Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

29 de outubro de 2014

(não) Jogando: GRID

GRID 05

Existe uma divisão bem nítida dentro do gênero dos jogos de corrida: arcade e simulador. O primeiro é mais tranquilo, para quem só curte velocidade, belas paisagens e jogar o adversário para fora da pista. O segundo é focado em quem curte controle absoluto sobre um gigante metal e potência e sente prazer em calibrar forças da física com marchas, reduzidas precisas e aceleradas fulminantes sem riscar a lataria.

Aprendi essa diferença dolorosamente quando tentei jogar Cart Precision Racer, da BigMax 15. Reaprendi quando tentei jogar um título que emulava o circuito oval das 500 Milhas de Indianápolis. "É só andar em círculos, qual é a dificuldade?", pensei momentos antes de me estraçalhar no muro e provocar um engavetamento.

Em algum ponto da minha carreira de velocista, incentivada por um Need for Speed aqui, um POD ali, eu esqueci essa lição.

GRID me relembrou.

ATUALIZAÇÃO (11/11/14): Com uma placa de vídeo mais moderna, a experiência é diferente.

Antes de mais nada, preciso esclarecer que GRID tem sim problemas de design que afetariam até mesmo o maior amante de simuladores do planeta, aquele sujeito que montou um cockpit em volta do PC e só joga com tudo no máximo. Os menus são lentos, lentos demais para um jogo de 7 anos atrás em uma configuração bem superior à recomendada. Como se a resposta dos cliques não fosse ruim o bastante, o jogo tem telas demais para você dar OK e uma navegação confusa para quem quer dar uma simples corrida.

Segundo, há um excesso de desfoque no jogo. Você nem saiu da segunda marcha e o mundo já está distorcido como se você tivesse bebido todas ou se estivesse em um carro-foguete. Ou bebido todas em um carro-foguete, não sei, nunca tive essa experiência. Nenhuma das duas, na verdade. Divago.

Não curto motion blur. Faça o jogo rápido o bastante e meu próprio olho já providencia o desfoque, OK? Um pouco de ilusão de ótica ajuda, mas, em excesso, dá vertigem e fica ridículo para mim.

GRID 02

Olha a velocidade em que estou e olha o nível de desfoque...

De resto, reencontrei meu velho inimigo: a precisão. Em 25 minutos de jogatina, destruí três carros, não ultrapassei ninguém (e fiquei meio tonto no processo). Um toque no teclado e o carro tenta fazer um 180º para um lado. Eu tento contrapor e ele faz um 90º para o outro lado. Ziguezagueio na pista até estabilizar. Não mexo em nada e o carro vai. Vai direto para o muro porque errei a curva.

GRID 03

Atravessado na pista

Incompetência? Certamente. GRID não foi feito pra mim, ainda que o Steam também coloque a tag Arcade nele. Não achei nenhuma configuração que transforme o jogo magicamente em uma celebração da velocidade descerebrada. Mas, com uma nota de 87/100 no Metacritic e quase 100% de aprovação na loja da Valve, sei que estou sozinho nessa.

GRID

2014 Avança

Afasto-me com cuidado, com o mal-estar de quem quebrou alguma coisa na sala e avanço para outro jogo.

  1. Outcast
  2. The Walking Dead
  3. Paper Sorcerer
  4. Necrovision
  5. Zeno Clash
  6. GRID
  7. Dungeonland
  8. Race the Sun
  9. Sang-Froid
  10. Foreign Legion
  11. Hotline Miami
  12. STALKER Call of Pripyat
  13. The Bridge
  14. Brothers
  15. Papo & Yo
  16. The Witcher
Ouvindo: Pink Floyd - One Of These Days
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

5 comentários:

Rodrigo Ghedin disse...

Aquino, que placa de vídeo você está usando aí? Pergunto porque, para GRID, isso é tão importante que extrapola o visual e afeta os controles.

Quando vi o jogo pela primeira vez, na casa de um primo, fiquei maluco. Ao voltar para casa tratei de instalá-lo e, para minha decepção, me deparei com os mesmos sintomas que você sentiu. Era impossível manter o carro na pista, qualquer toque, por mais leve que fosse, tirava-o do traçado.

Na época usava uma GeForce 6800GS. Alguns anos depois, quando fiz o upgrade para uma Radeon HD4850, reinstalei GRID e qual foi a minha surpresa ao constatar que tudo fluía bem? Então, sei lá por qual motivo, isso muda o jogo.

GRID é muito bacana e mesmo hoje, quase 10 anos (!) depois de lançado, ele continua bem interessante. Só tem esse problema crônico de desempenho dependendo da configuração do PC. Minha sugestão: guarde-o com carinho e lembre dele na próxima atualização do seu computador :-)

Abraço,

C. Aquino disse...

Camarada Ghedin, seu comentário foi o último prego do caixão da minha vetusta GeForce 9400 GT. Já encomendei uma Radeon que é modesta mas dá de 10 (literalmente, eu vi os comparativos) na placa atual.

E não vou nem desinstalar o GRID, então!

Nulagem disse...

Haha, "por vias de curiosidade" qual placa da Radeon você^e encomendou?

C. Aquino disse...

É uma Radeon R7 240 1GB DDR5 128bits

Marcel C. Da Silva disse...

Esse motion blur excessivo é um pouco incômodo mesmo, mas sobre controlar o carro, eu lembro que tive de usar um controle de xbox 360 no PC pra poder jogar direito, pois é MUITO necessário "corrigir" a direção do carro numa curva, quando vc experimentar GRID novamente, aconselho vc a fazer uso de um gamepad.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell