Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

15 de outubro de 2016

Jogando: BattleBlock Theater

BattleBlock Theater 05

Era uma vez um sujeito que borrou as calças até morrer.

Tenho certeza de que todas as coisas divertidas que BattleBlock Theater nos proporcionou em 25 horas de jogatina, esse simples, hilário e ilustrado(!) fato da história do jogo será aquilo que meu filho guardará melhor em suas lembranças pelos anos que virão. Na verdade, ele está mencionando essa parte agora mesmo pela milionésima vez. E fazendo a sonoplastia. Mas ele também irá se lembrar de todas as vezes em que me matou das formas mais sádicas e diversificadas possíveis, envolvendo empurrar para o afogamento, explodir com granadas, corroer com ácido, espetar em estacas e tacar fogo.

BattleBlock Theater é um jogo da Behemoth e apenas essa afirmação já deveria servir para você entender que BattleBlock Theater é insanidade destilada em forma de jogo. Em muitos aspectos, supera Castle Crashers. É uma metralhadora de humor aliada a uma forte jogabilidade de plataforma, com elementos de puzzle mais perto do final.

Na trama, um grupo de náufragos de um navio de luxo encalha em uma ilha controlada por gatos(!) antropomórficos, que administram um teatro(!!) onde seus prisioneiros são obrigados a participar de grotescos espetáculos de dor e destruição em tributo a uma figura possuída por um chapéu(!!!). Enquanto isso, um narrador hilário que parece ter tomado uma caixa de energético tenta apresentar uma história dramática, hiperbólica e repleta de instantes absurdos.

BattleBlock Theater 01BattleBlock Theater 06

A narrativa é a cereja do bolo de um título de plataforma que vai desafiar seus instintos. Meu filho tentou jogar sozinho e só conseguiu ir até determinado ponto. Na primeira tentativa, ele controlava pulos e movimentos e eu só apertava os botões das habilidades especiais, como armas e mexer na água para chamar o barquinho. Mas, felizmente, descobrimos a grata possibilidade de jogar de forma cooperativa, com dois personagens na tela e o jogo nos obrigou a jogar a campanha do zero.

De fato, a dois, é um outro título. Não apenas pela possibilidade de colaboração, como as habilidades de arremessar o parceiro ou coordenar esforços apertando botões. Mas, principalmente, pela chance de puxar briga com o parceiro de todas as formas possíveis, atrapalhar, sabotar, explodir e massacrar, rindo alucinadamente. Não ajuda a avançar a história ou o nível um milímetro, mas serve como fantástica válvula de escape para mapas mais complexos. E rende uns achievements... sabia que há uma conquista específica para quem mata o parceiro 50(!) vezes?

BattleBlock Theater 02BattleBlock Theater 04

Mas jogar de forma cooperativa também reduz a dificuldade. Não é necessário que os dois personagens atinjam determinado checkpoint, por exemplo. Se um dos jogadores chegar lá, o segundo, ao morrer, será ressuscitado ao lado do aliado, um recurso que utilizamos muitas vezes quando um de nós não estava conseguindo passar de uma parte difícil.

E, certa vez na história desse blog, escrevi que meu filho em algum momento me superaria em plataforma. BattleBlock Theater é a confirmação de que, aos nove anos, esse momento já passou e eu nem me dei conta. Usando um controle de PlayStation genérico ele certamente abriu muito mais caminhos nos níveis do que eu.

Também não dá para falar desse jogo sem elogiar o excelente trabalho da trilha sonora, que evoca o mundo do circo e do teatro vaudeville, que se encaixa como uma luva tanto no aspecto cômico de BattleBlock Theater como nos seus sutis elementos macabros. Ao final da jornada, novamente fomos brindados com outro vídeo de conclusão digno da mente perturbada da Behemoth. E aprendemos que é muito importante prender as suas calças para que elas não caiam.

Para nossa imensa felicidade, descobrimos que o jogo tem um editor de níveis e uma imensa comunidade de criadores no Steam. A campanha foi concluída. Mas o espetáculo não pode parar.

BattleBlock Theater 03

Ouvindo: E Nomine - Seance
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

3 comentários:

C disse...

Uma das coisas que eu mais gosto no site é que voce fala sobre jogos bem menos mainstream, como esse. Será que poderia fazer uma lista de recomendações de jogos coop divertidos menos populares, como esse BattleBlock?

C. Aquino disse...

É um pecado que BattleBlock e todo o trabalho da desenvolvedora The Behemoth não seja mainstream! O talento deles é equiparável ao de uma Sega ou de uma Ubisoft, com seus Sonic e Rayman.

Meu filho e eu estamos descobrindo os jogos cooperativos agora, então ainda é cedo para sugerir uma lista. Mas eu ficaria de olho em Trine e na série Rayman. O jogo Cloudy With a Chance of Meatballs (adaptação do desenho "Está Chovendo Hamburguer") é uma ótima pedida também, embora não tenhamos jogado na época em modo cooperativo. Mas é um jogo que diverte mesmo solo, imagino que em dupla deva ser ainda melhor.

Para um público adulto, não posso deixar de citar Killing Floor e Killing Floor 2, que são cooperativos online (não local).

C. Aquino disse...

Cloudy With a Chance of Meatballs não vende no Steam, mas você pode encontrar no Gamersgate: br.gamersgate.com/DD-CWCM/cloudy-with-a-chance-of-meatballs?caff=3794181

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Paladins