Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

5 de abril de 2014

Adeus, Windows XP!

O Windows XP vai dar seu último suspiro no próximo dia 8. Não porque ele simplesmente vá deixar de funcionar ou algo assim, mas porque a partir desta data, depois de treze(!) anos, a Microsoft vai passar a não dar a mínima para a sua segurança. É o muitas vezes adiado "fim do suporte ao programa". Se algum hacker descobrir uma vulnerabilidade no sistema operacional no dia 9, que permite transformar o seu Windows XP em uma central internacional de distribuição de pedofilia, não vai ter ninguém para corrigir a falha. Fomos todos avisados. E as vulnerabilidades serão descobertas, não tenha dúvidas.

Cheguei a classificá-lo como a maior decepção da década, por ter matado toda uma geração de jogos baseados em DOS. Mas o tempo cura todas as feridas. Após dez anos de uso, não tem como eu permanecer ingrato ao sistema onde joguei por mais tempo. Apesar de todas as suas limitações. O Windows XP me acompanhou em muitas aventuras.

Windows XP

Se falo dele no passado, é porque agora, finalmente, estou usando o Windows 7 64-bit.

Microsoft Me Odeia

O Windows 7 não é o que a Microsoft tem de mais moderno. O ideal seria eu instalar mesmo o Windows 8.1. Mas eu tenho ou tinha o hábito de testar todos os sistemas operacionais que saem de Redmond e já estou pulando o Windows Vista. Até o Windows ME eu cheguei a usar (por uma semana). Um dia, comprarei o Windows 8.1. Ou 9, se demorar muito.

Baía dos Piratas!A grande verdade é que instalei o Windows 7 pirata. Outro grande motivo para esticar o Windows XP por tanto tempo além do comodismo foi o fato de eu ter não uma, mas duas licenças do sistema operacional, completamente legais. Que agora não servem para mais nada, em um momento onde comprar um Windows não cabe no orçamento.

Esse detalhe não é apenas um mea culpa, mas uma peça-chave para entender meu transtorno.

Com um ISO baixado do site da baía dos piratas, estava determinado a tirar a sexta-feira para migrar de sistema.

Fiz meu dever de casa direitinho e salvei todas as minhas configurações anteriores do Windows XP: e-mails, documentos, favoritos de navegador, save games, configurações de diversos programas, actions de Photoshop, enfim, 6GB de backup. Sendo que tudo aquilo já estava sincronizado na nuvem da Amazon, porque o seguro morreu de velho.

Queimei um DVD com o Windows 7 e parti para a luta. Inicialmente, optei por instalá-lo por cima do drive C:\ mesmo, sem apagar nada. Com sorte, conseguiria preservar as configurações de diversos programas, como meus plug-ins de Winamp, por exemplo, que havia esquecido de colocar no backup.

No final da operação, deu a mensagem de que a instalação estava corrupta ou algo assim.

Uma pessoa em seu juízo normal, teria desconfiado do DVD na mesma hora. Ou do ISO. Mas não eu. Eu desconfiei do método de instalação e resolvi formatar o C:\ e tentar instalar de novo.

Não funcionou. Os arquivos de instalação estavam mesmo corrompidos. E agora eu não tinha mais sistema operacional nenhum na máquina.

Meu ISO, meus backups e centenas de gigas de arquivos estavam armazenados no E:\, que estava intacto. Mas, sem um sistema operacional, como iria acessar tudo?

Bill Gates

Nesses casos, eu sempre uso um velho HD que tem o XP instalado e funciona que é uma maravilha. Abro o gabinete, coloco o HD velho como primário e o novo como secundário e resolvo quase qualquer assunto.

Exceto que, desde que troquei de gabinete e trouxe Kryta ao mundo, o velho HD foi parar no velho gabinete e ambos foram trancados em um quarto na garagem. Um quarto do qual eu não tenho a chave. Chave que fica no chaveiro da minha esposa, por razões que ninguém explica.

Fiquei olhando para a tela preta, morta, faltando ainda uma hora e meia para minha esposa chegar em casa. Felizmente, tinha um tablet e wi-fi.

Graças às sugestões de várias pessoas no Twitter, resolvi rodar um Ubuntu Linux no pen drive para acessar o ISO do Windows 7 no HD. Parece loucura. E é.

Até eu me dar conta de que não há pen drives em casa. Exceto meu MP3 Player de 2GB. Corri para o netbook da esposa, que não tem drive de gravação, naturalmente. Mas espetei o MP3 Player no USB e baixei meu primeiro Linux.

É um mundo estranho onde a instalação de um sistema operacional envolve um tablet, um netbook, um MP3 Player e um sistema operacional rival.

Mas a Microsoft me odeia mesmo e o programa que gera um Ubuntu "rodável" de USB me informou que não seria possível iniciar o sistema a partir do MP3 Player, o que invalidava todo o propósito. Apaguei minhas músicas à toa.

