Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

27 de dezembro de 2012

Uma Vida, Uma Chance

Far Cry 2

Se eu tirei o ano de 2012 para experimentar apenas novos horizontes, teve gente que resolveu ir ainda mais longe. Os responsáveis pelo blog The Ninth Life tomaram a seguinte decisão: jogar TODOS os títulos de seus acervos em ordem alfabética e documentar todo o processo. Com um pequeno detalhe: se morrer, desinstala e passa para o próximo jogo. Ou, como eles mesmos declararam, "uma vida, uma chance, nenhum erro".

As regras completas do projeto estão bem explicadas aqui e não incluem regalias, todos os jogos serão experimentados no modo Hard ou equivalente. A brincadeira começou em Outubro e eles ainda estão na letra A de suas bibliotecas. Com diferentes resultados, já passaram por Age of Empires 2, Age of Conan, Amnesia e o primeiro Aliens vs Predator. Morreram em todos, sem chegar sequer perto do final. Por quanto tempo o projeto irá durar ou se o próprio projeto irá morrer de forma abrupta é algo para ser respondido no futuro.

Mas a iniciativa do The Ninth Life não é inédita no mundo dos jogos. Em 2009, o Bacharel em Música e PhD em jogos (!) Ben Abraham concluiu o livro Permanent Death, uma extensa saga de 391 páginas sobre sua travessia de Far Cry 2. Foram 20 horas de jogatina com uma única vida, do início do jogo até sua conclusão. Foi um ano de dedicação ao projeto e a cada vez que seu personagem morria, ele recomeçava do zero. A novelização serviu como uma catarse para "uma obsessão com um jogo que capturou minha imaginação de uma forma que eu luto para articular". Permanent Death está disponível para download em PDF (104MB).

Uma Vida Para os CRPGs

Ultima IV

Em 2010, o auto-intitulado CRPG Addict ("Viciado em Jogos de RPG para Computador") se propôs o impensável: jogar TODOS os CRPGs lançados pelo Homem. Depois de anos lutando por tempo livre entre uma partida de jogo e outra, ele decidiu que não iria mais lutar contra seu "vício", mas se dedicar a ele de uma forma produtiva. Com a ajuda do DOSBox, sites de abandonware, a Wikipédia e vasta pesquisa, ele está localizando e terminando todos os jogos já produzidos no gênero. Suas regras são igualmente draconianas: nada de trapaças; não é necessário vencer cada jogo, mas realizar uma consistente tentativa de vencer; se um jogo ainda estiver disponível comercialmente, ele deverá comprá-lo.

Em menos de três anos de projeto, o CRPG Addict já experimentou 82 títulos! Deste total, mais da metade foi vencida. Ainda assim, é apenas uma fração da grandiosidade de sua tarefa. A lista de títulos programados para serem jogados é de 1195 jogos e, naturalmente, a cada lançamento a lista só aumenta. No ritmo atual, o jogador inveterado precisaria de mais 45 anos para dar seu trabalho como concluído... Enquanto o peso da matemática não o atinge, Chester Bolingbroke, o nome verdadeiro do "viciado" realiza um resgaste inestimável do passado e documenta suas experiências passo a passo.

Ouvindo: Lee Groves - Winter Wonderland
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

13 comentários:

João Luiz disse...

o crpg addict é fantástico!

agora, a tarefa é tão hercúlea que ele quase largou a tarefa, até fez post de despedida e tudo.

Shadow Geisel disse...

Jogos não durariam nem dez minutos nos consoles/PCs do Ninth Life:

-Limbo;
-Dead Space 2;
-Aliens Vs Predator;
-Demon's Souls;
-Dark soul's;
-Silent Hill (por causa do sonho de Harry no começo);
-Ninja Gaiden;
-Street Fighter 4.

Breno disse...

Na verdade a morte de harry não ocasiona game over, então não teria por que parar naquele ponto.

O CRPG addict quer jogar todos os rpgs feitos para windows e não todos os rpgs lançados. sendo assim ele ignora rpgs do mac, amiga, Commodore 64, etc...

João Luiz disse...

o crpg addict já admitiu que a restrição de jogos pra windows foi idiotice.

mas mesmo assim a lista é longa. haja saco e tempo...

Breno disse...

Só lembrando, em Far Cry 2 o protagonista é "morto" por questões de script 2 vezes. Um dos jogos mais bonitos e mais entediantes que já joguei.

Marcos A. S. Almeida disse...

A iniciativa mais interessante foi a do Ben Abraham.A do CRPG Addict se não é impossível é improvável.Já a dos caras do The Ninth Life...Imagino o papo que originou a iniciativa:
- Ca#@lho, tô com um monte de jogo que nem experimentei!
- Ca#@lho, eu também!
- e aí, alguma idéia?...
Um olha pro outro e dizem juntos:
- VAMU ZUÁAAAAAAAAAAAAAA!
Eheheheehehe!Sinceramente,não consigo imaginar um papo sério entre eles pra uma iniciativa como esta!


Jimmy Fischer disse...

REalmente... Far Cry 1 é dificilimo e o 2 é uma chatica ficar vagando naquele mapa...
O 3 parece muito bom!
-
Acho esses projetos uma baita tolice... qual o sentido disso?
No fim não se aprofunda em nada!

João Luiz disse...

http://diariogaucho.clicrbs.com.br/rs/policia/noticia/2012/12/mulher-e-suspeita-de-pagar-amante-para-decapitar-o-marido-em-alvorada-3995082.html

resumindo a notícia, a mulher prometeu dar um video game pro amante matar o marido.

até onde vai o vício das pessoas... ehhehe

Shadow Geisel disse...

a única coisa que eu não gostei no Farcry 2 foi a falta de fast travel (aquelas paradas de ônibus não contam, visto que vc precisa ficar andando de carro por obrigação) e aquele negócio das armas evaporarem na sua mão (acho que dá pra resolver isso comprando os schematics da arma, mas ainda assim é bem tosco).

muito bom o uso do fogo (um dos mais realistas que já vi num jogo) e a exploração (obsessão por coletar aqueles diamantes FDP que não valem quase nada).

Breno disse...

Se um jogo sandbox necessita de fast travel é um sinal que o mundo do jogo não seja tão interessante assim, principalmente quando se tem veiculos rapidos para ir de um lugar a outro. O fast travel em Far Cry 2 chega a ser ridiculo de um ponto de vista lógico. Se eu tenho carros de sobra para me servir, pra que diabos ir para estações de onibos. Game designers e seus retardos...

Jimmy Fischer disse...

Bom, jogo é jogo e realidade é realidade... acabei de ler no gamevicio sobre um mod de Far Cry 3 que adiciona um monte de recursos "realistas" para as armas de Far Cry 3...ué, quer realismo vai pra guerra!
Um jogo sandbox em mundo aberto por mais realista que seja não justifica eu ter que passar mil vezes a pé pelo mesmos lugares sem ter uma opção que me permita pular essa parte...
Ah, em Morrowind é assim!Mas esse é um jogo para nerds "larper" não é Breno?
Devia ser tipo Fallout New Vegas, devia ter um modo Hardcore e sem fast travels, ou tipo Mass Effect 3... modo "ação", "normal" e "RPG"...
Skyrim tem um mundo muito interessante, mas mesmo assim não quero ver certas coisas mil vezes!Por mais interessante que sejam!

Gledson A. disse...

Jimmy, quando seu texto começou já deu para perceber que você ia falar de Morrowind, rs. Apesar de que ele tem fast-travel sim, se não me engano só para os magos em forma de uma magia de teletransporte (me corrijam se eu estiver errado).

Agora esse negócio do CRPG Addict é coisa de louco. Será que ele está considerando passar por todas as side quests também???

Breno disse...

"quer realismo vai pra guerra!"

Ou jogue um simulador de guerra tipo Operation Flashpoint ou ARMA 2.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Regalia