Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

20 de março de 2012

Renascença

Baldur's Gate 2 - Retratos

Em 15 de março, fãs da série Baldur's Gate aguardavam ansiosos pelo anúncio que seria realizado. A contagem regressiva no novo site oficial terminou e a resposta foi "Erro 500 - Site Indisponível, por favor tente mais tarde". Em questão de minutos, vazou a informação que todos queriam: Baldur's Gate Enhanced estava a caminho. "Enhanced" entrou para os trending topics mundiais imediatamente. Enquanto isso, o número de acessos ao site era tão grande que os servidores não estavam dando conta. Nós éramos uma legião.

No início de 2011, o camarada Wasner perguntava: "2011, o Ano dos RPGs?". Ainda que alguns títulos prometidos para o ano passado tenham atrasado para 2012 e outros não tenham sido o sucesso de público e crítica esperados, a tendência era irreversível. De alguma forma, o RPG se tornou um gênero rentável novamente para as desenvolvedoras. O sucesso de The Elder Scrolls V: Skyrim e de Star Wars: The Old Republic mostram que o público jogador não vive apenas de conflitos militares modernos ou franquias esportivas. Há mercado, há potencial.

Há quem diga que o gênero se adaptou para sobreviver, flertando mais do que deveria com as cenas de ação absurdas ou com o festival de cliques. Há quem diga que o nível de inteligência necessária para ingressar de cabeça no universo dos RPGs foi reduzido para aumentar as vendas. A despeito das acusações dos puristas, o espaço reservado aos RPGs nas prateleiras cresceu. Com o crescimento, até os puristas devem estar sorrindo agora. Seja para atender a demanda da velha guarda, seja para atender aqueles que estão curiosos com sua origem ou ansiosos por material mais "hardcore", o fato é que os clássicos do passado estão todos renascendo.

Baldur's Gate Enhanced é um projeto que causou arrepios em mais jogadores do que seus idealizadores imaginavam. A queda do servidor, a invasão do Twitter, revelam que vasta é a multidão disposta a retornar ou descobrir a saga do filho de Bhaal. Além de atualizar os gráficos dos dois jogos para os padrões atuais, a Overhaul Games promete entregar conteúdo extra criado por parte da equipe de desenvolvedores do jogo original. E os planos vão além: segundo Cameron Tofer, à frente da Overhaul e membro do time original, "Baldur’s Gate 3 tem sido nosso objetivo a longo prazo". Para Tofer, o Kickstarter, a plataforma de crowdsourcing, é o caminho.

Através do Kickstarter, Tim Schafer conseguiu arrecadar mais de 3 milhões de dólares em adiantamento para financiar um adventure ainda não revelado. Brian Fargo, um dos criadores do primeiro Fallout, está tentando levantar 900 mil dólares para produzir Wasteland 2, a continuação do antológico jogo de 1988 que serviu de inspiração para a franquia Fallout. Em poucos dias de campanha, Fargo já conseguiu quase um milhão e meio de dólares. São jogadores bancando jogos de criadores em que acreditam, sem a interferência de produtoras, sem a interferência de tendências de mercado ou preocupações com vendagem, DLCs e jogos usados. São jogos de nicho cobrados diretamente do nicho.

Anachronox - Capa A onda de renascimento é tão forte que fui capaz de acertar uma previsão. Como eu suspeitava, o GOG relançou na semana passada o fantástico Anachronox. Por meros seis dólares, qualquer um agora, com Windows XP, Vista ou 7, pode experimentar as aventuras de Sly Boots e sua trupe. O próprio crescimento do GOG como plataforma de ressurreição de jogos não se dá por acaso: o mercado expandiu. E não para por aí: Shenmue e Skies of Arcadia podem estar prestes a serem relançados pela SEGA, inclusive para PC. Os dois clássicos do Dreamcast seguiriam a mesma rota do contemporâneo Jet Set Radio, prometido em HD para Windows ainda este ano. Enquanto isso, a série Ys retorna ao PC com Ys: The Oath in Felghana, sete anos depois de seu lançamento exclusivo no Japão.

E não se espante se ouvir com frequência o nome de Markus "Notch" Persson, em notícias futuras de jogos e gênios antigos retornando. Além de estar envolvido em um jantar misterioso com Tom Hall, John Romero e Brenda Brathwaite, o criador de Minecraft esteve conversando com Tim Schafer sobre Psychonauts 2 (dizem que a ideia de usar o Kickstarter veio dele), já manifestou vontade de produzir Dungeon Keeper 3 e trocava emails com Peter Molyneux (criador do primeiro Dungeon Keeper, vale dizer) antes da saída deste da Lionhead Studios.

Será 2012 o ano dos RPGs?

Ouvindo: In Strict Confidence - Emergency
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

27 comentários:

João Luiz disse...

ótima notícia esse BG enhanced.

mas estou ansioso mesmo pelo wastland 2. o cara prometeu que quanto mais arrecadasse mais coisa teríamos no jogo.

acho que esse ano promete...

Marcos A. S. Almeida disse...

Respondendo á pergunta:espero que não.Eheheheheeh, ao menos não os RPGs "á moda antiga".Mas na época do Snes e Mega tinha MUITO Rpg também.Lembro que pegava cartucho na locadora "ludibriado" pela imagem da capa e chegava em casa era só decepção...
Á propósito:que diabos o Vin Diesel está fazendo naquela imagem de cima???

Shadow Geisel disse...

"Há quem diga que o nível de inteligência necessária para ingressar de cabeça no universo dos RPGs foi reduzido..."

Acho que pra tudo, dá-se um jeito. No Fallout New Vegas, por exemplo, há o modo hardcore. nele, o personagem não é mais um super-homem, e sente fome, cansaço e sede. as munições pesam no inventário e não dá pra curar membros quebrados com stimpacks, só com um item específico. esse modo é opcional, e acrescenta muita dificuldade ao jogo. eu mesmo, morri várias vezes enfrentando inimigos portando pistola de 9mm, coisa que era quase impossível no outro jogo da série.
eu jogo no modo hard, e ativei esse modo Hardcore porque gosto de RPGs com desafio, mas quem não quiser pode jogar o jogo como está acostumado no FO3. os jogos podem (e devem) ser configurados de acordo com o perfil do jogador, pois ninguém é igual a ninguém.

Shadow Geisel disse...

Wasteland 2. taí um jogo que eu adoraria ver nos dias de hoje. não joguei o primeiro (alguém aí conhece alguém que jogou?), então seria uma boa oportunidade.
Aquino, o Anachonox é bom? Melhor que o Fallout 1?

Valber disse...

Anachronox, ta aí um jogo que ainda preciso jogar

Aquino, o Tom Hall ainda tem os direitos sobre Anachronox? E se tiver, será que ele ja pensou na possibilidade de um kickstarter para Anachronox 2?

hahah, adoro esses portraits de baldur gate 1 e 2. Mas o de Jaheira é horrível. O portrait dela em BG 1 era bem melhor.

Valber disse...

Shadow, tambem nunca joguei Wasteland, mas considera-se que fallout 1 e 2 pegaram as idéias principais desse jogo. A Interplay queria fazer Wasteland 2, mas como nao tinha os direitos, fizeram Fallout.

C. Aquino disse...

Embora eu provavelmente vá experimentar Wasteland 2, não estou exatamente animado. Primeiro porque nunca joguei o primeiro. Segundo, porque uma continuação de um título de 1988 certamente será algo bem diferente do que foi. O que me anima é essa ideia: custear um jogo para e por quem está interessado, sem precisar se adequar a um público-alvo que ninguém conhece. Esperando ansioso pelo Kickstarter de Baldur's Gate 3.

Marcos, pela primeira vez eu vi o Vin Diesel naquele retrato! E uma vez visto, não pode ser des-visto... Maldição!

Shadow, concordo contigo em gênero, número e grau. Jogos sem nível de dificuldade obrigatoriamente serão frustrantes para alguém por serem fáceis ou difíceis demais.

Anachronox não pode ser comparado a Fallout 1. Perspectivas diferentes, jogabilidade diferente, cenário diferente, até o tom é diferente. Anachronox parece um JRPG de ficção-científica produzido pelo Monty Python.

Valber, o Tom Hall respondeu textualmente que não tem os direitos para Anachronox 2, mas adoraria fazer um kickstarter (http://blog.retinadesgastada.com.br/2012/02/anacrorumores.html). Vale dizer que foi a primeira vez que um desenvolvedor de jogos falou comigo... show de bola!

Breno disse...

"Há quem diga que o gênero se adaptou para sobreviver, flertando mais do que deveria com as cenas de ação absurdas ou com o festival de cliques."

Mass Effect, The Witcher, Dragon Age, Fallout 3,Skyrim/Oblivion, Kingdomns of Amalulz! Seria só um rumor?

"á quem diga que o nível de inteligência necessária para ingressar de cabeça no universo dos RPGs foi reduzido para aumentar as vendas."

E bem mais facil zerar jogos como Mass Effect do que jogos como Baldurs Gate ou Fallout! O porque disso eu deixo para debate,embora os RPGs não sejam os unicos nesse fenomeno!

A despeito das acusações dos puristas, o espaço reservado aos RPGs nas prateleiras cresceu."

RPG como Arcanum ou RPG do tipo "são jogos em que vc assume um papel" como ZELDA LOL!

Breno disse...

Mais noticias de RPGs: The Banner Saga, feito por ex-funcionarios da Bioware fez um Kickstarter e já atingio a meta de 100.000!

Provavelmente nos proximos dias o RPG em desenvolvimento Age of Decadence vai ganhar um demo versão Beta!

João Luiz disse...

eu joguei wasteland 1!!!!!

(em dosbox, mas vale).

é legal, mas nem tanto. inovador em vários aspectos, mas não envelheçou muito bem não.

mas depois que o FO se adaptou nova era, tenho esperança que wasteland também consiga essa adaptação e seja um ótimo jogo.

pra quem quer saber mais sobre o wasteland, recomendo ler a resenha dele no blog do CRPG addict, tá bem explicado.

ps. eu tô jogando de novo FO1. olha, não ter botão de atalho pra usar um stimpack que seja é muita tosquice (tinha esquecido disso). até o BG já tinha slots pra uso rápido (copiado do diablo), por que diabos FO tinha que ser tão tosco na interface?

se eu não soubesse que ele é maravilhoso não ia encarar não. a simplicidade da interface é algo que vale ouro...

Valber disse...

Aquino, eu me preocupei mais com o fato de que a Inxile, estudio de Brin fargo, ainda nao mostrou a que veio. Mas como ele agrupou designers originais de wasteland e Fallout pra esse projeto (inclusive Mark Morgan, autor da musica de fallout), ja me animei mais. Ele tambem esclareceu que aderiu ao kickstarter pq nenhum publisher se interessava por RPG com câmera isométrica e turn based combat, entao pode esperar que Fallout vai trazer grande influência.

Legal saber que o Tom Hall entrou em contato contigo. Acho bacana quando um desenvolvedor faz questão de trocar umas idéias com fãs de seus jogos :).

Respondendo a Joao Luiz, acho que esse aspecto de falta de atalhos fez parte de um design meio "hardcore" do jogo, heheheh. Acessar o inventorio durante o combate consome action points, por exemplo. E realmente, Wasteland nao envelheceu bem pq é muito primitivo comparado ao proprio Fallout. Sobre essa nov era de RPgs que vc falou, eles vao se inspirar no modelo de Fallout 1 e 2, e nao nos jogos posteriores ;)

Breno disse...

Wasteland ainda faz algumas coisas melhores que Fallout,como um combate mais bem elaborado(infelizmente Fallout nunca foi muito bom em combate) e a possibilidade de se criar uma party completa! Essa possibilidade de criar uma party vai ser possivel no proximo Wasteland 2!

João Luiz disse...

valber:

na batalha eu até entendo, mas fora dela?

os menus são horríveis, e nem dá pra dizer que o jogo é velho, porque BG é da mesma época e tinha interface ótima.

se não fosse a história...

Breno disse...

João Luiz está certo! A interface dos Fallouts Classicos são ruins! Eu não diria que a história é o ponto alto também,mas sim o nivel de interações,o uso das habilidades do personagem e as varias resoluções de problemas são os pontos fortes dos Fallouts Classicos(entre outros)!

Shadow Geisel disse...

Ufa! Tava me sentindo um peixe fora d'água, achando que só eu tinha achado a jogabilidade do FO burocrática.

Essa coisa de um integrante no time do jogo não é lá muita garantia de que as coisas vão sair da forma que os jogadores esperam. é só olhar pro caso mais recente, do Kingdoms of Amalur. um time daqueles conseguiu entregar um jogo nada mais que mediano, com algumas falhas bem amadoras e que comprometem a experiência (como excesso de opções de diálogos e volume do jogo muito baixo, além da quase que total ausência de música).

Dificilmente Wasteland sairia conforme os padrões do primeiro jogo. outra mentalidade. outra conjuntura nos games. time de produção com pessoas diferentes. outro público-alvo. mas, se ele realmente sair, desejo a ele o mínimo de "sorte" que teve o Fallout 3, em conseguir, pelo menos, reproduzir e dar continuidade à atmosfera do Fallout original.

Shadow Geisel disse...

Desculpem pela ignorância, mas o que é Kickstarter? Seria um remake, ou remasterizão?

Marcos A. S. Almeida disse...

Kickstarter é crowdfunding.






Brincadeirinha!É um site (ou organização) onde as pessoas podem expôr suas idéias ou projetos relacionados á música, jogos , filmes, etc e solicitar captação de
recursos em troca de uma recompensa ao financiador.Ou seja, se você quiser criar um jogo, expõe seu projeto no Kickstarter , solicita financiamento á terceiros e através do montante captado produz o jogo.

Jimmy666 disse...

A Série Baldurs Gate apareceu num momento que não estive envolvido com jogos eltronicos.Não joguei embora saiba a importancia do jogo, por isso estou neutro!

Diego A.L Caetano disse...

Estou torcendo para que a Bethesda anuncie Fallout 4 em 2012!

Shadow Geisel disse...

Valeu, Marcos.

Diego, desde que não usem o Gamebryo pela quinta vez...

Diego A.L Caetano disse...

Shadow, é bem provável que eles usem a mesma engine do Skyrim, e espero que dessa vez o game se passe em Nova York!

Shadow Geisel disse...

pensando bem, provavelmente vão utilizar o gamebryo mesmo. com um quase fim de geração batendo à porta, dificilmente vão fazer um motor gráfico novo pra um possível FO4. até porque o Gamebryo não é ruim. é só eles deixarem de ser tão preguiçosos e corrigir os bugs do game, como o Skyrim: tô na casa das 100 horas de jogo e ainda não vi nada que atrapalhasse a partida, como no FO3.

Valber disse...

Bah, so agora que reparei o comentario de Marcos A. S. Almeida la em cima... chamar Minsc de "Vin Diesel", que blasfêmia!

E respondendo a pergunta, 2012 será (ou foi) o ano dos anúncios dos RPGs.
Espero que RPGs "`moda antiga" retornem com força. Todos os estilos merecem um espaço na mídia, ora, sem excluir o outro.

C. Aquino disse...

Valber, o Marcos estava falando do Valygar: está a cara do Vin Diesel (se o Vin Diesel tivesse cabelo e cabelo rasta ainda por cima, enfim, lembra vagamente).

C. Aquino disse...

Aliás, isso me lembra que comigo o Valygar foi desintegrado em outro Plano e não sobrou nada para ser ressuscitado. Até hoje eu não sei se era possível trazê-lo de volta. Segui em frente colocando o Yoshimo no lugar...

Aliás, minha formação oficial de Baldur's Gate 2: Imoen, Minsc, Jaheira, Anomen, Nalia e meu berzeker, o Karkaz.

Valber disse...

Entao esta perdoado, heheheheheh.
Mas é sério? Nao consegui ver muita semelhança. Valygar tem a pele mais escura tambem.

Vc deveria ter incluído Jan Jansen na equipe. Acho que é o personagem mais engraçado do jogo. Mas enfim, é um jogo em que nao se vê tudo em uma única jogada. Eu mesmo nunca experimentei os populares Edwin (melhor mago do jogo) ou Viconia.

Diego A.L Caetano disse...

Respondendo ao Shadow lá de cima, a Bethesda não irá fazer uma engine nova para Fallout 4, eles vão usar uma engine já criada, a CreationEngine do Skyrim, assim como fizeram com Fallout 3, usando uma engine que já havia sido criada antes para o Oblivion, a Gamebryo.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Regalia