Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

12 de agosto de 2014

Minecraft - Notas de Viagem

Quando sentei para escrever minha análise final de Minecraft, eu tinha uma lista mental de itens para comentar, mods para sugerir, detalhes técnicos e impressões. Depois do segundo parágrafo, joguei tudo pro alto e resolvi fazer um texto que tentasse apenas capturar o lirismo da narrativa emergente que o jogo possibilita.

Acredito ter conseguido, ainda que várias histórias tenham ficado de fora como o cachorro ladrão de trem, o Mar das Torres, as tensas madrugadas na Pedra do Caçador, a busca incessante por gatos do mato ou a perturbadora Ilha Cogumelo.

Entretanto, Minecraft ainda merece algumas considerações finais.

Cartografia

Existem diversos programas para gerar mapas das áreas exploradas de Minecraft. Utilizamos o Minecraft Overviewer que roda por fora do jogo e gera mapas que podem ser navegadas da mesma forma que o Google Maps.

Fiquei tentado a publicar online os arquivos da minha exploração, mas a pasta total do mapa gerado pelo Minecraft Overviewer tinha mais de 3GB!

overviewer

Não é o meu mundo. Mas o cara que construiu aquelas duas pontes ali tem uma paciência infinita!

Ao instalar mods no jogo, esbarramos em um problema técnico: nenhuma alteração do jogo pode afetar terreno já explorado. É o que impede, por exemplo, que um mod destrua aquele castelo que você levou meses para construir. O mesmo vale para atualizações da própria Mojang ao código de Minecraft: qualquer paisagem nova, animal novo, bloco novo, só poderá aparecer em um lugar que ainda não foi visitado, que ainda não foi gerado e armazenado no diretório do jogo.

Exploradores que somos, meu filho e eu, nos vimos em uma situação complicada: para cada mod instalado, era necessário viajar uma longa distância para ver as novidades.

Para administradores de servidores, esse é um problema bastante grave: o tamanho do mapa vai crescendo quanto mais os jogadores vão explorando e gerando arquivos permanentes. Lembram quando eu ofereci o meu mapa em Março para download? O arquivo compactado tinha 71Mb. O mais recente backup tem mais de 800Mb. Para servidores com vários jogadores, esse tamanho pode ser bem maior, o que dificulta a manutenção e o armazenamento.

overviewer1

Os "caminhos de rato" no servidor feitos por exploradores. O tamanho total do mapa é de 35GB neste exemplo

Procurei por meses a fio uma forma de contornar esse problema, de resetar as áreas que já tinha visitado no Minecraft sem afetar as áreas onde algo foi construído. Teoricamente, pode ser feito manualmente com o MCEdit e a função purge, que devolve as áreas visitadas ao seu estado natural, antes de serem geradas pelo algoritmo. Mas, com um mapa gigantesco, a ideia de navegar por cada chunk e resetá-los no braço não era viável.

Felizmente, encontrei o Minecraft Map Auto Trim. Ele analisa seu diretório de mundo pedaço por pedaço em busca de blocos que não poderiam existir naturalmente sem a sua intervenção (como tochas, camas, hortas, baús etc.). Se um item a ser preservado é encontrado, ele ignora aquele chunk. Caso contrário, ele é apagado dos arquivos do jogo para ser gerado novamente somente quando você voltar lá, seja lá com quais modificações você instalou.

Funcionou como uma luva. Finalmente, tínhamos camelos na porta de nosso Reino e Elefantes não muito longe. Uma das minhas pontes foi cortada ao meio e novas vilas foram geradas onde antes não havia nada, mas voltamos a ter coisas novas para descobrir sem precisar realizar uma odisseia.

Trapaceando?

Para enfrentar o Dragão, o inimigo final de Minecraft, você precisa encontrar o portal para sua dimensão. Não dá para construir a passagem. Tem que achar. E eles só existem em fortalezas subterrâneas.

stronghold

Em todo mundo de Minecraft são geradas somente três fortalezas, entre 640 e 1152 blocos de distância do ponto onde você começa. É um raio estupidamente grande para sair cavando e procurando. Para isso, a Mojang criou um sistema onde você forja um item que flutua no ar por dois patéticos segundos e voa em direção à fortaleza mais próxima.

Mas o item é feito com dois itens raros que você extrai de criaturas perigosas. Depois de lançar o terceiro item no ar, só para vê-lo sumindo dez metros à frente de onde eu estava, procurei saber uma forma menos estressante de achar uma fortaleza.

E encontrei uma ferramenta online que te diz as coordenadas exatas de cada uma delas: Stronghold Finder. Não precisa nem instalar: é só fornecer o seed do seu mundo ou indicar o diretório onde seu mundo está salvo e ele diz com precisão onde escavar. O mesmo site também tem localizadores de Vilas, Templos de Deserto, Templos de Selva (raríssimos, só encontrei um em toda minha jornada - mas não foi usando o site) e outras estruturas.

