Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

28 de abril de 2014

Modificando: Minecraft

Tenho que aplaudir a criação de Notch, aquele sueco maluco que criou um jogo capaz de matematicamente gerar bilhões de cubos de forma coerente e que forma um mundo maior que o planeta Terra. Tudo isso em Java, uma linguagem que não costuma ser popular entre criadores de jogos e ocupando pouco espaço no disco. É tudo calculado em tempo real enquanto você vai explorando, então não tem uma geografia pré-renderizada guardada no seu HD. Essa geração procedural já seria fantástica em si, mas o fato do jogo também guardar todas as modificações que eu fiz no mapa original é ainda mais bizarro...

Minecraft

Era de se imaginar que um jogo que se originou da mente de um único programador e roda em uma linguagem de programação impopular fosse um emaranhado críptico de código que ninguém conseguiria mexer, uma equação de deixar doutores em matemática de cabelos em pé.

Mas não é. Minecraft é um dos jogos mais fáceis de modificar que existem.

Ou pelo menos é o que os milhares de mods dão a entender.

Manual de Uso

Assim como o próprio jogo, não há um tutorial global para te explicar como se instalam mods. Aparentemente, todo mundo na Internet já nasceu sabendo e esta informação primordial se perdeu. Com muita tentativa e erro, descobri alguns fatos. Estou longe de ser um veterano do jogo, então, encare estas informações como suscetíveis de erros e interpretações equivocadas.

Mo Villages

Primeiro, a Mojang está constantemente atualizando o jogo, implementando funcionalidades, corrigindo bugs, removendo o que não deu certo, alterando funções. Se isso é positivo para a comunidade que só usa o jogo como ele veio ao mundo, é meio catastrófico para quem usa mods. Porque um mod criado para uma determinada versão tem grandes chances de falhar miseravelmente em outra.

Atualmente, Minecraft está na versão 1.7.8, sendo que a vindoura 1.8 promete grandes mudanças. Raríssimos são os mods que se garantem nesta versão 1.7.8. Muitos são compatíveis com o 1.7.2 (que eu uso) enquanto a imensa maioria ainda está estagnada na versão 1.6.4 ou inferior. Felizmente, na opção Profile Editor, você pode dar um duplo-clique no seu perfil e alterar a versão que você deseja usar. De qualquer forma, guarde bem qual é a versão que você escolheu.

Segundo, a instalação de mods é infinitamente mais fácil se você utilizar um gerenciador. Alguns deles são até obrigatórios para determinados mods. Eu instalei e aprovei o Forge. Com este gerenciador, você passa a ter uma pasta chamada mods no diretório de instalação do Minecraft. Basta copiar o arquivo .jar do mod que você deseja para este local e o Forge toma conta do resto quando você iniciar o jogo. Qualquer dúvida na instalação com o Forge, é só seguir o tutorial.

Ruins

Terceiro, ainda assim, você pode ser surpreendido com um Minecraft que não abre. Faça como você faria (ou deveria fazer) com qualquer programa do Windows, extensão do Firefox ou Chrome: instale um mod de cada vez e veja se roda. Não instale três ou quatro de uma vez e tente adivinhar qual deles deu problema.

Quarto, não é porque o mod não deu problema que você terá resultados imediatos. Mods que alteram o cenário ou acrescentam novas criaturas/personagens geralmente só funcionam para áreas, chamadas de chunks, que você ainda não explorou. Por quê? Pelo o que eu entendi, os territórios são gerados em tempo real e, uma vez gerados, só podem ser alterados por você. Isso impede, por exemplo, que um mod destrua algo que você criou. Em contrapartida, áreas onde você nunca foi são geradas usando o algoritmo de criação daquele mundo somado com as alterações injetadas pelo mod. Se você explorou uma vasta extensão do seu mundo antes da instalação de um mod, como eu fiz, então prepare-se para andar muito antes de ver alguma novidade.

Village Taverns

Um efeito colateral é que, mesmo removendo o mod do jogo, as estruturas que ele porventura criar irão permanecer no mundo para sempre. A menos que você as ponha abaixo com picareta e dinamite, é claro. Então, não brinque com mods fálicos de proporções ciclópicas a menos que saiba o que está fazendo. Não, não foi o meu caso.

Seleção de Mods

Separando então mods que rodem em Minecraft 1.7.2; sejam compatíveis com Forge; não apresentem um erro inexplicável e sejam do meu agrado e do meu filho, não sobrou tanta coisa assim.

