Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

29 de abril de 2015

Jogando: Neverwinter

Neverwinter 12

Depois de Guild Wars 2, tive uma sequência infeliz de MMOs mal-sucedidos: Priston Tale (mas desse eu não esperava nada mesmo), Star Wars: The Old Republic (e desse eu tinha muita, muita expectativa) e, por último, Firefall (neutro entrei, neutro saí, um jogo sem personalidade).

Neverwinter veio para quebrar o combo e, talvez, se estabelecer como o vício de 2015.

Depois de uma cutscene caprichada de introdução, sou apresentado de cara com um jogo cujos gráficos não correspondem ao ano em que foi lançado. Para um título de Junho de 2013, ele perde feio para o belíssimo Guild Wars 2, de um ano e meio antes. Felizmente, o que a engine fraqueja é compensada pela equipe de modelagem que criou personagens detalhados e pela equipe de criação de ambientes, que trouxe toda a grandiosidade do universo de Dungeons & Dragons com esmero. Em outras palavras, Neverwinter é tecnicamente inferior, mas é cheio de charme.

Neverwinter 02Neverwinter 22

O sistema de combate é do jeito que eu gosto: você precisa prestar atenção no fluxo da batalha, realizar esquivas e manobras, ao invés de ficar plantado no mesmo ponto esperando o cooldown dos poderes. Aqui, seus ataques mais básicos já dão conta do recado, os poderes medianos recarregam muito rápido e seu grande poder que exaure toda a barra de ação é dispensável, podendo ser utilizado apenas nos momentos mais críticos. Basicamente, é um action RPG, mas sem os combos de entortar dedos que DC Universe Online exigia, por exemplo.

Escolhi a classe Ranger Hunter, por ter uma grande preferência por ataques à distância e me identificar com a filosofia da classe. Como costumo fazer, escolhi ser um Humano. Entre Meio Orcs, Dragonborns, Elfos, Drows, Anões e outros, fiquei no mais confortável. Adotei a mesma alcunha de Jak Karkaz, que me acompanhou em minhas aventuras pelo mundo de Guild Wars 2.

Neverwinter 01

O jogo vai te introduzindo a conta-gotas em sua complexidade. Até agora, contei cinco sistemas monetários diferentes. Obviamente, um deles envolve converter dinheiro de verdade em dinheiro do jogo, mas até o nível 22 não senti o peso do pay to win. Até aqui, não encontrei dificuldades em seguir apenas com o que a própria jogabilidade oferece e não gastei um centavo do meu suado Real.

Mas a complexidade não está presente apenas na compra de itens. Existem regras específicas para evolução de aliados, regras para encantamento, regras para dungeons, regras para invocações divinas, um minijogo que pode ser jogado no navegador e dá bônus para seus aliados, regras para criar itens novos... Neverwinter tem um mar de nuances e acredito que eu não vá seguir todas. Fiquei com a impressão de que quem compreender e explorar todas essas possibilidades vai poder desfrutar ainda mais do jogo sem precisar gastar. Felizmente, estas regras são bem explicadas e contextualizadas. E, se o público alvo do MMO é o mesmo pessoal que joga a versão física de Dungeons & Dragons, regras são a cereja do bolo.

O recheio deste bolo suculento está nas missões, que estão um patamar acima do "colete 5 flores para mim" ou "mate X Orcs e volte aqui". Há contexto em cada uma destas missões, mesmo as mais tolas, algumas reviravoltas, alguns personagens interessantes e tudo bem dublado (em inglês). É possível sentir simpatia por NPCs, algo raro de se ver em MMOs e até mesmo em alguns RPGs de sucesso no mercado.

Neverwinter 06

Felizmente, Neverwinter também privilegia outro elemento que não apenas é a isca certa para mim como também a da maioria dos jogadores de RPG de mesa: exploração. Boa parte das instâncias aqui tem segredos (e armadilhas) escondidos e que podem render um bom saque para quem tiver curiosidade. Recriadas com detalhes, algumas masmorras evocam bem o espírito do RPG de mesa. É possível até mesmo se perder em alguns mapas, algo que confesso jamais ter visto em um MMO. Para os mais inseguros, se perder é opcional, já que há um botão que ativa um rastro luminoso em direção ao seu objetivo. Que eu deixo desligado mesmo.

Outra funcionalidade que não vi ainda no mercado é a possibilidade de disputar missões criadas pela própria comunidade de jogadores! Em tavernas ou com os Harpers, é possível encontrar "rumores" ou "trabalhos" que foram desenvolvidos por GMs que são pessoas comuns como eu e você. Existem milhares delas, para diferentes níveis, com recompensas que são automaticamente niveladas pelo próprio motor do jogo, para que você não caia nas mãos de um sádico ou de algo que desequilibre sua evolução. Cada missão dessas é qualificada pelos próprios jogadores. Infelizmente, tive o azar(?) de escolher uma missão que não soube concluir e demorei um bocado para aprender onde ficava o botão de sair e voltar para a cidade principal (dica: há um ícone de Saída no canto inferior esquerdo do minimapa).

Neverwinter 16

Minha meta inicial era encontrar Minsc, o bárbaro falastrão de Baldur's Gate 2. Achei que precisaria chegar a um alto nível antes de esbarrar nele, mas ele aparentemente bate ponto em uma praça em Protector's Enclave, o primeiro bairro da cidade onde você começa sua aventura. Ele não tem muito a dizer por enquanto, provavelmente por causa da diferença gritante de nível (e altura) entre nós.

Neverwinter 18

Mas um dia... Karkaz e Minsc (e Boo) voltarão a combater o Mal lado a lado, nem que seja para relembrar os velhos tempos.

Ouvindo: Darkseed - Life
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

5 comentários:

MrLinx disse...

Não sou de curtir MMO's e até hoje não joguei nenhum que me prendesse, mais confesso que agora fiquei com vontade de pelo menos testar esse.

Continue nos contando sobre suas aventuras no jogo Aquino. ;)

Pablo Henricky disse...

Aquino esse jogo é free? Tem limite de dias e quando veremos você jogando Tibia, ou Ultima online?

estacado disse...

NW é bem bacana. Eu joguei muito quando foi lançado. Mas ele é o típico jogo que te da tudo no início, e no fim te tira e te deixa estirado no chão sem entender nada... Até o lvl máximo o jogo é acima da média, todos os pontos que você frisou são excelentes: é o melhor modo de combate que eu já vi em mmo, melhor que ESO, melhor que GW2... as lutas com os dragões nos finais de certas dungeons são muito boas. As quests são ótimas e tudo mais. Mas o end game... um P2W desgraçado. Um dos maiores que já vi. Se você não desembolsar grana, ficará atrás dos demais muito rapidamente. PVP sem dinheiro gasto é impossível jogar. Em Dungeons você não poderá fazer sempre porque no fim do jogo sobra poucas pessoas para grupos, te tiram do jogo se você não tem equip. suficientemente bom onde alguém que gastou uma grana para comprar equips. do jogo provavelmente entrará no seu lugar. Acho que estragaram bastante ele com isso, por isso que por hora não volto a jogar - mesmo com uma vontade imensa. Mas continue a jornada, o jogo até o end game é muito satisfatório.

*quando vai sair uma jogatina do site de KF2?

C. Aquino disse...

MrLinx, eu recomendo o teste! O jogo é gratuito mas sugiro paciência na hora do download. O cliente baixa bem rápido pelo Steam, mas o resto do jogo vem pelo servidor deles e demora um pouco.

Pablo, o jogo é gratuito sem limites de tempo. Tibia? Será que Priston Tale já não foi retrô o bastante? Ultima Online pode entrar no meu horizonte, se aparecer no Steam (havia um movimento nesse sentido) e for gratuito.

Estacado, na verdade fico aliviado com seu depoimento. Já testei alguns MMOs que eram exatamente o oposto: o novato que se lixe, o bom mesmo está no end game. O que você me descreve é bem parecido com o DC Universe Online onde você só sente o peso do dinheiro no finalzinho. Aí, será a hora de partir para outro!

Estacado, quanto ao Killing Floor 2, está nos meus planos, com certeza! Já tenho o jogo, mas depois do Beta o tempo me fugiu... cof cof Neverwinter... cof cof... um pouco.

Thiago disse...

Neverwinter é legal, foi um dos melhores MMOs que já joguei e com uma jogabilidade muito diferenciada. É dificil não se apaixonar pelo jogo, mas minha paixão foi quebrada pelo trabalho... Mal tenho tempo para jogar os jogos que comprei do Steam! Rsrs

Aquino, você pretende comprar aquele jogo brasileiro chamado Toren? Uma review sua seria muito bem vinda! rsrs

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell