Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

25 de março de 2020

Jogando: Super Hiking League

(publicado originalmente no Gamerview)

Quem joga hoje já foi criança um dia e sua infância muito provavelmente foi cercada de títulos de plataforma coloridos e desafiadores. Com sorte, seus amigos se reuniam na sala de alguém para ver quem era o mais "fera". Com isso em mente, Super Hiking League é um resgate dessas sessões vespertinas, com gosto de leite sabor morango, bolachas recheadas e cafuné de vó.

A desenvolvedora brasileira Bit Ink Studios acerta no tom e na jogabilidade, com um charmoso título de plataforma focado no público que até hoje curte um desafio e relembrar os bons tempos.

A premissa e a abertura de Super Hiking League são puro Sonic. Faltou ali o som inesquecível clamando "SÉ-GAÁ", mas nossa mente preenche a lacuna com perfeição. Ao se dirigir para fazer sua trilha normal, como um bom trilheiro, o jogador encontra um mago maligno que está sequestrando todas as montanhas do mundo e quer deixar o planeta liso, para alegria dos terraplanistas de plantão. Banido para uma realidade paralela ou algo assim, você  é obrigado a participar de disputas para, de repente, salvar o fino hobby de pegar trilhas. Afinal, sem montanhas, sem trilhas.

E é isso. A história acaba por aí e está muito bom. Tem o selo de aprovação do Sindicato dos Encanadores e do Instituto dos Animais Antropomórficos de Cores Bizarras. Super Hiking League permite desbloquear e trocar de personagem principal, porque todos eles fazem parte da tal Super Liga dos Trilheiros bacanudos. Mais improvável seria impossível.

super-hiking-league-02

O que podemos esperar em termos de jogabilidade são saltos e inimigos para serem derrubados, entretanto o jogo da Bit Ink Studios introduz um elemento extra e essencial para as partidas. Esse componente é o gancho de escalada, que permite agarrar determinadas bordas no cenário e obter uma movimentação vertical. Alcançar o topo do mapa é prioritário, ao contrário de jogos de plataforma mais tradicionais. E, para isso, o gancho é fundamental. Ele poderia ser um pouco mais preciso, principalmente quando você ainda está em movimento e acaba lançando o gancho na diagonal, mas ele cumpre seu objetivo ao longo das partidas.

O desafio aparece quando precisamos superar nosso "fantasma", uma versão de nós mesmos a serviço do mago trevoso, que também está escalando em direção ao topo. Se ele alcançar primeiro, é derrota após um determinado número de rodadas. Isso oferece uma dinâmica mais frenética a Super Hiking League, que foi pensado do zero para ser competitivo, não para ser um passeio com pulinhos. O título, inclusive, pode ser jogado em tela dividida com outro jogador, para ver quem é o melhor. A campanha solo é disputada contra a Inteligência Artificial, que surpreende com sua agilidade.

super-hiking-league-03

A desenvolvedora recomenda o uso de um controle e frisa que Super Hiking League não tem suporte para teclado, o que não corresponde à verdade. Dá para jogar no teclado tranquilamente, desde que, claro, você tenha experiência. Para quem está acostumado com controle, segue no controle. Quem joga plataforma no teclado, segue no teclado.

Agora, para quem não aguenta a pressão e só quer curtir a trilha sonora 8 bit e o visual retrô, dá para jogar completamente sozinho em um modo contra o tempo. Seu único oponente, nesse caso, serão seus próprios recordes. Por outro lado, nem todos os mapas estão liberados, já que eles precisam ser conquistados na campanha.

super-hiking-league-01

Por outro lado, se você é aquele "fera" que humilhava os primos e os coleguinhas no sofá da sala, vai achar Super Hiking League curto, mesmo com 27 níveis. Felizmente, o jogo apresenta diferentes níveis de dificuldade e você pode acabar se sentindo como sua patota se sentia e finalmente entender por que eles pararam de ir na sua casa.

Dependendo do grau de dificuldade, a Inteligência do jogo não vai apenas subir de forma impecável como também não vai hesitar em infernizar sua vida, te jogando ou derrubando de formas que vão te levar à derrota.

super-hiking-league-04

Para aumentar a nostalgia, o título permite ajustes visuais através de shaders que são capazes de reproduzir aquela distorção de TV velha. HDR? 4K? V-Sync? O bom mesmo é chuvisco, curvatura do tubão da casa da vovó em dia de férias, cores saturadas.

Por tudo isso, Super Hiking League é uma declaração de amor a tempos mais simples e o molecote dentro de você (ou a próxima geração) irá se sentir eletrizado, como uma boa dose de achocolatado ou um boost de balas hiperdoces.

Ouvindo: Ace Combat Zero - The Inferno
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Nenhum comentário:

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

Minecraft Dungeons