Sabe quem também tem um pen drive na bolsa? Minha esposa. Era hora de esperar.

Ubuntu ao Resgate

Com a minha esposa (e agora também meu filho) em casa, eu tinha duas opções: abrir a garagem, abrir o gabinete velho, abrir o gabinete novo, transplantar um HD ou... tentar o caminho do pinguim.

UbuntuMontei o Ubuntu USB no pen drive e, para meu completo espanto tecnológico, ali estava: um sistema operacional que não precisa instalar e que roda direto de um dispositivo removível. Meu queixo caiu e quase fiquei por ali mesmo. Ubuntu é intuitivo, leve e bonito. Recomendo.

Mas o objetivo era outro e não podia perder o foco: queimei outro DVD, de outra marca, com o ISO do Windows 7.

E adivinhem? Não. Funcionou. O maldito ISO estava com defeito.

Quem está na chuva é para se molhar e resolvi ver se o Ubuntu tinha um cliente de torrent naquele espaço ridículo em que ele estava rodando. Tinha. Transmission é o nome. Mas não abria links do tipo magnet. E agora?

Segundo o The Pirate Bay, é só atualizar o cliente de download. "Falar é fácil, amigo, eu estou rodando dentro de um USB, com um sistema operacional que nunca usei na vida", pensei. Mas, pesquisando no Google, achei a resposta rapidamente e logo eu, usuário de Windows por toda a minha vida, consegui atualizar um programa de Linux via terminal!

Agora sim, o Transmission passou a baixar o novo ISO.

Parei para jantar, tomar um banho, inventar um dever de casa para meu filho, já que a escola não passou nada e ele está defasado na alfabetização. Uma hora e pouco depois, o novo ISO estava lá.

Queimei outro DVD e dei adeus ao Ubuntu. Minha esposa pediu o pen drive de volta e tive que formatá-lo. Mas é um sistema que gostarei de manter por perto no futuro.

Ubuntu

Horas depois de ter começado, minha instalação do Windows 7 finalmente completou.

Se7en

"Completou" é ser otimista, porque existem mais de 100 atualizações para instalar logo no primeiro minuto. E umas outras 100 que vão aparecendo depois, atravessando a madrugada. E tem os drivers, tem os programas do Windows Live, tem o antivírus, tem os programas do dia a dia, tem o Steam, tem o Minecraft, tem os ajustes...

Ainda não está como eu quero, mas está perto:

Aviso: não entendo nada de Game of Thrones

Com o Windows 7 Professional 64-bit, eu posso usufruir de todos os 4GB de RAM da máquina e sonhar com o dobro disso para o futuro próximo. Eu tenho acesso ao DirectX 11. Eu posso ativar o AHCI do disco rígido, mesmo sem saber direito o que é isso.

E posso parar de ouvir piadas sobre o Windows XP.

Ouvindo: Transplants - Crash And Burn
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

7 comentários:

Fagner "Stigmata" Pelicioni disse...

Acompanhei a novela pelo twitter, mas eu garanto que o 7 só trará melhoras!

Aliás, não pude deixar de notar o seu papel de parede do Game of Thrones. Gosta?

LocoRoco disse...

Ubuntu é fantástico, deveria dar mais chance para o sistema.

Shadow Geisel disse...

que odisseia. uma casa sem pen drives é algo difícil de se conceber hoje em dia. pretendo comprar um windows 7 ou 8 original, assim que trocar de notebook. estou louco pra, finalmente, poder jogar paciência no conforto da minha cama. rsrsrs

robson disse...

Não sei se ainda existe (ou se essa dica tem serventia pra vc), mas a MS fez uma promoção da versão de update do XP pro 7. Peguei essa e foi bem mas barato q comprar a versão normal. O ponto positivo: o XP não precisou ser original; o negativo: só serve pra update.

Edgar Menezes disse...

Gosto muito do Linux, mas para games ele ainda está engatinhando. Recomendo o Windows 8.1 Pro, os jogos que rodava no Win 7 rodam bem mais lisinhos depois que passei a usar o Win 8.1. Jogos como BF4, Skyrim notei um ganho considerável nos FPS.

Fernando Lorenzon disse...

Com esse trabalho todo, valeria a pena ir pro Windows 8.1 de uma vez, porque querendo ou não, o Windows 7 já tem quase 5 anos e logo você passará por tudo isso novamente...

Raphael AirnMusic disse...

Doidera Aquino, vai sentir a boa diferença do 7 em relação ao XP. O 8 ainda não me convenceu, achei melhor continuar com o 7 na minha última troca de HD que aconteceu no início deste ano.

Uma sugestão: da próxima vez que apelar pra baía dos piratas, procure por uma iso atualizada... O pessoal cria discos de instalação já com todas atualizações necessárias até a data de criação do disco ;)

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell