Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

27 de outubro de 2019

O Terror Que Veio do Passado!

First Winter

Motores gráficos poderosos estão mais acessíveis hoje do que jamais foram. Seja a Unreal Engine ou Unity 3D, o desenvolvedor independente com tempo e talento não precisa mais investir a hipoteca da casa para conseguir obter visuais de ponta, efeitos de iluminação de cair o queixo ou física avançada. Entretanto, nenhuma dessas façanhas técnicas é garantia de uma boa história, muito menos quando estamos falando do terror.

O terror não liga para forma.

O terro não liga para o realismo.

O terror não liga para as leis da física.

O terror começa nos porões da mente humana e basta uma fagulha de imagem para provocar um incêndio de proporções colossais na imaginação de suas vítimas. Uma criatura vislumbrada aqui, um urro gutural ali, uma sombra que se move e nossos cérebros dispararam reações primitivas que remontam o tempo das cavernas. Para o terror, motor gráfico não significa muita coisa.

Por conta disso, alguns desenvolvedores independentes optaram por fazer o caminho inverso da evolução e buscar inspiração nos jogos do passado, no visual de outrora, para construir seus pesadelos. Trago aqui uma seleção de sete jogos que já estão disponíveis no Steam, mais um jogo que promete mexer com seus nervos no futuro.

1) Paratopic

Paratopic é descrito como um jogo curto em uma irrealidade muito próxima da nossa, mas onde as coisas não estão nos seus lugares certos, com uma atmosfera de estranheza. Sua atmosfera rendeu comparações com a obra de David Lynch e sua mecânica evoca espectros do também experimental Thirty Flights of Loving. Tudo isso acompanhado por uma trilha sonora sombria que guia sutilmente o jogador.

2) Fear & Hunger

Fear & Hunger mistura no mesmo caldeirão dungeon crawlers e Silent Hill, buscando inspiração nos RPGs japoneses, mas subvertendo a fórmula com elementos perturbadores e inimigos fora da curva. Os desenvolvedores alertam que o jogador deve esperar esbarrar em temas maduros, incluindo abuso de entorpecentes, auto-mutilação e violência sexual.

3) Lost in Vivo

Lost in Vivo se descreve como uma simulação de claustrofobia, após o protagonista entrar em um dreno destruído de esgoto e mergulhar em um mundo separado da realidade. Nesse universo, ele irá esbarrar em outras vítimas de medos similares, de personalidade quebrada e tão condenadas quanto si mesmo. Ajudá-los pode ser a chave da saída ou talvez não haja formas de se escapar desse labirinto.

4) DUSK

DUSK talvez seja o mais famoso dos jogos retrô dessa lista, até por fazer parte de uma safra de bem-sucedidos FPS que conseguiram resgatar a velocidade e a dificuldade de grandes títulos dos anos 90 (assim como Strafe ou o brasileiro Exodemon). Entretanto, DUSK encontra seu lugar entre outros jogos de horror ao trazer uma atmosfera pesada de inimigos demoníacos e cultistas insanos, à exemplo do grande Blood.

5) CONCLUSE

CONCLUSE é um jogo gratuito, livre de sustos sem sentido. Aqui, o jogador não será surpreendido por inimigos ou ameaças brotando repentinamente, mas será convidado para um passeio não menos assustador, em que a certeza de que a loucura está próxima irá sempre acompanhá-lo. Após anos sem saber o paradeiro de sua esposa, o protagonista recebe uma estranha dica: ela se encontra na cidadezinha conhecida como "Hell".

6) First Winter

Em First Winter, entramos em um submarino nuclear abandonado em plena Guerra Fria na costa de Los Angeles. Cabe ao jogador investigar esse mistério e evitar uma guerra, mas ele acabará descobrindo que existem horrores mais estranhos à bordo do que um simples arsenal atômico. Em seus corredores agora assombrados jaz um enigma em constante mutação.

7) The Backrooms Game

The Backrooms Game nasceu de um creepy pasta sobre infinitas dimensões que existem além das fronteiras de nossa realidade. Gerado proceduralmente, o jogo gratuito traz 600 milhões de milhas quadradas de salas que desafiam sua capacidade de navegação e um sistema de sanidade que pode terminar sua exploração antes da hora. Além disso, o jogador não está sozinho nesse labirinto...

8) World of Horror

World of Horror ainda não foi lançado e promete recuar ainda mais no tempo, combinando o visual preto e branco dos jogos do Gameboy com a estética ímpar do gênio Junji Ito, acrescentando pitadas de H.P. Lovecraft em pleno fim do mundo. Em uma pequena cidade litorânea japonesa, o jogador precisa sobreviver, coletar cartas de evento e decifrar o apocalipse.

Ouvindo: The Rapture - Olio
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

Deliver Us the Moon