Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

22 de outubro de 2015

Jogando: Finding Teddy

Finding Teddy

Na descrição da página oficial de Finding Teddy os desenvolvedores afirmam sem a menor sombra de modéstia que ele é "o revival do point and click" e, sinceramente, se isso é verdade, era melhor que o gênero tivesse permanecido morto e enterrado.

Mas não é verdade. A Amanita está aí para provar o contrário com os belíssimos Botanicula e Machinarium e até mesmo Lilly Looking Through, apesar de seus defeitos, é um cativante representante do gênero. Além de inúmeros outros exemplos, mas foi pensando nesses três que eu resolvi instalar mais um adventure de point and click para meu filho.

Eu odiei quase cada um dos minutos que formaram as duas horas que levamos para concluir o jogo. Curiosamente, ele gostou.

Finding Teddy - AbelhaFinding Teddy - Gato

Finding Teddy é um projeto experimental feito em um curto espaço de tempo por uma equipe muito pequena. Admito que os responsáveis pela arte e pela música entendem do riscado e conseguiram prestar uma boa homenagem aos jogos mais retrôs: a arte é em pixels, a música lembra os chiptunes. Até o conceito do jogo é interessante: menina tem seu urso de estimação (o tal Teddy) roubado por uma aranha gigante que sai do armário; a menina segue a criatura e aparece em um mundo mágico. Não é original, mas poderia funcionar.

Infelizmente, na tentativa de fazer "o revival do point and click", os desenvolvedores reproduziram os piores cacoetes do gênero: puzzles com pouco ou nenhum sentido lógico, muitas idas e vindas pelos mesmos pontos e, o pecado supremo, enigmas musicais que você precisa tirar de ouvido. Sem o mínimo de educação musical ou um guia é impossível atravessar o jogo. Alguém de muito bom senso na equipe criou um sistema que equipara notas musicais com letras, então cada canção é uma palavra ou frase e, com a ajuda de um "detonado", passamos por partes que jamais conseguiríamos usando a audição simplesmente remontando a palavra ou frase. Quando você não está quebrando a cabeça com as músicas, você está pegando todos os itens que você carrega e tentando interagir com todos os cantos da tela em busca de uma solução.

Finding Teddy - Cemitério

Os personagens que você encontra pelo caminho não tem carisma, mesmo aqueles que se juntam à sua jornada. Indeciso entre criar um mundo fantástico e fofo ou um conto assustador, o jogo pega pesado nas cenas de animação de morte. Possuídos pelo bizarro das cenas que eles mesmos criaram, os desenvolvedores determinaram que você desbloqueia Achievements para cada tipo de morte diferente que a pobre garotinha pode encontrar... Eu não recomendaria esse título para crianças muito pequenas.

Aliás, não recomendaria esse jogo para ninguém.

Finding Teddy - Aranha

A ironia é que meu filho, fã de títulos de plataforma convicto, gostou do ritmo e dos desafios de Finding Teddy. Mas a ironia suprema é que Finding Teddy 2 traz a mesma menina do primeiro jogo agora adolescente, viajando para o mundo mágico e detonando geral como um jogo de plataforma, usando uma espada, enfrentando chefes e outros quitutes típicos dos jogos que meu filho gosta. Mostrei o trailer para ele e é o exato oposto de um point and click. Perguntei se ele queria que eu comprasse a sequência.

Ele disse que não.

Vai se entender.

Ouvindo: Medal Of Honor - 04F Suspense
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Nenhum comentário:

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Paladins