Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

17 de fevereiro de 2015

Anachronox Vive!

Anachronox

Depois de muito prometer, o projeto Square Enix Collective finalmente liberou as joias da família para a legião de desenvolvedores independentes batendo em seus portões. A partir deste momento, qualquer um, literalmente qualquer um, pode apresentar um jogo baseado em Anachronox para a produtora sem correr o risco de levar um processo. Se os astros se alinharem, podemos ter um novo capítulo da saga de Sly Boots e sua trupe de esquisitos no horizonte.

Para quem não está entendendo nada, o Square Enix Collective é uma iniciativa da Square Enix (obviamente) para assessorar e apadrinhar desenvolvedores independentes. Na prática, significa que você leva seu projeto de jogo para eles, esse projeto é avaliado, aprimorado, aconselhado e, uma vez que esteja burilado e escolhido por votação da própria comunidade, é solto no Kickstarter com o selo de aprovação da produtora. A empresa não oferece ajuda financeira alguma, mas qualquer proposta que tenha passado por suas mãos e tenha recebido seu aval tem muito mais chances de obter confiança e sucesso no financiamento coletivo. Até o momento, 3 jogos chegaram neste fase e todos os 3 atingiram sua meta no Kickstarter.

Anachronox - Bar

Inicialmente, a Square Enix anunciou que antigas IPs abandonadas pela empresa estariam disponíveis para os desenvolvedores trabalharem. Quase dois anos se passaram sem que isso acontecesse e eu já tinha dúvidas se a produtora iria mesmo ceder suas propriedades para terceiros...

Mas agora é oficial: Anachronox, Gex e Fear Effect são as primeiras franquias da Square Enix (na verdade, da extinta Eidos) liberadas para uso em projetos do Collective. Outras podem fazer parte da lista no futuro, mas, por enquanto a produtora deseja ver qual será a resposta dos desenvolvedores.

Utilizar as marcas implica repartir mais os lucros com a Square Enix e um maior envolvimento da produtora no processo. Pelo uso da IP, o desenvolvedor se compromete a pagar 10% do faturamento para a Square Enix. Em contrapartida, tem a garantia de distribuição. Embora deva pagar outros 10% do faturamento pela distribuição, totalizando 20% das vendas, o que não é uma fatia tão grande a se pagar pelo público que cada uma destas franquias deve atrair.

A Square Enix não está necessariamente atrás de continuações diretas das séries cedidas. Na verdade, eles afirmam que "adorariam ver diferentes abordagens dessas franquias" e citam como exemplo um eventual jogo de estratégia por turnos inspirado em Gex. Então, não se espante se todo o hype terminar em um MOBA de Anachronox.

Anachronox - MOBA

"Como assim, um MOBA?!"

Obviamente, alguém tinha que perguntar a Tom Hall, o criador de Anachronox e um dos mais interessados em uma continuação, se agora vai ou não. O bondoso mestre, que ainda não se afastou da indústria de jogos, não escondeu que a possibilidade existe: "então sim, possível, trabalho pra caramba". Talvez seja uma semente, principalmente, se considerarmos que ele conversava com outra lenda viva, Chris Avellone, um fã confesso do jogo.

Seja nas mãos de seu pai ou na mão de novas mentes, para o bem ou para o mal, o fato é que Anachronox voltou. E já era tempo.

(dica do @doriprata, valeu!)

Ouvindo: Record of Lodoss War - Five Hundred Year Battle
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

10 comentários:

José Guilherme Wasner Machado disse...

Será que os desenvolvedores precisam pagar royalties sobre as vendas?

C. Aquino disse...

Sim, 10% pelo uso das marcas.

José Guilherme Wasner Machado disse...

Putz, então é o melhor negócio do mundo para eles (Square Enix)... não se arriscam absolutamente nada, não gastam um tostão, tem poder de veto, e se o jogo for um sucesso, ressuscitam uma IP morta para eles. Basicamente, eles entram com o AU, e o desenvolvedor entra com a UNDA. :)

José Guilherme Wasner Machado disse...

Aliás, perdão pela minha pergunta idiota... se eu tivesse lido com um pouco mais de cuidado, a informação estava toda lá no texto (em minha defesa, li no smartphone).

Fausto Albertoni disse...

Bom, a Square não faria isso de graça, mas no fim das contas, só o fato delas estarem dando essa permissão, já é um passo positivo.

Talvez a ousadia Indie, possa levar novos ares as futuras produções de um estúdio grande como esse.

Shadow Geisel disse...

Produzir é o o máximo que a moribunda (intelectual, não financeiramente) square Enix consegue fazer atualmente.

Shadow Geisel disse...

Produzir é o o máximo que a moribunda (intelectual, não financeiramente) square Enix consegue fazer atualmente.

Eder R. M. disse...

Woohoo! \o/

José Guilherme Wasner Machado disse...

Eu gostei BASTANTE de Deus Ex: Human Revolution. Tá, os méritos aí são mais dos desenvolvedores, mas é um dos bons títulos recentes (bem, nem tanto) da Square Enix.

Eu gostaria bastante de ver um novo Anachronox, mas esta não é uma das marcas mais conhecidas... um desenvolvedor independente talvez prefira investir seus esforços numa IP inédita e própria, onde não tenha que dividir os lucros de seu trabalho suado. Sem falar que, se ele for muito bem sucedido e a franquia se tornar um sucesso, dificilmente ela permanecerá em suas mãos no futuro. Mas não sei. Vamos ficar na torcida...

C. Aquino disse...

Meu sonho é que esses "indies" sejam o próprio Tom Hall, mais Brenda e John Romermo, como o trio se uniu anos atrás em um mal-fadado Kickstarter. Ou qualquer outra combinação que envolva Tom Hall (+ inXile seria outro sonho).

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Regalia