Eu tenho uma preferência por mods que complementem o jogo, sem alterar drasticamente sua atmosfera ou tornar fácil demais algo que seja complicado. Existe um mod para visão de Raio-X que deve funcionar maravilhosamente bem para encontrar o elusivo diamante, mas acho que tira a graça do jogo e nem instalei, por exemplo. Existe outro que adiciona armas da Segunda Guerra Mundial, Mechas e outros desvarios e aí já extrapola (e muito) a proposta de Minecraft, na minha visão do jogo.

Há uma lista bastante abrangente de mods, divididos em versões em http://modlist.mcf.li/.

Enfim, os que tenho instalados são:

Warp Book: insere um artefato de teleportação no jogo. Permite "marcar" lugares no mundo para onde é possível viajar instantaneamente. Quando se tem um Império que precisa de mais de uma hora à cavalo para ser cruzado de ponta a ponta, este mod se torna essencial. Funciona com o Ender Pearl, que não é nada fácil de se obter, então, você provavelmente não marcará muitos destinos. Ironicamente, perdi meu Warp Book em uma luta longe de casa e já estou há mais de uma semana sem revisitar as vilas que encontrei...

Village Taverns: incrementa as vilas que você encontrar com novos prédios. As novas vilas poderão ter uma taverna de dois andares, onde os aldeões se reúnem para conversar naquela língua louca que eles tem, uma padaria com fornos e um padeiro e dois tipos de estábulos, um para ovelhas e outro para cavalos.

Custom NPCs: esta é uma modificação que pode descambar fácil para a trapaça, se usada sem qualquer critério. Basicamente, cria uma ferramenta que permite que você gere qualquer tipo de NPC, de diversas raças e funções. É uma excelente modificação para quem está desenvolvendo aventuras customizadas para outros jogadores. No meu caso, utilizei apenas para criar alguns guardas para proteger minha base principal e as aldeias que eu "pacifiquei". Mas o potencial deste mod é imenso.

Inventory Tweaks: Cansado de arrumar seu inventário toda hora? Cansado de ter que trocar manualmente de ferramenta quando quebra uma? Esse mod simples e direto resolve esses dois problemas.

Lots o Mobs: De longe, o mod preferido do meu filho. Em torno dele, mudou toda nossa estratégia em Minecraft. Uma vez que ele adiciona uma grande quantidade de novos animais ao jogo, passamos a nos dedicar a capturá-los e trazer para nosso "zoológico". Como alguns animais são específicos de certos biomas, eles se tornaram nossa desculpa para longas expedições.

Lots o Mobs

Nosso zoológico

Mo Villages: Adiciona mais algumas vilas ao jogo, em biomas onde elas não costumam aparecer e com um visual que reflete o cenário ao redor. Atenção para o arquivo de configuração que fica em \.minecraft\config\MoVillages ou você pode acabar com mais vilas do que gostaria de ver. Eu ajustei o meu para ter a mesma chance de formação do Minecraft normal.

Pokeball: E como você acha que eu e meu filho estamos montando um zoológico? Indo até as vastidões distantes e puxando um animal pela corda ou trazendo ele com comida na mão? Não, com este mod, você pode capturar qualquer mob do jogo dentro de uma Pokebola(?!) e soltá-lo muito depois. Aviso: todos os metadados do mob capturado são apagados. O que isso significa? Um cachorro capturado volta a ser lobo quando solto, um cavalo treinado com sela e armadura perde tudo quando capturado e solto, um burro reseta para cavalo e assim vai. Foi deste jeito que eu perdi a minha preciosa armadura para cavalo de diamante

Use por sua conta e risco:

Battletowers e Ruins foram criados pelo mesmo modder, com o mesmo propósito: adicionar novas e desafiantes estruturas ao mundo do jogo. O primeiro insere colossais torres repletas de inimigos, spawners de monstros e tesouros, além de um "chefe" no final. O segundo introduz uma ampla variedade de ruínas, prédios, navios, balões e o que mais couber na imaginação. Os dois tem exatamente o mesmo problema: acrescentam suas estruturas quase que uma ao lado da outra, "poluindo" a paisagem.

Battletowers

Battletowers, Battletowers everywhere...

Tentei configurá-las para que a frequência de spawn fosse bem pequena, mas falhei miseravelmente em ambos os casos. Como resultado, tenho áreas inteiras do meu mapa tomadas por prédios.

Ouvindo: Misfits - Death Ray
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Nenhum comentário:

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell