Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

9 de novembro de 2013

Left 4 Dead 2: Volta ao Mundo

Warcelona 04

Da mesma forma em que explorei o subterrâneo dos mods no primeiro Left 4 Dead (Parte 1 | Parte 2), resolvi descobrir o que a comunidade tinha preparado para o segundo apocalipse zumbi da Valve. A qualidade continua alta e me levou para uma volta ao mundo...

De Volta à Zona

O que pode ser pior que o levante dos mortos-vivos? O levante dos mortos-vivos na Zona de Exclusão de Chernobyl.

A ideia insana de Dniepr: Life Is Not A Bed Of Roses é visitar Pripyat e seus arredores ao mesmo tempo em que se tenta fugir dos zumbis. Para um fã de S.T.A.L.K.E.R. como eu, a proposta tinha um apelo especial.

Infelizmente, a GSC Game World demorou sete anos para entregar sua recriação da Zona, com uma equipe de mais de 100 pessoas. Não seriam os modders capazes de repetir a façanha, com todo o seu talento ou dedicação. O que temos aqui são quatro mapas conectados, onde apenas um tem uma vaga semelhança com a Pripyat vista anteriormente.

Dniebr 05

O primeiro mapa traz as ruínas de um shopping center, bem mais aterrador e decadente do que aquele que aparece na campanha oficial Dead Center. Temos aqui um modelo novo de puzzle onde você tem que encontrar três fusíveis espalhados pelo lugar antes de conseguir abrir uma grade que leva à saída. É uma boa ambientação, suja e escura. Pena que a criatividade não se repete e o mapa seguinte é uma construção e pátio de fábrica já vistos milhares de vezes antes e que poderiam estar em qualquer lugar do planeta. O terceiro mapa finalmente nos leva para algo que lembra S.T.A.L.K.E.R., com algumas áreas abertas, um alvorecer magnífico e um condomínio residencial assustador. Se você se afastar do caminho, irá entrar em áreas radioativas e perder vitalidade!

Dniebr 04 Dniebr 07

O quarta e último mapa é um desafio à paciência. Uma jogabilidade nova exige que você acerte caixas de explosivos para abrir caminho para o caminhão de resgaste, ao mesmo tempo que planta minas de C4 em paredes para abrir caminho para você. E acredite, está melhor explicado aqui na frase anterior do que dentro do jogo. Sem uma consulta a um fórum, foi impossível não ser dizimado aqui. Novamente, há muito pouco aqui que sirva para identificar Pripyat.

Download (615MB)

"Eu Deixei Meu Coração em San Francisco"

Em Day Break, você irá se aventurar pelas ruas ensolaradas de San Francisco. As tradicionais ladeiras não estão presentes, sobrando para a Golden Gate a missão de trazer um cartão-postal para o mod.

Daybreak 01

Para quem curte cenários urbanos e guarda Dead Center entre suas campanhas favoritas, aqui temos um prato cheio. Ruas lotadas de carros abandonados, interiores de casas tomadas pelos mortos, fuga por cima de grades de arame e uma batalha na praia. O objetivo é alcançar a ponte, um mapa quase tão hostil quanto o mapa final de The Parish. Atenção para o que atingiu o monumento famoso no meio: um transatlântico desgovernado.

Daybreak 04

A batalha final acontece na Ilha de Alcatraz, durante a noite, e traz uma recriação modesta da infame prisão desativada. No cômputo geral, é uma campanha fácil com algumas paisagens interessantes. Mas faltou criatividade.

Download (116MB)

Zumbis do Sol Nascente

Temos aqui um mod que deveria servir de exemplo para a indústria de jogos: ao invés de trazer os já manjados mapas ocidentais e suas cidades que todos nós já cansamos de ver, ele nos apresenta o Japão. Yama traz uma recriação caprichada, que começa em uma grande metrópole e passa por vilarejos do interior e templos budistas. Pena que escorrega no final.

Yama 04

O primeiro mapa é um choque sensorial, como deve ser para qualquer um de nós que nunca teve a oportunidade de visitar a terra do Sol nascente. Cartazes luminosos nas ruas, caracteres estranhos, máquinas automáticas por todos os lados, muito neon, muitas cores. Se não fosse pelos zumbis, seria o momento de parar e admirar as minúcias colocadas pelos seus modders. Senti-me como Bill Murray em Encontros e Desencontros, mas a companhia não era nada agradável. Este estranhamento também se reflete na dificuldade de se encontrar o caminho certo: há muitas vielas, escadas e recantos que não levam a lugar algum.

Yama 07

A transição para o subúrbio e para o campo é suave. A qualidade da simulação continua caprichada. Em um dos templos, pela primeira vez, vi um par de katanas colocadas dentro do contexto em Left 4 Dead 2. Este também é o mais balanceado dos mods vistos aqui.

Yama 06

Após atravessar uma mina rapidamente (e ficar feliz de ver que seus criadores não cederam à tentação de fazer um nível inteiro dedicado a ela, para não descaracterizar a ideia principal), chegamos ao último mapa. Mas tanto a criatividade quanto o detalhismo parecem ter se esgotado antes. O ambiente é um hotel abandonado, mas está abandonado faz tanto tempo que não há mais nada nele que tenha qualquer característica, oriental ou ocidental. Parece uma estrutura tomada pelo mato qualquer, com paredes desmoronando. E há erros por todo o cenário, grandes letras vermelhas que forma a palavra ERROR onde supostamente deveria estar um modelo ou textura. É um problema que já tinha aparecido antes no mod, mas aqui se destaca mais.

Download (321MB)

Muertos-Vivientes

Para os amantes do futebol, este é o primeiro e provavelmente único mod a trazer zumbis vestidos com a camisa do Barça. Por que Warcelona é totalmente ambientado na cidade-sede do time mais famoso do mundo (há controvérsias). E é de longe o mod mais difícil do lote.

Warcelona 03

Sua jornada aqui começa em uma igreja abandonada gigantesca, onde se ouve o lamento lúgubre de um bebê e existem alguns modelos que não são mortos-vivos, mas dão medo mesmo assim. E este é só o começo... Da mesma forma que em Yama, aqui seus criadores investiram forte em modelos e texturas próprias. Você consegue respirar Barcelona nos escritos nas paredes, todos em espanhol, no clima barroco (há até tumbas em uma safe room!), nas propagandas em outdoors e posteres, nos quadros e, como eu avisei, nas roupas dos zumbis.

Warcelona 05 Warcelona 02

Em muitos momentos, o mod irá arremessar uma quantidade absurda de infectados em sua direção. Principalmente no metrô e no avião caído. Mas o melhor (ou pior) mesmo é no final, quando te avisam para se preparar para a "spanish fiesta". Você tem que desconfiar quando um jogo ou mod oferece as melhores armas, uma seleção de explosivos, motoserras e uma área vazia. É por que depois as coisas vão esquentar. A sequência que vem é uma corrida desatinada pelas escadarias do que deve ser um palácio famoso de Barcelona. É mais frenético e difícil do que a maioria das conclusões de campanha de Left 4 Dead 2.

Download (177MB)

Ouvindo: Twisted Insurrection - Flight
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

5 comentários:

Vilas Boas disse...

Quem sabe na Black Friday eu pegue L4D2 na promoção... caso consiga baixarei esses mods! pelas imagens e comentários parecem ser divertidos!

Nulagem disse...

Esse Warcelona pareceu bem divertido mesmo, quando tiver um tempinho vou testar.

Fagner "Stigmata" Pelicioni disse...

Se por um acaso se aventurar por alguns mods de Left 4 Dead 2 novamente, vou aqui lhe recomendar duas campanhas: O primeiro Haunted Forest, é uma nova campanha, muito divertida pra se jogar Co Op, os mapas são muito bem feitos e parecem profissionais.

E o outro é o One 4 Nine, também é bem trabalhado, mas bem esquisito, parece ter uma mistura de alienígenas, a pessoa que criou não estava bem da cabeça.

Além desses, tem também os DLC's da própria Valve que valem muito a pena serem jogados: Crash Course (meio fraco), Cold Stream (também é meio fraco, nada de especial), The Sacrifice (se passa após o primeiro game) e The Passing (crossover dos personagens dos dois games), esses dois ultimos valem muito a pena serem jogados, até por que a Valve tenta incluir algum tipo de narrativa que ao meu ver não deu muito certo.

Só pra frisar que minha opinião é baseada em Co Op, não sei como seria a experiencia jogando sozinho.

C. Aquino disse...

Fagner, este Haunted Forest eu não testei mesmo. Mas o One 4 Nine eu testei ainda na versão do primeiro Left 4 Dead (http://blog.retinadesgastada.com.br/2010/12/modificando-left-4-dead-segunda-parte.html) e concordo contigo! É muito louco, mas bastante profissional.

Fechei todas as campanhas oficiais da Valve, sendo que Cold Stream entrou no coop na Operação Chuva Forte. Infelizmente não deu muito certo mesmo a tentativa da Valve de injetar enredo nos Left 4 Dead, mas The Sacrifice é um mapa brutal, muito bom de jogar em grupo. E os quadrinhos que acompanham The Sacrifice são muito legais e conseguem explicar melhor o que acontece no universo do jogo.

douglas disse...

Seu blog é muito bom. Acompanho diariamente já faz algum tempo. Estou de férias e resolvi olhar o conteúdo total do blog desde o início (março/2008). Muitas matérias interessantes, análises bacanas de jogos. Valeu pelas dicas de mod deste tópico. Sucesso!

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Tooth and Tail