Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamMastodonCanal no YouTubeRSS

31 de março de 2022

Plano A

Plan-A

Um estudo realizado pela Universidade de Princeton em 2019 nos mostrou o impacto devastador de um conflito nuclear entre as forças da OTAN e da Rússia. O que parecia uma impossibilidade ou um exercício acadêmico três anos atrás, agora é uma sombra nefasta que paira sobre o planeta. Digamos apenas que, de acordo com as estimativas dos pesquisadores, 34 milhões de pessoas morreriam nas primeiras horas da guerra. Isso é aproximadamente metade das baixas da Segunda Guerra Mundial, que durou seis anos, em questão de minutos. Outras 57 milhões de pessoas ficariam feridas como resultado do uso de armas atômicas, sem considerar os efeitos de médio e longo prazo.

O resultado dessa guerra hipotética, passo a passo, foi adaptado na forma de um curta-metragem audiovisual batizado de "Plano A":

De acordo com os responsáveis pelo estudo, ele "é baseado em avaliações independentes das atuais posturas das forças dos EUA e da Rússia, planos de guerra nuclear e alvos de armas nucleares. Ele usa extensos conjuntos de dados das armas nucleares atualmente implantadas, rendimentos de armas e possíveis alvos para armas específicas, bem como a ordem de batalha, estimando quais armas vão para quais alvos em qual ordem em qual fase da guerra para mostrar a evolução da guerra. o conflito nuclear de fases táticas, estratégicas e de segmentação de cidades".

Um olhar mais atento de um jogador percebe que o assustador Plano A é uma cópia descarada de uma sessão de DEFCON, lançado doze anos antes. Embora o código-fonte da desenvolvedora Introversion tenha sido comercializado para possíveis interessados, não há qualquer referência ao jogo eletrônico no projeto dos pesquisadores de Princeton. Não apenas o mapa do mundo é extremamente similar, como os ícones utilizados para representar bombardeiros, bases de lançamento e submarinos são os mesmos. O traçado dos ICBM e a eclosão das bombas nucleares também é praticamente igual. Nem a música, composta em "Plano A", pelo professor Jeff Snyder, foge de emular a trilha de DEFCON.

DEFCON não inventou o horror. O próprio jogo é inspirado no excelente filme Jogos de Guerra. Entretanto, há mais semelhanças visuais e conceituais entre "Plano A" e DEFCON do que DEFCON com o cinema. Mencionar o uso de elementos do jogo não teria maculado os resultados da pesquisa. Ocultar essa conexão levanta suspeitas sobre a metodologia aplicada. Um artigo científico com dados que podem ser consultados ou comparados por outros pesquisadores também seria de bom tom.

De um jeito ou de outro, o laboratório de Ciência e Segurança Global de Princeton tem realizado um constante e valioso trabalho de alerta sobre os riscos de uma guerra nuclear. Seu projeto mais recente é um simulador muito mais completo dessa possibilidade. Nos dias atuais, todo aviso é necessário.

Ouvindo: The Cure - A Forest

Nenhum comentário:

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino

Aztech Forgotten Gods