Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamMastodonCanal no YouTubeRSS

26 de fevereiro de 2022

Jogando: Near Death

Near Death 01

No mundo dos jogos eletrônicos, já enfrentei as temperaturas extremas da Antártida três vezes antes: no aterrador The Thing, no frustrante Distrust e no improvisado Frostbite: Deadly Climate, todos eles com fortes elementos fantásticos e extrema tensão. Acreditava então ser um veterano de sua noite eterna e suas paisagens gélidas. Ledo engano. Sem nenhum tipo de força alienígena, sem nenhum tipo de entidade sobrenatural, Near Death consegue entrar na sua mente e desafiar seus instintos com o mais básico dos medos: a necessidade da sobrevivência.

O título da Orthogonal Games não precisa de malabarismos cênicos, sustos ou gore para manter o jogador aprisionado em um lugar em que ele não gostaria de estar. Controlamos aqui uma pilota de avião que faz um pouso forçado (literalmente a mesma premissa de Arid). Desta vez, caímos na vastidão antártica, em meio ao inverno escuro onde o Sol nunca nasce. Felizmente, há uma base abandonada próxima de nossa localização e é ali que se encontram nossas esperanças de um resgate ou de uma sobrevida. Novamente, sou apresentado a um título que usa de forma inteligente as mecânicas do gênero survival para contar uma história de sufoco e luta contra um ambiente hostil.

Near Death 03Near Death 07

Em Near Death, o frio é seu maior inimigo e muitas foram as vezes em que sucumbi para ele. O jogo não segura na sua mão e não alivia. É um dos raríssimos jogos atuais em que você pode simplesmente chegar em um ponto em que vencer se torna impossível e as únicas saídas são desistir ou carregar um ponto de salvamento de dias atrás. Em Near Death, os recursos não se renovam, portanto são limitados. Não controlar o uso correto do que você tem ou vagar a esmo pela região são um convite para a morte.

Para resistir ao frio, temos um aquecedor à querosene (que nos força a estar constantemente de olho em mais combustível) ou locais fechados com energia elétrica (o que torna fundamental restaurar os geradores quebrados da base). Do lado de fora dos prédios em ruínas, há somente a escuridão e a certeza de que as rajadas constantes de vento irão drenar todo o calor de seu corpo até o fim. Felizmente, não precisamos nos preocupar com fome, sede ou cansaço, mas nada disso deixa o jogo mais leve. O perigo da hipotermia supre o desafio com folga.

Near Death 04Near Death 08

A imersão é muito bem construída. A interface minimalista contribui bastante e apenas dicas visuais e falas da personagem indicam nossa sensação de frio. Podia sentir o alívio preenchendo meu corpo em cada lugar onde era possível me aquecer e em cada resquício da civilização. A solidão perene se instaura quando é necessário se aventurar na noite, ouvindo somente o rugido da nevasca que nos força a andar agachado, torcendo para não se perder e encontrar logo o próximo prédio. Essa sensação de estar presente se manifesta até mesmo no literal esforço físico que temos que fazer até mesmo para fechar uma porta contra a ventania e garantir o isolamento térmico de um ambiente.

A conclusão, depois de quatro horas e meia de experiência, é uma deliciosa gratificação por todo o tormento vivido: o espírito humano triunfa, a vontade de viver prevalece, mesmo nas condições mais árduas.

Ouvindo: W!SE the all.E - Elevator Music [Palmtree Panic "P"mix]

Nenhum comentário:

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino

Aztech Forgotten Gods