Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

27 de novembro de 2016

Jogando: Lifeless - Parte 2 (Vida Inteligente)

LIfeless

Depois de minha investida inicial em Lifeless, se passariam vários dias até surgir a oportunidade de retornar ao jogo. A curiosidade me impelia, sentia que o título desprovido de vida produzido pelo GMG poderia guardar surpresas.

Não poderia estar mais certo.

Escolhi um servidor onde já havia um indivíduo jogando, esperançoso de fazer um contato amistoso. Ainda assim, fiquei chocando quando o encontrei por acaso na base de nossa facção. Depois de quase três horas de jogatina, era mesmo possível esbarrar em outro jogador. Aproximei-me com cautela, comentei que era a primeira vez que via outro ser humano por ali (o que não deixa de cair como uma luva na atmosfera do jogo, mas certamente é uma pesada decepção sobre a cabeça dos desenvolvedores). Ele comentou que era assim mesmo e, sem disser mais palavras, formamos uma aliança dali para frente.

Meu aliado desconhecido estava armado com uma metralhadora, minha meta de ascensão em Lifeless. Surpreendentemente, ele tinha uma reserva e me deu minha primeira metralhadora, um elegante fuzil da OTAN. Sem balas. Mas é estranho pensar que minha primeira interação em um jogo de sobrevivência multiplayer, caracterizados pela brutalidade e a mentalidade "mundo-cão", tenha sido justamente um gesto de solidariedade.

Encontramos balas e continuamos explorando a área inicial do jogo, onde a densidade de zumbis é baixa em comparação com outras áreas. Logo encontramos munição para minha arma, mas isso não ajudou muito. Dei-me conta que o lag de um ping de 239 (o ideal é abaixo de 100) torna o ato de mirar e atirar um exercício de adivinhação. Não havia notado a fúria do lag antes por usar armas brancas e balançá-las incessantemente até meus inimigos caírem. Enquanto meu aliado acertava tiros precisos na cabeça dos zumbis, eu dava sorte de acertar o tronco aqui e ali.

Foi talvez meia hora durante a qual consegui entender o potencial de um jogo desses, se jogado com amigos. Dois camaradas sobrevivendo em um mundo hostil, toca aqui, parça e tudo mais. Ele matava, eu dava cobertura, ele entrava nas casas, eu fechava a porta atrás. Quando reclamei de sede, ele me arranjou uma garrafa de suco.

Lifeless - Aliança

Mas Lifeless não é um título livre de idiossincrasias. Encontramos um modelo de jogador travado em um banheiro de braços abertos, completamente estático, completamente sem explicação e completamente assustador, pelos motivos errados. Vimos um terceiro jogador entrar no servidor, entrar na casa em que estávamos explorando, trazendo um zumbi em perseguição. Matamos a criatura. O jogador, sem camisa, mas vestindo um capacete de motoqueiro, correu pela mesma porta que entrou sem dizer nada. Nunca mais o vimos. Em outro ponto, encontramos uma colher flutuando no ar, meio metro acima da terra de um terreno baldio. Balas não atravessam uma janela para acertar criaturas do lado de fora. Mas uma espada, sim.

Quando meu aliado partiu, me deixou no meio de uma cidade lotada de zumbis. Com o coração na mão, consegui fazer o caminho de volta, esbarrei em outro jogador, que atirou em mim, apesar de sermos da mesma facção e seus tiros não surtirem efeito. De volta à base, saí do jogo.

Retornei horas depois, na esperança de reencontrar vida inteligente. Não havia ninguém em nenhum dos servidores.

Lifeless - Ninguém

Entrei assim mesmo. Depois de um bom tempo apenas me esgueirando, fui devorado por zumbis.

Minha jornada por Lifelesss agora finalmente se aproxima do fim.

Ouvindo: UK Subs - Rockers (single version)
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

3 comentários:

Shadow Geisel disse...

Por que você não cria um grupo do Retina, Aquino?

C. Aquino disse...

Segundo o Steam, só UM de 385 amigos possui o jogo. E não me vejo convencendo mais pessoas a pagarem por esse jogo... :P

Fausto Albertoni disse...

DayZ (mod) foi meu primeiro contato com o universo de jogos online. Participava de um servidor privado, e ao contrário da lógica inerente a este tipo de jogo, vivenciei expoentes de lealdade, honra e camaradagem de forma latente.

O problema não está no jogo, mas sim nos jogadores.

Infelizmente, um ping desse compromete a experiencia do jogador. Porém, fiquei muito tentado a experimentar Lifeless.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Tooth and Tail