Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

16 de agosto de 2013

Cair da Noite

O tempo voa e dá voltas e aqui estou eu de queixo caído com Dying Light, depois de ter publicado uma postagem nada elogiosa sobre o futuro jogo da Techland. O que me fez mudar de ideia sobre este "clone" de Dead Island? O vídeo abaixo com quase 12 minutos de jogabilidade:

É a evolução natural do seu título anterior, sem interface na tela para atrapalhar a imersão e com cenários ainda mais verídicos. A adição do parkour se integra à jogabilidade sem parecer central. Não parece funcionar como em Mirror's Edge, onde o parkour é obrigatório e os mapas são uma sucessão de pulos quase impossíveis alinhavados. Se o vídeo acima for representativo do jogo como um todo, Dying Light promete a liberdade de ir e vir que Faith não tinha (mas terá no já anunciado Mirror's Edge 2). Com doses de stealth e pavor, muito pavor na hora em que a noite desce.

"Mas Dying Light não é um clone de Dead Island?" Sim e não. Sim, porque vários elementos estão de volta: armas customizáveis, luta corporal, exploração de território e, claro, zumbis. O que não é ruim para mim, uma vez que curti bastante minha estada em Banoi.

E não, não pode ser acusado de ser um clone porque a Techland perdeu os direitos sobre Dead Island para a Deep Silver. Então, moralmente, Dying Light É Dead Island 2, mas com outro nome, outro universo. Já vimos este tipo de conflito acontecer antes, infelizmente.

Enquanto isso, a Deep Silver mostra a que veio e vai transformar a marca Dead Island em um... MOBA?! Na dúvida, entre a produtora e a desenvolvedora, escolha sempre a desenvolvedora.

Ouvindo: Eisenfunk - Pong
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

5 comentários:

Marcos A. S. Almeida disse...

Eu particularmente não gosto de opinar negativamente com base em rumores , imagens e opinião de terceiros.Todo jogo têm o benefício da dúvida até que se prove o contrário.Ou melhor, até que EU prove o contrário.Espremer uma franquia até a última gota já não é mais exceção , é regra , o que não quer dizer que o resultado final será ruim.Sabemos que de "inspirações" o inferno está cheio , mas nem por isso podemos afirmar que todo jogo "inspirado" será ruim (ou bom) como a fonte.Como a prudência é minha característica,aguardo o lançamento mas também gostei do que vi.E também gostei da idéia do MOBA F2P.

Shadow Geisel disse...

Desculpa o rancor, Aquino, mas promessas de um "mundo aberto extremamente detalhista, com escolhas afetando a forma como o jogador avança na história" já foram feitas e nunca cumpridas. o que eu posso dizer à Tecland é o de sempre: me surpreenda, Tecland. Me surpreenda...

Shadow Geisel disse...

claro, a parte sonora e visual está impecável, mas duvido que isso afete na linearidade do jogo. por exemplo, se o jogo é tão livre quanto o narrador diz ser, por que não podemos optar entre levar a garotinha conosco até achar um lugar seguro?

Shadow Geisel disse...

a sequência final é assustadora e empolgante mas, sinceramente, parece ter sido montada. dificilmente um gameplay de um jogador normal renderia uma cena dessas. é impressão minha ou tem um comando de virada rápida de 180º nesse jogo? FPS com esse recurso eu só joguei um, o Alien Ressurection de Psone.

Ed R M disse...

Talvez seja apenas eu e minha rabugentice, mas zumbis meio já deram tudo que tinham que dar por um boooom tempo.

Por isso meio que espero que os rumores de L4D 3 sejam apenas rumores, pois não gostaria de ver a Valve (novamente) tentando ganhar dinheiro à custa de mais zumbis. A não ser que seja F2P com items cosméticos à venda, como TF2 e DOTA2, pois aí até que a Valve continuaria bem na foto :D

Quanto às promessas de mundo aberto, com escolhas que de fato causem impacto, estou de olho no The Witcher 3, pois o 2 foi fenomenal nesse quesito, apesar de não ser sandbox. Temo que esse tal mundo aberto do TW3 dilua o impacto das escolhas e do role-play, mas dizem os vídeos e os developers que não. Assim como esse "novo" game de zumbi da Techland, vamos ver.

Sobre o MOBA de Dead Islandi, até que, no fundo, não parece ser uma idéa tão bizarra. Uma ilha abandonada e ondas de zumbis atacando um punhado de heróis? É o cenário perfeito :-D, e até onde eu saiba, não há (ainda) nenhum MOBA com a temática zumbi - não que eu sinta falta de um.

E a notícia que realmente animou minha semana foi a pré-vendado Amnesia - A Machine for Pigs. Talvez pareça ser "mais do mesmo", mas o Amnesia - The Dark Descent foi tão memoravelmente único de várias formas que não me importaria de ver outro game que apenas estenda a fórmula.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Tooth and Tail