Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

11 de maio de 2015

Jogando: Neverwinter (Parte 2) - A Tumba do Relógio

Depois de um final de semana imerso em Neverwinter e odiando do fundo da alma a região do Neverdeath e suas missões infinitas, gravei um vídeo da Clockwork Tomb. Por acaso, acabou sendo minha última missão na área, então também funciona como uma despedida. O vídeo ficou com 23 minutos, mas é porque a tumba é grande mesmo, maior que a média no jogo.

Uma das melhores coisas de Neverwinter, um MMO que vem me surpreendendo até agora, é o Artefato que convoca um lojista sabe-se lá de onde. Para um título caracterizado por uma boa quantidade de loot em um gênero onde o loot é a lei, não existe nada mais cômodo do que estalar os dedos e ter um lojista ali do deu lado para comprar tudo que está lotando seu inventário e ainda vender uns itens de primeira necessidade. Se eu for atacado durante a transação, o lojista ainda manda uma magia violenta que provoca dano nos inimigos. Deixa eu ser um rato coletor em paz!

Confesso que entrei na Tumba do Relógio esperando enfrentar o Dragão adormecido ali de igual para igual. Mas não saiu exatamente como eu imaginava.

Existe um evento onde é possível se associar com 15 jogadores (número recomendado) para derrotar um outro Dragão na mesma região. Cheguei para tirar foto do bicho, sem intenção de enfrentar. Mas o instinto falou mais alto e disparei uma flecha no maldito. Na verdade, desviar dos ataques da fera é relativamente fácil para um Ranger. O problema é que o Dragão se manifesta em uma área repleta de outros inimigos. Enquanto você desvia do bafo, esbarra em outros oponentes. Parei para me defender, fui calcinado pelo jato de ácido que ele bafeja.

Tive minha "vingança" em outra oportunidade. Um jogador vários níveis mais alto que o meu, com equipamento de primeira linha e muito mais estratégia estava enfrentando a criatura. Entrei para dar minhas flechadas. Pulei para o lado errado, fui vaporizado. Mas o outro jogador conseguiu matar o Dragão e o jogo computou minha "ajuda". Os prêmios realmente valem o risco.

Infelizmente, as duas últimas áreas de Neverwinter foram mais longas e cansativas que o começo do jogo, com histórias bem menos ricas do que aquelas apresentadas anteriormente. Já tenho um cavalo, três aliados, um Lojista de estimação e a manha de várias mecânicas. Falta agora recuperar o entusiasmo e sigo na torcida por uma trama mais satisfatória no próximo arco de missões.

Ouvindo: Eminem - Evil Deeds
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Nenhum comentário:

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell