Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

7 de junho de 2019

A Terceira Vinda

Depois de vários alarmes falsos, o destino se mostra inescapável e nós teremos mesmo um terceiro Baldur's Gate. Aqueles que já haviam abandonado toda a esperança, viram um alvorecer glorioso de sangue e Illithids nessa semana com o anúncio oficial de um novo jogo pelas mãos sagradas da Larian Studios.

Os talentos da Bioware não retornam para essa aventura, com a franquia e a desenvolvedora seguindo caminhos opostos nessas últimas duas décadas. Quem assume a responsabilidade de dar continuidade à saga da Cria de Bhaal é uma empresa belga que está na periferia dos jogos de RPG desde 1996. A Larian Studios iniciou sua carreira de forma modesta com a série Divinity e veio gradativamente conquistando a confiança e o respeito dos jogadores. Particularmente, ainda não tive contato com seus jogos, mas as críticas tem sido bastantes positivas nos últimos anos e já há quem os aponte como os legítimos sucessores da Bioware nos mundos de fantasia. Com duzentos profissionais espalhados em três cidades diferentes e contratando cada vez mais, a modesta desenvolvedora ganha vulto e peso para conduzir um projeto tão aguardado como esse.

Murder in Baldur's Gate

Baldur's Gate III utilizará as regras da 5th Edition de Dungeons & Dragons e se aproveitará de ideias e conceitos do módulo Murder in Baldur’s Gate, que traz outro herdeiro do Deus da Matança de volta ao Plano Terreno. Infelizmente, esse terceiro capítulo não dará continuidade aos eventos desencadeados em Baldur's Gate 2, acontecendo 100 anos depois do final do jogo. Por enquanto, esqueça Minsc, Jaheira, Imoen e todos os seus preciosos aliados do passado. Jon Irenicus tampouco retorna para infernizar o mundo. A Larian Studios não nega nem confirma que o protagonista do novo jogo seja um Bhaalspawn, embora eu ficaria muito surpreso (para não dizer decepcionado) se isso não acontecesse.

O fundador e CEO do Larian Studios, Swen Vincke, conversou com o Venturebeat sobre o desafio de dar continuidade a uma saga tão icônica:

"Os jogos que fazemos são jogos que vão colocar o jogador em um papel no qual eles têm motivação para fazer uma grande aventura. Eles receberão vários sistemas, com os quais poderão superar os desafios que o jogo gera. (...) Você terá desafios difíceis. Você receberá um mundo que reage às decisões que você toma. Você será solicitado a tomar decisões muito difíceis. Você terá companheiros para lidar e que terão opiniões sobre essas decisões. Você terá muitos, muitos sistemas - mais do que no Original Sin II - para brincar e experimentar e explorar, e esperançosamente para exterminar o inimigo que está tentando ir atrás de você. Essa é praticamente a filosofia. Queremos que seja para que você possa jogar tanto no modo single player quanto no multiplayer, como fizemos no Original Sin II. Se você jogar no multiplayer, cada um de vocês deve ser um herói com sua própria história. É o time como um todo que vai ser o foco deste jogo. Essa é provavelmente a maior diferença entre o Original Sin e Baldur's Gate 3."

IllithidA Larian Studios confirma que o personagem visto no trailer é um membro da tropa de mercenários da Flaming Fist, que guarda a cidade de Baldur's Gate. Com fortes cenas gráficas, nós assistimos sua transformação completa em um Illithid, a macabra raça extraplanar que se reproduz por embriões implantados em hospedeiros humanoides.

Baldur's Gate III pode preservar suas raízes e ter combate em tempo real com pausa, com opções configuráveis pelo jogador. Seria um sistema parecido com que a desenvolvedora já empregou em sua franquia Divinity: Original Sin. Entretanto, Vincke também se mostrou reticente se o jogo irá seguir essa mecânica e afirmou que a jogabilidade será mostrada no futuro. É provável que a Larian Studios modifique o vem fazendo, uma vez que Baldur's Gate III não utilizará o mesmo motor de Original Sin, mas um novo sistema desenvolvido especificamente para o jogo. Trancados a sete chaves, os alquimistas da Larian Studios já estavam trabalhando no RPG há anos, sem que nenhum rumor vazasse para os meros mortais.

Embora a franquia tenha se mantido nas sombras, o mundo de Baldur's Gate não ficou estagnado em Dungeons & Dragons, seja em Neverwinter, quadrinhos, módulos para RPG de mesa ou outras citações. Parte do que pode acontecer em Baldur's Gate III chegará em novembro na forma do módulo Baldur’s Gate: Descent into Avernus, publicado pela Wizards of the Coast. A Larian Studios não se comprometeu ainda com nomes, mas é sabido que os seguintes personagens ainda estão ativos na região, mesmo um século depois: Coran , Dynaheir, Edwin the Red Wizard of Thay (através de magia de extensão de vida) , Faldorn , Imoen (como um clone), Jaheira, Kagain, Kivan, Xzar e Xxar (através de Necromancia), Viconia e Xan.

Por enquanto, os detalhes são mesmo escassos, mas a sensação geral é que a franquia finalmente ganhará a continuação que merece. Baldur's Gate III será lançado inicialmente no Google Stadia e no Steam, onde já ganhou página própria.

Ouvindo: Marilyn Manson - Third Day Of A Seven Day Binge
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

Enslaved