteligência artificial tosca e licença total para os jogadores revelarem seu pior lado uns contra os outros. O que irrita é a ausência de criatividade, a mentalidade de seguir o líder sem piscar e a clara falta de escrúpulos de diversos desenvolvedores que entregam produtos inacabados, na esperança de que a jogabilidade emergente de lobo comendo lobo camufle os bugs enquanto fogem com o dinheiro. A maioria absoluta protegida sob a tutela do Early Access, do desenvolvedor de fundo de quintal até a toda poderosa Sony e seu H1Z1.

Rancor não leva a lugar algum, então sobra o deboche. Para tal, me aproprio do hilário vídeo da Crazy Boris Productions, que sintetiza o Jogo de Sobrevivência Definitiva:

O mercado aproxima-se da saturação. Como hordas de gafanhotos, os jogadores pulam de título em título e sua fama não dura o suficiente para que seus criadores tenham tempo ou interesse em corrigir as falhas. A rotatividade é alta, se piscar, morre, suas curtas vidas emulando o que acontece dentro dos próprios jogos.

No mesmo mês em que os desenvolvedores de Atajrubah, um jogo de sobrevivência com temática árabe, assumem que não serão capazes de terminar o jogo e oferecem devolução de dinheiro para os jogadores, Dead Sea, outro jogo de sobrevivência com temática árabe é anunciado com pouquíssimos detalhes e em um estado bem inicial de desenvolvimento. O gênero está próximo da massa crítica e o excesso gesta coincidências que antes seriam inimagináveis. Tudo que já foi imaginado, já foi imaginado pelo menos duas vezes.

Até alguém soltar o jogo do Tubarãossauro Canibal Mutante no Early Access.

Ouvindo: Nosferatu - The Gauntlet
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

9 comentários:

Anônimo disse...

Hahaha Só rindo mesmo! É bem assim mesmo!

Mas acho que isso é consequência de um mercado que cada vez se preocupa mais em ganhar dinheiro do que em criar alguma coisa nova.

Houve um tempo em que a principal preocupação das desenvolvedoras era inovar, revolucionar e criar algo realmente novo. Hoje é só caça níquéis.

Males do capitalismo...

Fausto Albertoni disse...

Estou com um texto guardado sobre isso a algum tempo, conjuntamente com uma mágoa profunda.

Como Anônimo citou, apenas um caça níquel, que semelhante a um vírus, está se espalhando e contaminando a indústria. Esse é gênero da vez, daqui a pouco se alastrará por outros conceitos, até sobrar apenas algumas migalhas de dignidade e talvez, originalidade.

H1Z1 foi um chute no meu saco...Pois pensei que ele seria a cura para a minha relação de amor e ódio com DayZ. Até que a toda poderosa Sony resolveu prostitui-se e entrar nessa festinha do oba-oba com a cara do consumidor, promover um acesso antecipado (pago $$) e no fim das contas, converter a versão final em free-to-player.

Vejo um potencial no gênero, mas falta seriedade e empenho das produtoras e também do público, tornando tudo desanimador e deprimente.

Confesso temer por The Division, que apesar de levar a assinatura do adorado 'tio' Clancy...Sabe Deus, o que poderá acontecer até a data do seu lançamento.

PS: Desculpem a grosseria das palavras, mas realmente ando indignado.

Marcos A. S. Almeida disse...

Bem, agora entendo por que dizem que estamos na "Era de Ouro" dos games: só se pensa em ganhar muito "ouro" mesmo.

Eu não sou contra essa enxurrada de jogos de sobrevivência , é apenas mais um gênero explorado á exaustão, como Counter Strike ou Minecraft;Sou sim, contra a exploração financeira e a desonestidade, mesmo sabendo que uma parcela de jogadores contribuem com isso.Mas ainda assim , acho que o próprio mercado vai cuidar de eliminar essas práticas danosas com o passar do tempo.Só espero que não leve muito tempo.

Juliana Hagen Ferreira disse...

Bom, o pessoal ai em cima falou quase tudo. Joguei mto CS 1.6 na minha infância / adolescência, já joguei Sudden Attack e agora estou no minecraft. tenho jogado o crafting dead ( sobrevivendo com zumbis e poucos recursos, all again)
Mas realmente cansa... Estou ensaiando pra baixar S.A. De novo, mas primeiro estou testando alguns outros mods ( estou explorando o pixelmon no criativo pra entender melhor)

Enfim, coisas repetitivas acabam cansando mesmo! Viva a inovação! Menos capital, mais compromisso verdadeiro com o jogo e com o jogador!

Anônimo disse...

Acho que o único título que me interessou do gênero é Don't Starve. rs Recomendo, e muito, principalmente para seu filho.

Vagner VD disse...

Eu entrei nessa onda com State of Decay no x360, que é o único que me divertiu - e ainda tá divertindo, mas já cansando. Outro é o Don't Starve. O resto, bleh.

Anônimo disse...

State of Decay é bom, também me diverti muito com ele, single player, boa jogabilidade e uma boa ambientação. Se tivesse uma boa história e umas cutscenes bem feitas ao longo do jogo teria tudo para ser um ótimo GTA de zumbis. Pena que depois os desenvolvedores avacalharam o jogo com as dlcs Breakdown e Lifeline. Neste caso acho que faltou ambição da produtora em transformar um pequeno jogo (mas com ótimo potencial) em uma grande franquia.

Anônimo disse...

qual nome do jogo que aparece umas pessoas atravessando um lago congelado em direção a uma cabana na sua "capa"

C. Aquino disse...

The Walking Dead - Season Two

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell