Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

19 de dezembro de 2010

Assassino nas Bancas

Fullgames A Fullgames prova mais uma vez que é uma das melhores alternativas para jogos baratos e legalizados no país. Sua centésima (!!) edição traz o elogiadíssimo jogo Assassin's Creed, o novo queridinho da Ubisoft e uma das franquias mais promissoras desta geração. A um preço acessível de R$17,90 e disponível em qualquer banca de jornal de qualidade, o jogo é o presente de Natal perfeito e uma excelente escolha para marcar o número 100 da revista. Assassin's Creed vem ainda com um pôster encartado e algumas missões extras exclusivas da versão para PC.

Infelizmente, a Fullgames está reformulando seu site, então o único dado do produto é a própria capa. Ainda é possível acessar a versão antiga do site, mas não há mais informações sobre Assassin's Creed. Contornando este pequeno entrave, o site Gamevício, parceiro da Fullgames, dá o serviço completo do jogo, incluindo especificações mínimas.

Confesso que estou meio duro de grana neste fim de ano, com tantas festas próximas e promoções no Steam, mas Assassin's Creed a preço de ingresso de cinema está na minha lista de compras com lugar cativo.

Assassin's Creed

Ouvindo: The Cure - Just one kiss
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

7 comentários:

Marcel C. Da Silva disse...

Santa tartaruga!Por essa eu não esperava!A Fullgames ganhou muitos pontos no meu conceito.

Bruno disse...

Agora fomos surpreendidos novamente!
Ainda não tenho um PC novo, mas de certeza irei comprar essa FullGames e reservá-la.

Aquino, o Fabio do Re:Games fez um post muito interessante sobre o preço abusivo de jogos e consoles no Brasil e como comprá-los é tão danoso quanto a pirataria.

http://regames.wordpress.com/2010/12/17/tilt-pirataria-a-r-200/

E aí, concorda com os argumenos dele?

C. Aquino disse...

Bruno, eu não tinha tido tempo para ler o artigo do Fabio e tinha até me esquecido dele. Seu comentário colocou ele de volta na minha lista.

Antes de finalmente encontrar tempo, eu fiquei pensando e pensando no assunto. Quando eu li o texto do Re:Games, tudo o que eu acreditava estava escrito ali! Eu certamente não teria escrito melhor.

É vergonhosa a situação a qual os jogadores de console são submetidos: uma manipulação absurda que explora sua boa-vontade e onera seu bolso. Eu já reclamei por aqui da atitude dos lojistas em relação aos jogos de PC, mas isso não chega aos pés, por exemplo, do que a própria Sony Brasil está fazendo com seus clientes. Importar o Move por Fedex, pagando todos os impostos sai metade do preço das lojas! Eu vou comprar alguns e revender, por que é lucro de 100% garantido!

Mas é sempre assim, não é? Quem anda na lei e sonha em incentivar o mercado e a indústria nacional sempre paga o pato, desde os tempos do ingênuo e amalucado Policarpo Quaresma...

Eu prevejo um dia em que toda a distribuição cultural será digital, legalizada e barata. Os pioneiros, como a Valve, serão os novos milionários e os velhos dinossauros e suas práticas tirânicas serão esquecidos. Mas, então, o ciclo de abuso se modificará e recomeçará.

Dlima disse...

Parece que Stalker virá nas próximas ediçãos tanto o primeiro quanto suas continuações.

Marcos A. S. Almeida disse...

Amigos ,recentemente eu li este artigo => http://meiobit.com/78089/e-os-jogadores-de-pc-saem-perdendo-de-novo/#comments no ótimo blog MEIO BIT. Ele fala do prejuízo que os jogadores de PC estão tendo em relação aos de console.Isso chama a atenção para uma discussão muito atual: O PC morreu ( ou está morrendo ) para jogos? Ainda é vantajoso ter um PC para jogos?Em meu comentário eu citei justamente a FULLGAMES como um dos motivos do PC ainda ser ótimo para jogos, ou ainda melhor.É óbvio que nem todos concordarão com o meu ponto de vista, mas tentem avaliar algumas das evidências que eu apontei.E VIVA O PC! VIVA A FULLGAMES!
PS:o meu comentário no MEIO BIT é MARCOS.PETROPOLIS

C. Aquino disse...

Dlima, essa notícia é excelente! S.T.A.L.K.E.R.(horrível de digitar) é um jogo muito especial que lança uma abordagem diferente em cima dos FPS. E a imersão... você nunca irá esquecer a Zona!

Marcos, seu comentário tinha caído no filtro de spam(?!) do Blogger. Agora está liberado. Eu não acho que o PC como plataforma esteja morrendo. Está um pouco esquecido pelas produtoras, é verdade. Ainda mais por que não existe nenhuma empresa por trás da "plataforma". A própria Microsoft, que talvez fosse a principal interessada, realizou um desserviço ao PC por anos a fio. Mas agora, tudo indica que está querendo recuperar o tempo perdido. Sobre a viabilidade do PC e os boatos sobre sua morte, vale a conferida no inteligente artigo do Planetóide X: http://www.planetoidex.com.br/2010/10/pc-gaming-o-estado-da-nacao.html

Bruno disse...

Eu sinceramente não consigo entender como alguém pode dizer que não é vantajoso jogar no PC. Nenhum console jamais conseguirá se equiparar ao PC no quesito versatilidade. No dia que conseguirem, não serão mais consoles, e sim novos PCs. A grande maioria dos jogos AAA de PC tem várias opções p/ rodá-los até em configurações bem modestas, tornando-os muito mais acessíveis. Sem contar que a combinação teclado + mouse se adapta muito bem a qualquer tipo de jogo e, com exceção dos jogos de corrida, simuladores de vôo/espaciais e poucos outros, geralmente funciona muito melhor que joysticks/gamepads. E não me digam que isso é questão de gosto.
Uns tempos atrás, quando a Microsoft uniu as Lives do PC e do 360 por um período de tempo de um FPS da moda aí (acho que era MW2, mas não lembro exatamente), o pessoal médio do PC deu um pau nos hardcores do console. Então não importa se vc prefere gamepads/joysticks, o combo teclado + mouse te dará um controle e precisão muito melhores na grande maioria dos casos.

Outra que não entendo é o argumento de algumas desenvolvedoras p/ parar de desenvolver jogos pro PC. Xbox, PS2, 360, PS3 e todos os outros consoles também sofrem pirataria pesada e um simples ban de uma Live da vida não é nem de longe o suficiente p/ desestimular isso. No entanto, não vi nenhuma desenvolvedora dizendo "mimimi não brinco mais de fazer jogos pro 360. Tô de mal!"

O Nintendo DS é um dos maiores exemplos disso. Com um flashcard (que custa mais ou menos o mesmo que um único cartucho de jogo original) vc pode baixar e jogar TODOS os jogos lançados pro portátil. Com um simples cartão de, sei lá, 4 GB (considerando que uma ROM de DS tem mais ou menos 135 MB), vc tem um arsenal de pelo menos 40 jogos com vc o tempo todo. Atualizações do firware do DS são completamente inúteis, e geralmente em menos de uma semana já surgem contramedidas em forma de atualizações do firmware dos flashcards. E nenhuma desenvolvedora desistiu do DS.
E também não me digam que o DS só tem jogos p/ ciranças/mulheres/idosos. Existem vários jogos ótimos p/ DS e é só largar a imbecilidade "ista" p/ enxergar isso.
Lembrando também que é só a Nintendo que lucra com a venda de consoles, e não as desenvolvedoras de jogos.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell