Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

20 de março de 2013

Freqüências Cibernéticas

Ambrosia

A Square-Enix parece mesmo determinada a transformar Deus Ex em uma marca valorizada. Não apenas há um filme em produção, como o recente Deus Ex: Human Revolution receberá uma versão para o Nintendo WiiU. Mas isto não significa que o primeiro jogo da série, onde tudo começou (e, para muitos, onde tudo deveria ter terminado), será esquecido.

Treze anos depois de seu lançamento, a magnífica trilha sonora composta por Alexander Brandon, Dan Gardopée e Michiel van den Bos será remixada pelo talento da comunidade do OverClocked Remix. Deus Ex: Sonic Augmentation traz Brandon de volta para sua obra-prima, coordenando os trabalhos dos voluntários. O novo projeto altera, repagina, remixa, amplifica e cibernitifica 8 faixas, "reinventando-as para uma era moderna". Na minha modesta opinião, música boa não tem idade e não precisa ser mexida, mas manterei meus ouvidos abertos para estas modificações.

O melhor do projeto é mesmo seu preço: GRATUITO. Todas as novas faixas serão liberadas gradativamente no Facebook Oficial de Deus Ex, tanto para ouvir online como para baixar e salvar no HD.

O primeiro remix, "The Search for Ambrosia", já está disponível. Para quem não tem Facebook (como eu), dá para conferir o resultado no bom e velho YouTube. É uma nova criatura, sem sombra de dúvida, com traços genéticos de Deus Ex. Agradável, mas não tão marcante quanto o original.

Ouvindo: The Rolling Stones - Under My Thumb
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

6 comentários:

Marcos A. S. Almeida disse...

Eu também penso assim:quando se mexe em uma música - apesar de achar que música têm sim idade - não é mais a mesma , é uma outra música com traços da matriz.
Quanto ao seu tweet,depois de ver o gameplay do TWD:Survival Instinct , não têm como achar essa descrição aqui uma pérola: "Isso porque este game conta com um sistema de inteligência artificial avançado que vai fazer com que os zumbis percebam qualquer barulho, imagem ou até mesmo cheiro de um humano. Logo, chamar mais atenção pode não ser a melhor ideia" Link da fonte=> http://www.baixakijogos.com.br/pc/the-walking-dead-survival-instinct

Ed R M disse...

Citação: "Na minha modesta opinião, música boa não tem idade e não precisa ser mexida (...)"

Assino em baixo! Qualquer forma de expressão artística que seja marcante não tem tempo certo para ser apreciada - o que se estende aos games claros! (E viva o GoG, por falar em oldies :D ).

"Mas isto não significa que o primeiro jogo da série, onde tudo começou (e, para muitos, onde tudo deveria ter terminado), será esquecido..."

Hah, ***genial*** :)

Sabe, o Invisible War até não é tão terrível como dizem por aí, mas ele definitivamente parece uma versão light (demais) do primeiro na jogabilidade. Foram cortando, diminuindo e simplificando até que não restou mta coisa. Quanto a história, ele toma rumos que podem ser bastante... inusitados, especialmente no terço final, até mesmo para uma história sci-fi no universo de D X. Mas não deixa de ser interessante, e tem ótimos diálogos.

O Human Revolution é, visto por si só, um bom jogo, mas em comparação com o 1º, noto que a minha visão do que seria fundamental para um game da série e visão dos novos desenvolvedores é bem diferente. Desse modo, acabei ficando um tanto decepcionado, joguei duas vezes desde que foi lançado (pra ter certeza da opinião :P) e não creio que vá ter alguma vontade de jogar novamente um dia.

E essa remix é bom, mas ainda fico com a original, apesar de qualquer possível traço de nostalgia. :)

Shadow Geisel disse...

essa coisa de mexer em uma trilha consagrada é complicado mesmo. recentemente eu assisti ao Final Fantasy Advent Children Complete. o visual está melhor do que nunca, mas colocaram umas cenas extras e meio que prolongaram algumas faixas pra poder adptar. como a trilha daquele filme é perfeita e casa 110% com os momentos do filme eu ODIEI as alterações.

sobre a ausência de Facebook do Aquino é engraçado pois eu comecei a usar há pouco mais de uma semana. é engraçado a imagem errada que fazemos de algo que não conhecemos direito. o facebook é uma ferramenta fantástica para conhecer novos conteúdos, seja de que área for. é uma forma de expressar a nossa própria personalidade também. deve ser usada com cautela, como tudo na vida, pois ele abre espaço para informações como dados pessoais, quem você conhece, quem conhece você...

Marcos A. S. Almeida disse...

Shadow,eu sempre paro e me pergunto antes de pensar em me cadastrar nessas redes sociais:eu realmente preciso disso?No que diz respeito á Facebook, Orkut,Sonico e outros a resposta á um convicto NÃO.MSN eu tenho, até por necessidade, mas há muito tempo que não acesso pelo programa e sim pela caixa de e-mail do Hotmail - agora Outlook - que integra os dois serviços.Twitter eu pensei sériamente em aderir ,mas são tantos idiotas que deturpam um tweet que perco o interêsse, apesar de acha-lo o mais interessante entre todos.Google+ me cadastrei por que tinha uma entrevista ao vivo - o chamado hang-out - e fui obrigado a cadastrar-me para ver.Já no Youtube acho que hoje é quase tão obrigatório quanto um endereço de e-mail.

Shadow Geisel disse...

Marcos, se for só por necessidade a única coisa da qual você realmente não pode passar sem é comida, água e oxigênio. até games são supérfluos.
ferramentas sociais não pegam na mão de ninguém e as obriga a passar horas a fio conectadas. a diferença do facebook de um usuário casual para o de um usuário compulsivo é o uso que se faz dele.

Hawk disse...

Não gosto de música em jogos. Sempre deixo as músicas no mudo.
Me atrapalha a ouvir passos, sons ambiente, quando algum inimigo diz algo e etc.

Um jogo que me incomoda muito é o Call of Duty: Modern Warfare 1 e 2, pois não consigo deixar as músicas no mudo.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Tooth and Tail