Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

20 de dezembro de 2012

As Entranhas Expostas da THQ

Company of Heroes 2 Como era mais ou menos esperado por todos, a THQ pediu falência ontem. É um momento triste para toda empresa e assustador tanto para seus funcionários quanto para seus clientes. Menos de dois anos depois da mudança de logo e alardeada mudança de rumo, a produtora/desenvolvedora entregou os pontos.

Mas esta também é uma oportunidade rara de conhecer os bastidores da indústria dos jogos eletrônicos. No PDF vazado do pedido de falência, há detalhes que podem ser desconhecidos de muita gente, projetos secretos e números reveladores:

  • A THQ tinha braços espalhados por todo mundo, com subdivisões no Canadá, França, China, Alemanha, Reino Unido e Holanda. As subsidiárias européias, a Relic e a THQ Montreal não entraram no bolo da falência.
  • Assim como as marcas Warhammer 40000, South Park e WWE não pertencem à THQ e são somente licenciadas para uso, também é Metro: Last Light, de propriedade da 4A Games e do escritor Dmitry Glukhovsky, autor do livro Metro 2033 no qual o jogo se baseia.
  • Patrice Désilets, criador do primeiro Assassin's Creed, estava trabalhando em uma nova propriedade intelectual para a THQ.
  • A Vigil Games estava envolvida com um novo jogo, codinome Crawler (Rastejante).
  • Depois de Company of Heroes 2, o próximo jogo no calendário da Relic seria codinome Atlas, a ser lançado em 2014.
  • A THQ frisa várias vezes no documento que é essencial manter o efetivo de funcionários atual para manter o valor da empresa. Famílias e jogadores respiram aliviados.
  • A Turtle Rock Studios, formada por ex-membros do time de desenvolvimento de Left 4 Dead, estaria trabalhando para a THQ em um jogo cooperativo multiplayer.
  • A THQ está devendo aproximadamente 150 milhões de dólares para seus credores. Perto disso, os 5 milhões levantados no Humble Bundle são só uma gota no oceano.
  • A THQ afundou depois de cinco anos consecutivos com perdas operacionais. As principais causas seriam: declínio no mercado de produtos relacionados a franquias infantis e derivados de filmes; foco no mercado hardcore sem o devido retorno em termos de sucessos; lançamento fracassado do uDraw, um periférico para consoles de desenho que não vendeu com prejuízo.
  • Para sobreviver, a THQ cancelou todo o setor de títulos infantis ou licenciados de filmes e se concentrou no fortalecimento de suas marcas hardcore.
  • A empresa contratou o Citibank em dezembro de 2011 para tentar levantar capital ou vender seu acervo. Foram contatados mais de trinta potenciais compradores e financiadores. Não deu certo.
  • A THQ possui uma série de práticas chamadas de Customer Programs que beneficiam os lojistas interessados em vender seus produtos, incluindo um seguro contra queda de preço. Se a demanda por um determinado jogo cair enquanto o lojista ainda está com o estoque cheio, a THQ paga a diferença na forma de créditos! É o Price Protection Program. Só a reserva de recursos destinada a cobrir este único programa já ultrapassa os 4 milhões de dólares, o que também coloca o "sucesso" direto do Humble Bundle em perspectiva.
  • De acordo com esta documentação, a prática do Price Protection Program é padrão na indústria.
  • A THQ frisa várias vezes no documento que a manutenção dos Customer Programs é essencial para a saúde financeira da empresa. Lojistas respiram aliviados.
  • A THQ tem 462 funcionários em tempo integral, excluindo terceirizados. Destes, 354 tem salário fixo e 108 recebem por hora trabalhada. Os pagamentos são quinzenais, em sextas-feiras alternadas.
  • O sucesso de Saint's Row: The Third rendeu um bônus de 2,6 milhões de dólares a serem repartidos entre os funcionários da desenvolvedora Volition. A THQ já pagou metade do prometido em Maio, a outra metade será paga só no ano que vem. A THQ frisa no documento que se não conseguir pagar, o relacionamento vai ficar estremecido com a Volition.
  • A lista de gente para quem a THQ está devendo dinheiro não envolve apenas financeiras e bancos, mas também empresas de fretagem e armazenamento, produtoras de vídeo, agências de publicidade, o Walmart, representantes de vendas e outros que precisam ser pagos em caráter de urgência ou a empresa vai parar. Até 18 de Janeiro, a THQ precisa de 6 milhões de dólares para quitar estes compromissos (o que, finalmente, explica o Humble Bundle e outras promoções).

O documento encerra com anexos, incluindo uma tabela de estimativa de vendas de futuros e atuais lançamentos da produtora:

image A primeira coluna é o nome ou codinome do jogo (repare que os três últimos são um mistério total). A segunda coluna é a previsão de unidades vendidas, em milhões. Homefront 2 vendendo 4 milhões?! É uma marca equivalente a de Crysis 2, o maior sucesso da mesma Crytek que irá assumir o novo Homefront... excesso de otimismo? A terceira coluna é a estimativa de faturamento. Perceba que Atlas tem uma estimativa muito baixa e nenhuma previsão de unidades vendidas. Será um título F2P o próximo projeto da Relic? A quarta coluna é de Contribution Margin, ou lucro, muito a grosso modo. Aparentemente, Darksiders 2 foi um desastre e WWE'13 não compensa o valor do licenciamento da marca. O mais lucrativo projeto seria o secreto 1666...

Ouvindo: Das Ich - Lügen Und Das Ich
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

6 comentários:

Marcos disse...

Triste fim para uma boa empresa, não muito alardeada como uma Ubisoft ou EA, mas uma boa empresa

Marcos A. S. Almeida disse...

Fazendo uma busca rápida no Google o fato mais relevante acontecido em 1666 foi um grande incêndio em Londres.Portanto 1666 é o código para a "queima" de estoque da THQ. Será que Viajei?

Shadow Geisel disse...

exceto Darksiders, não me lembro de nenhuma grande jogo da THQ nesses últimos tempos. mas uma pena, de qualquer jeito.
uma pergunta para quem está antenado com esses dados: será que o atraso do Metro Last Night teve a ver com a situação da THQ? será que ele ainda sai?

C. Aquino disse...

Primeiro Marcos, eu não tinha opinião formada sobre a THQ, não achava nem a melhor nem a pior das empresas. Mas, depois de ler o documento, fiquei feliz de saber com a nítida preocupação em manter o emprego de seus funcionários e honrar seus compromissos com lojistas e fornecedores.

Segundo Marcos, há rumores de que 1666 seria o jogo com o dedo do criador do Assassin's Creed, possivelmente outro título com fundo histórico. A data deve estar relacionada e o grande incêndio de Londres também.

Shadow, é possível que Metro Last Light tenha atrasado por causa de toda essa situação. Tenho 99% de certeza de que irá sair. Na pior da pior das hipóteses, a 4A Games finaliza com outra produtora.

André Nunes disse...

Lamentei muito quando foi a Ensemble Studios a fechar as portas.
E o pior foi que descobri da pior forma: Age of Mythology 2 tendo só 12 capítulos, já na decadência da empresa.
No caso dela, lembro que li na wikipedia (se não me engano) que os desenvolvedores tiveram carta branca para terminar os projetos sem problemas.

Jimmy Fischer disse...

Parece que a Ubisoft vai comprar a THQ...

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Regalia