Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

21 de novembro de 2017

Jogos de Guerra

operation-overmatch-header

Oito jogadores de um lado, oito jogadores do outro disputando um mapa urbano em meio a protótipos de blindados e armamento moderno. Com certeza, você já viu esse tipo de jogo às dezenas em lan-houses ou em promoção no Steam. O que diferencia Operation Overmatch de seus similares é que todos os jogadores são militares na vida real e seus dados de jogo estão sendo monitorados em tempo real pelas Forças Armadas dos Estados Unidos.

O objetivo aqui não é subir de nível, ser o melhor do ranking, coletar caixas com itens aleatórios ou mesmo fazer amizades. O título multiplayer disponível apenas para uma seleta elite de jogadores tem como objetivo testar em cenários virtuais equipamentos e táticas que poderão ser utilizados amanhã em campos de batalha autênticos.

Essa não é a primeira investida da maior potência militar do mundo em jogos eletrônicos, mas enquanto America's Army, sua empreitada mais famosa, é claramente uma ferramenta de recrutamento para suas fileiras e focada nos novatos, Operation Overmatch foi projetado do zero para quem já tem experiência com a linha de frente e busca usar a linguagem dos jogos para emergir novos parâmetros e experimentar tecnologias que podem ou não sair dos laboratórios.

Cada movimento do mouse, cada tecla apertada, cada interação disparada no serviço de chat interno é guardada e analisada. Cada decisão tomada em fração de segundos é um bit de dados que ajudará a moldar tendências e investimentos na guerra real. Por enquanto, apenas 1000 militares participam das partidas fechadas (não se deixe enganar pelo formulário de cadastro - a menos que você possua em endereço de email das Forças Armadas dos Estados Unidos, seu pedido será rejeitado). Mas a meta é chegar a dezenas de milhares em um futuro próximo e desenvolver um panorama geral de como esses soldados e comandantes se comportam dentro da arena virtual.

Para William Hix, um dos generais envolvidos na criação do jogo, Operation Overmatch é uma reversão do que costuma acontecer com projetos do Departamento de Defesa: ao invés de cientistas e engenheiros ditarem como os soldados devem empregar as tecnologias em desenvolvimento na linha de frente, serão os soldados que oferecerão uma visão holística da empregabilidade de novas tecnologias, pautando a partir daí o que deve ou não ser financiado pelos cofres públicos. Em outras palavras, é um sandbox, onde protótipos de armas e veículos que ainda não estão fisicamente prontos são testados em situações de combate.

operation-overmatch

Usando física realista, os jogadores podem customizar seu equipamento e blindados com artefatos em desenvolvimento e verificar sua eficácia. Um dos objetivos que pode ser alcançado com o projeto é a oportunidade de customizar equipamentos na vida real de acordo com situações e cenários. Os resultados obtidos com o sucesso de Operation Overmatch podem mudar a forma como o Departamento de Defesa se relaciona com a indústria de armamentos e cortar os custos da produção de protótipos físicos que acabariam se mostrando inúteis ou rejeitados para uso pelos soldados e comandantes.

Com a ainda baixa quantidade de dados coletados das partidas, as empresas que estão encarregadas de produzir as análises e fluxos de comportamento nos cenários estão se baseando na estrutura de jogos comerciais, como Dota 2, para criar perfis de jogadores. Quando expandir a base de usuários de Operation Overmatch, seus criadores esperam comparar os modelos e ver se as mesmas conclusões se aplicam.

operation-overmatch-02

Por enquanto, o título está em fase alpha e sua proposta ainda é embrionária, se plausível. Guerra é guerra, jogo é jogo e o comportamento do homem muda claramente quando as balas estão voando e o permadeath é uma certeza, mas o alto escalão parece confiante no projeto. Quem vai pedir pra nerfar o poderio norte-americano?

Ouvindo: Inocentes - Garotos do Subúrbio
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

2 comentários:

Marcos A. S. Almeida disse...

Full Spectrum Warrior (PS2, PC e XBOX) também foi um jogo criado para treinamento militar. Acho interessante o investimento em treinamentos alternativos como esse,para os soldados.Esse jogo do texto é uma evolução natural dos anteriores já que o avanço tecnológico possibilita uma melhor e mais eficiente obtenção de dados.

disse...

como o proprio resumo do projeto diz, é uma boa ferramenta para eliminar ideias que não iam dar certo antes de investir milhões nela. Taca uma VR nisso e temos algo bem bolado

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell