Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

23 de junho de 2018

Viajante das Dimensões

Uma das desvantagens de ter interrompido minha jornada pelo primeiro The Witcher é ter me negado até agora o gosto de suas continuações. Outra desvantagem foi não ter chegado a conhecer Ciri, filha do bruxeiro.

Aparentemente ela teria a habilidade de trafegar entre as dimensões e em uma de suas viagens teria passado por um mundo claramente baseado no futuro distópico da próxima investida da CD Projekt. Os visionários poloneses plantaram lá atrás uma semente, um delicioso ovo de Páscoa, para Cyberpunk 2077:

Os fãs, obviamente, esperam que a desenvolvedora repita a brincadeira em seu próximo jogo, seja colocando Ciri naquela realidade como uma importante NPC ou simplesmente como uma personagem passageira em uma cena de fundo em que apenas os mais atentos perceberão e comentarão maravilhados.

Adam Badowski, diretor de Cyberpunk 2077 tratou de jogar um balde de nitrogênio líquido nas expectativas: "nós não somos Kingdom Hearts. Nós não estamos fundindo universos, e eu sei que há muitos fãs no time e eles gostariam de ter a Ciri no jogo. Mas eu ainda sou totalmente contra isso".

Entretanto, durante a mesma entrevista, Marcin Iwiński, co-fundador da empresa, CEO e patrão de Badowski,  também afirmou: "talvez você mude de ideia". Tanto no ano de 2077 quanto agora, manda quem pode, obedece quem tem juízo.

Ouvindo: Iron Maiden - The Talisman
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

2 comentários:

Fausto Albertoni disse...

A principio parecia ser interessante e bem humorado ver a participação de Ciri em Cyberpunk, mas considerando o comportamento da comunidade, é compreensível que o estúdio queira criar a maior distância possível entre os títulos.

Eu mesmo vi pessoas dizendo que alimentaram a idéia de que Cyberpunk deveria ser um sucessor a The Witcher, e que se sentiram traídas pelas diferenças entre os títulos. Esse pensamento não é um caso isolado. Infelizmente.

Aquino, sei que vou ser apedrejado por isso, mas vamos lá: Salte The Witcher, e vá logo para o 2. O primeiro só joguei até uma certa parte por conta das mecânicas nada cativantes, mas com relação ao enredo, tive a mesma sensação que as continuações, onde o jogador parece sempre ter pego o bonde andando.

C. Aquino disse...

Estava mesmo pensando em pular o primeiro...

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

Deathspank