Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

29 de agosto de 2021

Pode Isso?

Meu primeiro contato com podcasts aconteceu com o extinto Gamesfoda. A efervescência de um novo jeito de se falar sobre jogos eletrônicos casou com o que podia ser um momento perfeito para mim: meu filho fazia fonoaudiologia e eu precisava de algo para me entreter durante uma hora de consulta. A princípio, foi uma junção interessante, exceto que os episódios tinham mais de uma hora de duração e a consulta sempre tinha menos de uma hora de duração. O resultado é que eu nunca ouviu o terço final do podcast e saia com a sensação de que aquela não era a combinação ideal.

gamerspeak_187-277x190Uma nova tentativa de se consumir esse tipo de material só aconteceria anos depois, no momento em que o Gamerview estava voltando ao formato com um excelente tipo de camaradas. Eu me sentia na obrigação de acompanhar, mesmo não participando. Depois, por causa dos constantes problemas de agenda da equipe, o Gamerview adotou um formato de entrevista para seu podcast, com alguém do setor, fosse um desenvolvedor, um colecionador ou um produtor de conteúdo, até o podcast entrar em um hiato que perdura até hoje.

Em 2021, está mais do que evidente que o podcast se firmou como mídia consagrada. É quase o renascimento do radinho. Finalmente, consegui adotar a prática de escutar em minha rotina: durante a hora que separo para lavar louça.

O primeiro impasse foi tecnológico: nem o meu celular (que já foi do meu filho), nem o atual celular do meu filho apresentavam um áudio que fosse satisfatório em meio a louças sendo separadas, água caindo da torneira, moto passando na janela da cozinha... Mesmo com o volume no máximo, era necessária concentração. O celular da minha esposa, bem superior, é sagrado e proibido para reles mortais. Desenterrei então, do fundo do armário, um MP3 Player que estava guardado na embalagem por doze anos, um prêmio que recebi por escrever um artigo para a EGM brasileira. Infelizmente, é movido a pilha, mas ele dá conta do recado em termos de volume de som.

O segundo impasse é tempo. Cada "empreitada" de louça leva cerca de 60 minutos. É uma arte que aprimorei ao longo de décadas. Ou seja, cada episódio de podcast preferencialmente deve ter essa duração ou sofrer o mesmo destino dos episódios do Gamesfoda. O MP3 Player da Multilaser armazena o ponto exato em que parou quando ele quer: é um recurso que já funcionou várias vezes, mas também já me abandonou outras tantas.

Finalmente, ao utilizar um MP3 Player e não um smartphone como qualquer ser moderno, não tenho acesso às facilidades de um Spotify da vida. Cada podcast precisa ser baixado em formato MP3 e copiado para o aparelho, uma tarefa que, às vezes, envolve mergulhar em arquivos RSS em busca do endereço onde o arquivo original está armazenado. Fica a dica para produtores de podcast: tentem, na medida possível, oferecer uma opção de download direto.

Superadas essas ressalvas, tornei-me consumidor (e, de certa forma, produtor) de podcasts. Segue minha lista de recomendações:

Melhores Podcasts que eu Escuto

opiniaoOpinião Sobre Games: Esse podcast precisa encabeçar a lista por manter o despojamento com conhecimento de causa que tanto me agradaram lá atrás com o Gamesfoda e com o Gamerview. O fato de sua equipe contar com a presença do camarada @jaotavio, parça de Killing Floor e Warframe, é apenas uma agradável coincidência. Infelizmente, o podcast está em hiato desde o começo de julho, mas já tem vários episódios no ar para quem quiser conhecer.

Quack - Clube de Jogos: Um podcast mais veterano, que também aposta no clima descontraído e algumas piadas internas. A cada episódio, seus participantes se debruçam sobre um jogo específico, dissecando suas experiências até os mínimos detalhes. Isso acaba gerando episódios bastante longos, então eu preciso contar com a boa vontade do meu MP3 Player. Conta com a presença constante do @arara_, que acompanho no Twitter.

ConquisTALK: Um podcast que lamentavelmente teve vida curta (foram apenas 6 episódios, dos quais ouvi e curti 3). Conta com a participação de @giancarlozero,outra figura de peso do jornalismo de jogos que eu sigo no Twitter.

Tanka: Oferece uma perspectiva lamentavelmente não muito comum no cenário dos jogos eletrônicos, a perspectiva do público feminino. São mulheres conversando de forma descontraída sobre lançamentos, memórias de infância e eventos ligados aos jogos. Não foge de temas mais sensíveis, como depressão, movimento negro ou câncer.

Compilado: Não é sobre jogos eletrônicos! Esse é podcast do site Código Fonte, no qual eu contribuo com o giro de notícias de tecnologia da semana. Apesar de ter conteúdo bastante técnico em alguns momentos (como a descrição de atualizações de frameworks), busca uma linguagem mais informal e transmitir simpatia.

Guia Prático: Falando em tecnologia, esse podcast co-apresentado pelo camarada @ghedin, traz um viés mais crítico sobre a forma como as inovações e os serviços nos impactam como indivíduos ou sociedade. Não espere temas como análise do último modelo de smartphone da marca X, mas como uma mudança na política de uso de uma rede social pode afetar a exposição dos seus dados.

Tecnocracia: Também faz parte da mesma proposta do Guia Prático (os dois fazem parte do acervo do Manual do Usuário), mas mergulha de forma ainda mais profunda em seus temas. Apresenta tópicos aparentemente complexos com bastante didatismo, sem abrir mão de dados e fatos.

Primeiro Contato: Comecei recentemente a escutar a série co-produzida pela B9 e Overloadr e é, de longe, o podcast mais profissional da lista. É essencialmente um documentário em áudio da história dos computadores pessoais no Brasil e os jogos de PC em solo brasileiro. Contém entrevistas com especialistas e pessoas que foram fundamentais para determinados momentos históricos. É um registro impressionante que não se torna enfadonho em nenhum momento.

Sejam informativos, opinativos ou puro entretenimento, podcasts entraram na minha rotina ainda que tardiamente. Aceito sugestões nos comentários...

Ouvindo: The Black Mages - Force Your Way

Um comentário:

Filho de Gled disse...

Obrigado pela lista, Aquino! Aqui eu raramente ouço algum nacional, então essas sugestões são bem-vindas.

Dos que ouço e aconselho são:

- New Player Has Joined: de acordo com a própria descrição deles é um podcast a respeito de jogos que as pessoas amam e porquê disso. Cada episódio (pelo menos no formato inicial do podcast) tinha um convidado diferente que escolhia o seu jogo favorito para falar sobre, o que gera um compartilhamento de experiências bem pessoais com o jogo, tanto do convidado como dos hosts. Era um podcast que tinha uma comunidade bem positiva, mas infelizmente ele veio ao fim esse ano (porém você ainda consegue encontrar os episódios aqui no Starburn Audio: https://starburns.audio/podcasts/new-player-has-joined/).

- How Did This Get Played: também sobre jogos, mas com uma temática diferente: cada episódio é sobre um jogo ruim e/ou estranho. Mais voltado para comédia, bem divertido de se ouvir se tu ignorar os hates da Heather, rs. Acho que meu episódio favorito ainda é o do Zork. Link: https://www.earwolf.com/show/how-did-this-get-played/

- Hipsters Ponto Tech: papos do mundo da programação com o pessoal da Alura/Caelum envolvendo episódios exclusivos sobre linguagens novas, frameworks e novidades tecnologias em geral para esse campo. Link: https://hipsters.tech/category/podcast/

- Lambda3 Podcast: também sobre programação, mas com o pessoal do Lambda3. Bem interessante, mas bastante longos no geral.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino

Chernobylite