Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

27 de agosto de 2014

Prepare a Pipoca

Sem aviso prévio, o serviço de distribuição digital de jogos GOG começou hoje a vender também filmes completos. E, como é o mantra da empresa desde seu início, sem qualquer tipo de DRM.

GOG - Movies

Por enquanto, são apenas documentários independentes, alguns sobre jogos, outros nem tanto, com preços que começam em seis dólares e podem chegar a 15 dólares, quando os descontos acabarem. Salgado? Talvez, mas não se considerarmos que não estamos alugando os filmes, mas comprando o direito de baixar e fazer o que quiser com eles. Sem DRM quer dizer sem ninguém lhe dizendo como, onde nem quando você pode assistir.

O GOG não chega a ser o pioneiro nesse sentido, uma vez que o Steam já distribui, timidamente, alguns filmes, como o Indie Game: The Movie e até um curta de terror, por exemplo. Entretanto, uma investida em larga escala deste nível de uma loja virtual antes dedicada a jogos eletrônicos? O GOG deu o primeiro passo.

Os poloneses garantem que a brincadeira não irá ficar restrita aos filmes do chamado cinema autoral ou documentários. "Nossa meta é oferecer a você clássicos do cinema assim como algumas séries de TV favoritas de todos tempos sem nenhum DRM".

Mas será que os ancestrais tubarões da indústria do cinema irão concordar com uma loja que vende seus produtos sem nenhum tipo de controle ou válvula contra a pirataria? Segundo o GOG, eles estão prestes a morder a isca. Em entrevista ao Kotaku, os grandes estúdios já foram contatados, já estão estudando a possibilidade e admitem que até agora o DRM não surtiu efeito algum na redução das cópias ilegais. Um passeio pelo The Pirate Bay ilustra essa verdade em poucos minutos.

DRM nunca resolveu. Soluções draconianas que limitam, assustam e oneram o consumidor legítimo são tratadas como foco de piada no submundo da pirataria e qualquer camelô de praça pública nos grandes centros urbanos sequer sabe o que significa a sigla e segue sua vida vendendo DVDs gravados com os últimos lançamentos. "A indústria inteira sabe que DRM é apenas um truque de fumaça e espelhos e não funciona, então por que não abandoná-lo?", pergunta o próprio GOG ao Kotaku.

No anúncio oficial do serviço, o GOG declara que os gigantes de Hollywood gostaram da ideia, mas não querem ser os primeiros a aparecer na loja. O medo do risco prevalece. Mas os poloneses arriscam. Mais uma vez.

Para uma empresa que nasceu justamente no mercado informal da pirataria, vinte anos depois ela traz a resposta óbvia para um antigo dilema e a promessa de um futuro digital unificado onde o consumidor é respeitado.

Ouvindo: Dead Kennedys - Buzzbomb
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

2 comentários:

Ed. R. M. disse...

Viva ao GoG!

Abaixo o DRM!

Raphael AirnMusic disse...

Eu gostei da iniciativa, finalmente vou assistir indie game, depois de trocentas recomendações. =)

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Regalia