Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

29 de maio de 2020

Jogando: Concept Destruction

concept-destruction-header

(publicado originalmente no Gamerview)

Coloque dois carrinhos nas mãos de uma criança e não vai levar nem dez minutos até o anjinho sem asas bater um carro no outro. Essa obsessão humana está presente nos jogos eletrônicos desde muito tempo e até no mundo real, com as infames corridas de demolição.

Concept Destruction mergulha os dois universos em uma brincadeira só, um Carmageddon Kids, em que carros de papelão se enfrentam em arenas de papelão para diversão de adultos engenheiros, mas que lamentavelmente se esgota em pouco tempo, como uma bateria de segunda mão.

Bate-Bate

O vídeo de abertura do jogo da Thinice Games é mais elaborado que o próprio jogo. A proposta é que designers de carros precisam testar a eficiência e a aplicabilidade de seus modelos antes de entrarem em produção. São produzidos protótipos em gesso e tudo mais. Quem já viu aquele episódio dos Simpsons, com o irmão perdido do Homer, já entende do assunto. Aqui, os modelos são feitos de papelão, com um motorzinho a pilha dentro. E a melhor forma de testar sua eficácia é botar os carros para lutar. O veículo que sobreviver será produzido em larga escala.

concept-destruction-01concept-destruction-02

Esse "enredo" não é mais mencionado em lugar algum, exceto por uma frase escrita no final do campeonato, o modo "campanha" de Concept Destruction. Ao contrário do que o nome do jogo poderia dar a entender, você não constrói nada, você não monta nada (como acontece em alguns títulos de arena). Então, esqueça o "Concept", seu papel é só "Destruction" mesmo.

Felizmente, destruir é divertido, como aquela criança hipotética do começo da análise já demonstrou. Para quem está cansado de jogos de corrida em que, no máximo, trinca um vidro ou voa uma roda na hora da batida, nesse jogo a brutalidade impera, com deformações quase instantâneas dos veículos de papelão. O carro com que você começa não vai durar nem dez segundos intacto depois que rolar o sinal verde para a competição.

Com vinte veículos nas arenas, o caos se instala. Ninguém é de ninguém. Se você for corajoso, pode jogar no modo Survival, quando todos os oponentes vão focar exclusivamente no seu carro. De um jeito ou de outro, vai voar pedaço de papelão para todos os lados e algumas pilhas também.

concept-destruction-05

A Inteligência Artificial dos adversários é satisfatória, embora ela tenda a se aglomerar em alguns cantos. Se dois carros estão se chocando em uma parede, é uma questão de segundos até vários outros se juntarem à briga, formarem um engavetamento e, se você for pego no meio da confusão, é complicado sair.

Os cenários são bastante variados e criativos, simulando locais reais de corridas de demolição, mas claramente improvisados pelos "designers dos carros". É possível encontrar então réguas e canetas gigantes espalhados nas pistas, assim como caixas de pizza e latas de refrigerante. Em alguns mapas, a arena está localizada em cima de uma mesa e é fim de jogo se seu carro cair da borda. Rampas estrategicamente colocadas estimulam saltos insanos e algumas conquistas estão escondidas nas arenas.

concept-destruction-07

A Thinice Games usa e abusa de uma trilha de metal pesado para mandar a adrenalina lá pra cima. Nem parece que você está jogando com carrinhos de papelão e as semelhanças com a truculência de Carmageddon se tornam mais nítidas.

O uso da música é uma boa alternativa para provocar impacto no jogo, uma vez que as deformações dos veículos mantém o realismo e não são tão brutais quanto poderiam ser, caso fossem mesmo grandes e pesadas máquinas de metal.

Sem Energia

Toda criança também já passou pela frustração daqueles brinquedos movidos a ficha de parques de diversão. Você está lá, de boa, voando em uma espaçonave ou cavalgando um veloz alazão, e o tempo se esgota. Seu pai não quer gastar mais moedas e vocês vão embora. Concept Destruction tem o mesmo sabor. Apesar de divertido, o título é bem curto e limitado.

O campeonato pode ser completado em cerca uma hora, mesmo porque cada confronto tem um limite de tempo de 3 minutos. Se você for impecável, talvez consiga terminar em meia hora. Após o primeiro campeonato, em que você é obrigado a usar o veículo inicial, praticamente todos os demais carros são desbloqueados, oferecendo pequenas mudanças na dinâmica. Alguns veículos são mais velozes, outros são mais pesados, mas você vai rapidamente encontrar aquele que vai chamar de favorito.

concept-destruction-09

Sem nenhum tipo de power-up, todas as corridas são rigorosamente iguais: desvie das investidas dos inimigos, acerte-os em cheio com suas investidas. Dominar a manobrabilidade de cada carro não é complicado, mas também é inútil. A forma como o veículo responde a você muda abruptamente tão logo uma ou mais rodas sofram danos. E elas vão sofrer danos, não duvide disso. No final da disputa, todos os carros são muito parecidos, grandes pedaços disformes de papelão se arrastando meio que sem controle pela arena. A falta de uma direção mais firme pode causar frustração, mas é um ponto para o realismo, por incrível que pareça.

As pistas também podiam ser um pouco mais complexas, com mais segredos ou mais detalhes miniaturizados. Outro probleminha digno de menção é a impossibilidade de alterar as configurações de teclas ou botões no controle.

concept-destruction-08

Completado um campeonato e disputadas algumas corridas individuais com meu carro preferido, restou pouco a ser feito. Disputei partidas no multiplayer (local apenas, com tela dividida), para desespero do meu filho, que serviu de sparring de papelão. Infelizmente, não dá para jogar em grupo contra a IA.

Concept Destruction vale por uma tarde de diversão casual, ironicamente quase um protótipo do que poderia ser um jogo maior. Será que a Thinice Games tem alguma meta para entrar em produção e tudo isso era um teste?

Ouvindo: Patricio Meneses - Night in the Wild
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Nenhum comentário:

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

Minecraft Dungeons