Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

21 de maio de 2014

Batalha Virtual: Facebook vs Zenimax

Publicado simultaneamente no Código-Fonte:

A ZeniMax entrou hoje com um processo na Justiça americana contra a Oculus VR e seu fundador Palmer Luckey por apropriação indevida de segredos comerciais para criar seu capacete de realidade virtual.

De acordo com o processo aberto na corte do estado do Texas, a Oculus VR estaria utilizando tecnologia inventada pela id Software, desenvolvedora de jogos de propriedade da ZeniMax, para implementar o Oculus Rift. A acusação envolve “quebra de contrato”, “violação de copyright” e “competição injusta”. A ZeniMax está pedindo uma “grande soma” como indenização.

O embate entre as duas empresas começou após a saída de John Carmack da id Software para trabalhar em tempo integral na Oculus VR. O fundador da desenvolvedora de jogos e criador de clássicos como Doom e Quake, estava dividindo suas funções desde Agosto do ano passado, mas se afastou em definitivo da id Software em Novembro. Segundo a ZeniMax, Carmack teria levado tecnologia desenvolvida internamente durante seu período na id Software para a nova empresa.

John Carmack

John Carmack – o pivô da briga

O processo também acusa a Oculus VR de ter contratado diversos outros profissionais da ZeniMax que tinham acesso a informações confidenciais  e proprietárias da empresa e que estariam sendo utilizadas para o desenvolvimento do Oculus Rift. Para o CEO da ZeniMax, Robert Altman, “nós não podemos ignorar a exploração ilegal de propriedade intelectual que nós desenvolvemos e possuímos, nem tampouco iremos permitir que apropriação indevida e violações permaneçam sem punição”.

A ZeniMax enviou cartas para a Oculus VR semanas após a aquisição da empresa pelo Facebook, buscando um acordo extra-judicial. A Oculus VR respondeu publicamente as solicitações afirmando que “não há uma única linha de código da ZeniMax ou qualquer uma de suas tecnologias em qualquer produto Oculus” e que o código-fonte está disponível na íntegra online. A Oculus VR também insinuou que a ZeniMax só teria se manifestado sobre a suposta violação de copyright após a compra bilionária feita pelo Facebook.

Quando a ZeniMax adquiriu a id Software, em 2009, John Romero, há muito tempo longe da empresa, foi profético. Em 2011, eu já tinha percebido que a desenvolvedora de jogos fundada por Carmack e três amigos já não era mais a mesma.

Carmack acumulou a função de CTO na Oculus VR e CEO na id Software em Agosto do ano passado, enquanto ainda tocava o barco em sua empresa aeroespacial(?!). Não há mais de 24 horas no dia e algo teria que ser cortado de sua rotina. Surpreendendo a todos, o gênio matemático largou a própria empresa, depois de mais de 20 anos como o chefe e o porta-voz da id Software.

Em Novembro.

Somente em Maio, cinco semanas após o Facebook colocar 2 bilhões de dólares na mesa da Oculus VR, é que a ZeniMax resolveu se mexer e acusar o homem que REVOLUCIONOU os gráficos 3D de roubar seu próprio código e levar para a empresa rival. E o que a ZeniMax pede? Uma fatia do bolo. Uma gorda fatia do bolo.

Segundo a Oculus VR, Carmack saiu fora (da empresa que fundou e comandou por mais de vinte anos, não podemos esquecer) porque a ZeniMax mandou suspender a versão VR de Doom 3 BFG após a Oculus se recusar a dividir parte do faturamento do Oculus Rift. A ZeniMax também teria tentado impedir Carmack de seguir trabalhando com realidade virtual. Castrado nos corredores da sua própria desenvolvedora, Carmack teria jogado a toalha e jogado tudo para o alto.

A ZeniMax é um gigante, quase do tamanho de uma Activision ou uma EA, no mesmo patamar de uma Ubisoft. Mas desta vez pode ter escolhido um cachorro grande demais para brigar.

Ouvindo: Pavilhão 9 - Opalão Preto
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Um comentário:

Victor Luz disse...

Realmente é uma briga muito chata. Até onde todo mundo sabe, a ID/Zenimax nunca trabalhou num projeto de realidade virtual específico assim como o Oculus Rift. (Portar o Doom não conta).
Interessante foi lembrar da empresa espacial do Carmack e Googlear, vendo que ela não se chama UAC (a corporação do DOOM), mas Armadillo Aerospace.
Seria melhor (e mais hilário) ainda se o Carmack fosse atrás da tech de teletransporte. Talvez ele saiba que esse tipo de pesquisa tem seus perigos... ;)

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell