Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

22 de março de 2020

Quarentena - Semana 1

ark-survival-evolved-home

Em 2016, o colégio do meu filho fez uma paralisação em luta por melhores condições salariais. Não era a primeira, então imaginei que duraria alguns dias. Durou dois meses.

Por conta da minha convicção equivocada, não instalei Minecraft no PC. A regra que ainda vigora por aqui é clara: o viciante e extremamente consumidor de tempo jogo da Mojang só pode ser instalado durante férias. A cada semana de paralisação, meu filho exigia que o título retornasse e eu insistia na sisuda visão de que as aulas poderiam retornar a qualquer momento e não compensaria a instalação. Esse foi um erro que meu filho não deixou cair no esquecimento, por anos.

Quatro anos depois, após muita insistência do garoto, comprei Ark - Survival Evolved, um título de sobrevivência do qual ele já viu, sem nenhum exagero, perto de mil vídeos no YouTube. Volto a frisar: sem nenhum exagero. Comprei duas licenças, uma pra mim, outra pra ele, porque seu sonho era obviamente jogar ao meu lado no mesmo mundo. Isso aconteceu no final de fevereiro, na última semana de férias escolares. Eu avisei: "só vou instalar nas próximas férias". Imaginava, com razão, um título tão exaustivo quanto Minecraft

Aos primeiros sinais de que o coronavírus era uma ameaça clara e iminente, percebi que as aulas seriam novamente canceladas. Não seria algo passageiro ou com possibilidade de ser revertido repentinamente. Prometi a ele que se eu estivesse certo sobre a suspensão das aulas, Ark seria nosso refúgio.

Queria estar errado. Queria jogar Ark por 15 dias ou nem mesmo precisar instalar. Ao invés disso, me vejo nos próximos meses construindo um império em meio a dinossauros e quarentenas, monstros horripilantes colossais e um perigo horripilante e nanoscópico.

Ark Survival 02

Então, estamos jogando Ark -Survival Evolved. E como desprezo esse jogo. Não apenas pelo contexto que me fez iniciá-lo, que nada tem a ver com o trabalho de seus profissionais, mas também por suas mecânicas. Até onde vi é um título de sobrevivência que perde em vários aspectos para Conan Exiles ou mesmo Citadel: Forged With Fire. Sessões de uma, duas horas, não rendem quase nenhum progresso. Colidir um centímetro em um dinossauro é garantia de ter seu movimento interrompido, isso em um mapa lotado de dinossauros, alguns deles imensos. O chão de nossa base treme com as passadas de um brontossauro que circula sem rumo pelos mesmos dez metros. Nossa base é um casebre de palha e fibra, uma vez que fazer uma construção de madeira exige uma quantidade irreal de toras.

Não consigo construir nada. Para piorar, não posso me afastar mais de 200 metros do host da sessão, meu filho, o que limita imensamente minha eventual contribuição. Divirto-me dando nomes engraçados para os animais que domamos: Maroto, Gracinha, Dengosa, Frangolino e o finado mascote Chapado.

Ark Survival 03

Todos os jogos que eu tinha para analisar pelo Gamerview já foram analisados.

Paralelamente, sigo mergulhado em Warframe. Mais de cem horas no jogo e ainda não encontrei tempo para escrever minhas impressões "iniciais". Ele é frenético, viciante, brutal e responde bem às minhas necessidades atuais de me sentir invencível. Não é o que queremos todos?

Iniciei essa semana Magrunner Dark Pulse, uma mistura não exatamente bem feita de Portal com Cthulhu. Os diálogos são exageradamente expositivos, o mundo não faz muito sentido, os puzzles são mais cansativos do que inteligentes e a introdução de elementos sobrenaturais é realizada sem nenhuma sutileza. Não tenho certeza se ele sobreviverá a uma segunda semana em minha máquina.

Tomei a decisão de abandonar Darkest Dungeon. Não é o tipo de jogo que me vejo jogando, com ou sem quarentena, por um longo tempo. Ele exige demais e entrega frustração e fracasso. É um título que não mente para seu jogador, ele realmente apresenta um mergulho no desespero com uma dificuldade que poderia ser chamada de injusta, se a proposta não fosse exatamente essa. Com treze vídeos gravados para o canal no YouTube, devo lançar um último vídeo nessa semana que se inicia, trazer uma análise completa para o blog e rolar de novo os dados para ver o que a aleatoriedade me traz em seu lugar.

A infelicidade (ou felicidade?) de ter um projeto exaustivo até o final de março me impede de alçar voos mais longos em outros títulos ou mesmo descansar, aproveitar a quarentena para ver filmes, jogar, ler, dormir de tarde. O resultado é que minha rotina em pouco mudou: as mesmas tarefas online dia após dia, quase que da hora em que acordo até a hora em que vou dormir, tentando manter o foco em meio a notícias ruins, familiares em pânico, um guri querendo jogar junto ou debater sobre o último vídeo, desenho que assistiu. Eles não entendem: eu não estou isolado com eles, eles é que estão isolados comigo.

Ark Survival 04

Ouvindo: Lana Del Rey, Jay-Z - Hello [Urban Noize Remix]
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Um comentário:

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

Redneck Rampage