Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

3 de junho de 2019

Surge Yunica!

yunica

Após relutar muito, comprei um notebook usado. São bem mais baratos do que eu imaginava. Por questões práticas, esse ano retornei para minha antiga casa, que fica a uma hora e meia de distância da escola do meu filho. Levá-lo ao colégio, retornar para casa para trabalhar e sair para buscá-lo novamente como eu vinha fazendo, estava fora de cogitação. Mesmo dividindo a tarefa com minha esposa, com ela levando ou buscando alguns dias, ainda asssim havia ocasiões onde eu precisava ficar na rua, passando o tempo.

Sem fazer nada.

Girando os dedos.

Lendo por horas seguidas.

Não poderia dar certo por muito tempo e não deu, porque o trabalho, ele acumula, não quer saber se suas horas foram reduzidas ou não. Então, inicialmente adotei um caderno para rascunhar artigos e roteiros, porque isso se tornou meu trabalho primário hoje em dia. Depois de  mais de uma década sendo um webdesigner profissional, terminei na situação que era meu sonho de adolescência: viver da escrita. Aviso aos desavisados: é menos empolgante do que parece e em pouco tempo você se tornar capaz de escrever um texto mediano, ocasionalmente sem alma ou brilho, mas satisfatório, em prazos mínimos.

Entretanto, escrever em um caderno cansa a mão e ainda significa que você irá precisar digitar aquilo tudo de novo. Além de ser extremamente anacrônico: um cara de barbicha escrevendo com caneta Bic em um caderno surrado a tarde inteira no shopping provavelmente é um hipster.

Entra em cena o notebook. Entra em cena Yunica.

Uma Pequena Poderosa

Como sempre faço, é claro que minha nova máquina teria um nome tirado de um jogo. Influenciado por minha jornada em Ys Origin, batizei o notebook com o nome de sua jovem heroína. Yunica é inicialmente desajeitada, subestimada, mas com persistência e coragem dá conta da tarefa que se agiganta na sua frente. Como eu espero que essa máquina faça.

Configuração:

  • Dell Latitude D630
  • Intel Core 2 Duo 2.20 Ghz
  • 4GB de RAM
  • Placa de Vídeo NVIDIA Quadro NVS 135M
  • Disco rígido de 250GB

Inicialmente, Yunica veio com o vetusto Windows Vista instalado, um sistema de tempos ancestrais que nunca experimentei e não iria começar agora. Cometi a arrogância de instalar o Windows 10 na máquina, uma insanidade contra a qual a Microsoft não me alertou.

Embora a instalação tenha sido impecável, tardiamente percebi que o suporte a drivers para um notebook tão antigo é assustadora. De acordo com a Dell, a Microsoft oferece drivers para a placa de rede e o laptop é compatível. Segundo a Microsoft, o buraco é mais embaixo e a Dell deveria oferecer drivers atualizados porque ela não garante nada. Depois de uma tarde inteira no shopping lutando contra sucessivas BSOD, quando deveria estar trabalhando, percebi que recuar era melhor do que tentar entender. Chegando em casa, o mouse também parou de ser enxergado pelo sistema. Yunica aceita o clique do mouse, mas não move o cursor por nada, me condenando ao touchpad.

Passei o sábado lutando teimosamente contra o BSOD da placa de rede, que não acontecia em minha rede doméstica, e tentando fazer o mouse e a máquina fazerem as pazes. Capitulei, formatei tudo que já havia configurado e instalei o Windows 7.

quake

Yunica compensaria minha frustração até então com uma curta, mas prazerosa sessão de jogos com meu filho no domingo. Após testar sem sucesso alguns títulos, consegui rodar Quake, Armagetron e Warhammer: Dawn of War nos dois computadores. Meu filho conheceu Quake pela primeira vez, um batismo de pixels marrons na jogabilidade cooperativa de um jogo de tiro. Sua empolgação contagiante compensou toda e qualquer dor de cabeça que pudesse ter tido antes, mesmo com Yunica brigando com o mouse de novo no final da sessão. Não recomendo jogar FPS com um touchpad, embora eu desconfie que a prática possa levar à perfeição.

Como toda máquina nova, o notebook ainda precisa de uns ajustes, algumas consultas a fóruns, mexidas no registro talvez. Uma bateria nova está à caminho. Por enquanto, assim como aquela que lhe deu nome, seu futuro promete ser cheio de fúria e glória, inimigos derrotados e satisfação de servir.

Ouvindo: Brazilian Girls - Me Gustas Cuando Callas
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

3 comentários:

  1. Aquino, desculpe a pergunta, mas quanto pagou? Tem o link do vendedor? O meu velho DV4-2112BR da HP acabou de morrer, e nem sei se compensa o conserto.

    Também não consigo mais escrever em cadernos. Minha letra, aliás, se transformou em um lixo, e minha mão dói demais. Muitas vezes, nem eu mesmo entendo o que escrevo.

    Parabéns aí por ter realizado seu sonho. :)

    ResponderExcluir
  2. Marcos, paguei R$350 nele. Apesar da idade, ele está muito bem conservado (tem um lascado em uma quina e nada mais). Comprei sabendo que a bateria não funciona mais, mas no shopping tem tomada. De qualquer forma, comprei uma bateria compatível e está vindo pelo Mercado Livre.

    O vendedor do notebook foi esse aqui: https://www.mercadolivre.com.br/perfil/profile/showProfile?id=387597410&role=seller

    ResponderExcluir
  3. Opa, valeu Carlos. Barato, apesar da idade. Valeu pelo link.

    Já peguei orçamentos no meu em 250 Reais, então, não compensa.

    ResponderExcluir

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

Enslaved