Seguro Morreu de Velho

MCSaveDe vez em quando, Minecraft não carrega direito. Você insiste. O jogo fica irritado e carrega, carrega, sim, mas você está sem nenhum equipamento, nenhum ponto de experiência e de volta ao ponto inicial. Satisfeito agora?

Uma das grandes falhas de Minecraft é não ter pontos de salvamento. É um único save por mundo. Fez besteira? Aguente as consequências. O jogo sumiu com sua armadura de diamante encantada? Reclame com a Mojang.

Percebi que as alterações no mundo são permanentes e não tem crash que desfaça o que você construiu. A única coisa que você pode perder por causa de bug é aquilo que carrega no corpo. O que já pode ser uma grande perda, se você está voltando para sua base com 512 blocos de ferro quando o travamento acontece.

MCSave é um utilitário que salva automaticamente o seu progresso, em intervalos programados por você. Nunca mais perdi meu equipamento ou minha experiência, ainda que o aplicativo não salve sua posição no mundo.

Mais Mods

Na busca incessante por novidades (e "animais novos", meu filho sempre perguntava por "animais novos"), outros mods foram instalados além daqueles que já analisei aqui.

A lista a seguir é compatível com a versão 1.72 de Minecraft:

Mobmania: Acrescenta apenas quatro novos animais ao jogo (pinguins, ursos pandas, orcas e borboletas). As criaturas são bem modeladas. Cuidado com as orcas e com os pandas...

Project Zulu: Bem mais ambicioso que o mod acima, esse aqui adiciona uma penca de animais novos, monstros novos, estruturas novas e até algumas plantas novas bem interessantes. Outra grande vantagem é que ele é facilmente customizável editando-se os arquivos de texto de configuração. Contar mais, estragaria as surpresas. Acredito que ainda não tenhamos descoberto tudo que o mod oferece.

Piramide

Too Many Biomes: Esse é bem famoso e acrescenta novos biomas e estruturas ao jogo. Para quem já explorou demais as paisagens do Minecraft básico, é sempre bom ver novos terrenos.

Mo' Creatures: Se você procura por criaturas novas, esse é O mod. São tantos animais e monstros assustadores acrescentados ao Minecraft que ele fica parecendo outro jogo. Infelizmente, os animais não eram "capturáveis" com nossa Pokébola, o que tornou o mod incompatível com nosso projeto de zoológico. Para evitar conflito de geração de animais e aumentar as chances de encontrar animais que podiam ser capturados, desinstalamos depois de um tempo. Mas a noite, com os novos inimigos, é uma experiência aterradora com essa modificação.

Eterno Retorno

Por enquanto, meu filho e eu estamos dando um tempo de Minecraft. Ainda há muitos mods a serem explorados e um novo mundo está sempre ali ao alcance de um botão. Mas também há outros jogos e uma pausa se faz necessária.

Meu sonho é ver meu filho assumindo totalmente o controle do mouse e do teclado e construindo seus próprios objetivos, labutando muralhas, enfrentando desafios, pedindo ajuda, triunfando, minerando em busca de tesouros e emergindo com um sorriso no rosto, orgulhoso para me mostrar o que fez. Ainda estou falando de Minecraft neste parágrafo? Sim e não. Muitas jornadas e blocos ainda aguardam no horizonte.

Ouvindo: Dead Can Dance - The Host of Seraphim
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

4 comentários:

Edgar Menezes disse...

Olá Aquino, sempre tive uma grande curiosidade sobre Minecraft, mas devido os gráficos nunca tive coragem de baixar pra testar. Vale a pena mesmo?

Edgar Menezes disse...

Aproveitando gostaria de pedir dicas de games mundo aberto medieval, recentemente testei Rysen 3 mas não curti... Skyrim é minha paixão, mas queria testar outras opções. Algum para indicar?

C. Aquino disse...

Edgar, eu tinha essa mesma descrença, essa mesma dúvida em relação a Minecraft no passado. Terminei enterrando umas boas 100 horas no jogo e sei que ainda vou voltar. Sou suspeito para dizer se vale a pena ou não...

Sobre outros mundos abertos de fantasia medieval, eu recomendaria Gothic e Gothic 2, os primeiros (e até agora melhores) trabalhos da mesma Piranha Bytes que fez a série Risen. Ou então, recuar um pouco e tentar Oblivion ou Morrowind, da franquia Elder Scrolls. Dizem por aí que Two Worlds também vale a pena, mas ainda não testei.

Edgar Menezes disse...

Hum acabei pegando Minecraft e estou gostando do game, até é mais difícil dq esperada jogando no modo survivor. Gothic eu já ouvi falar mas não joguei ainda, já os antigos Elders Scrolls eu sou fã de carteirinha, espero um dia poder comprar uma coletânea gringa que vi com todos os 5 em edição especial.
No fim de semana resolvi tentar me aventurar no mundo de DayZ Stand Alone, vamos ver, as expectativas são boas!
Abraços!

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Tooth and Tail