Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

13 de setembro de 2018

Maioridade Legal

we happy few

Recentemente, o Steam alterou suas regras para jogos com conteúdo adulto e o primeiro título, digamos, libidinoso, já chegou na loja. É uma consequência natural de um processo evolutivo pelo qual eu clamava lá em 2011.

Eu poderia argumentar que preferiria mais jogos com temática madura, no sentido de temas complexos inerentes à condição humana, e não uma porta escancarada para entretenimento erótico e fantasias juvenis. Entretanto, primeiro, nunca se produziu tantos jogos profundos nos últimos anos: a mídia não se esquivou de debates importantes, como inclusão de gêneros, ramificações políticas, questionamentos da validade da guerra, privacidade e vigilância, representatividade. Segundo, quem sou eu para julgar o que cada um compra e joga no recesso de seu lar?

Ainda assim, uma questão muito mais premente pode ter sido respondida e nem nos demos conta: por que o Steam continua perguntando nossa data de nascimento para acessar conteúdo maduro se já estamos autenticados no sistema?

Bem no rodapé do anúncio das novas regras de conteúdo, a Valve deu a resposta para esse dilema que nos atormenta: a culpa é do seu governo. "Infelizmente, muitas agências de classificação têm regras que estipulam que não podemos salvar sua idade por mais tempo do que uma única sessão de navegação", responde a empresa. Então, para ter certeza que menores de idade não acessem material inadequado para sua faixa etária por acidente, seguiremos perguntando datas de nascimento e aguardando respostas sinceras...

Ouvindo: The Boontown Rats - Rat Trap
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

2 comentários:

Shadow Geisel disse...

"Eu poderia argumentar que preferiria mais jogos com temática madura, no sentido de temas complexos inerentes à condição humana, e não uma porta escancarada para entretenimento erótico e fantasias juvenis. Entretanto, primeiro, nunca se produziu tantos jogos profundos nos últimos anos: a mídia não se esquivou de debates importantes, como inclusão de gêneros, ramificações políticas, questionamentos da validade da guerra, privacidade e vigilância, representatividade. Segundo, quem sou eu para julgar o que cada um compra e joga no recesso de seu lar?"

Tive que copiar todo o parágrafo, pois achei uma colocação perfeita.

Elton Gradash disse...

O esperando respostas sinceras foi o melhor kkkkkkkkkkkkk

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

We Happy Few