Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

4 de outubro de 2012

O Imperador Protege

Minha conversão ao credo de Warhammer 40,000 agora está completa. Não apenas atravessei duas exaustivas e recompensadoras campanhas militares em Dawn of War e Winter Assault, como também terminei o terceiro romance do Omnibus Ultramarines e ainda assisti ao longa de animação Ultramarines.

Dead Sky Black Sun Dead Sky, Black Sun é um livro à parte dentro de sua coletânea. Não há mais o esquadrão de Ultramarines como protagonistas, apenas seu capitão Uriel Ventris e seu braço-direito, Pasanius, ambos exilados no pior lado da galáxia. Não há tampouco aqui a vasta pletora de personagens secundários vista nas outras histórias de Graham McNeill. Ambos os elementos fazem falta inicialmente e temos a impressão de que esta será a aventura mais fraca da compilação. E é mesmo, mas ainda assim destila novos elementos ao universo futurista. Desta vez, McNeill aproveita o cenário, o temível Eye of Horror, a dimensão maligna de onde provém os Chaos Space Marines, para exercitar todo o seu lado de terror. O romance não é indicado para os que tem coração fraco: longas descrições de violência física, tortura e situações que farão você vomitar o seu almoço estão presentes.

Em meio ao turbilhão de fluidos corporais repulsivos e abominações forjadas nos confins da imaginação humana, palavras como "honra" e "devoção" ganham um significado ainda maior. Se antes Uriel Ventris era um herói à frente dos seus homens, aqui ele é um semideus determinado a cumprir a missão que foi dada acima de todas os prognósticos negativos. É suicídio, ele sabe, mas nada irá impedi-lo. Dead Sky, Black Sun nos oferece uma inusitada mistura de Hellraiser com  O Resgate do Soldado Ryan e mostra que um soldado do Imperador não deve jamais se entregar, não importa em que circunstâncias.

O livro também funciona como uma continuação para eventos vistos em outro livro, Storm of Iron, onde os execráveis Chaos Space Marines dizimaram uma guarnição inteira de Tropas Imperiais em Hydra Cordatus. Para quem não leu, entretanto, é possível compreender a ligação. Para minha infelicidade, Dead Sky, Black Sun termina com diversas pontas soltas, algumas muito sombrias em relação ao futuro de Uriel Ventris...

Marchando por Maccrage

Dado o vasto potencial épico de Warhammer 40K, com batalhas que destroem planetas inteiros e personagens maiores que a própria vida, é difícil de acreditar que seu universo não tenha ainda sido visitado por roteiristas de Hollywood. Talvez o forte teor de fanatismo ou a brutalidade tenham afastado os executivos engravatados. Talvez eles olhem para a criação da Games Workshop e vejam apenas miniaturas e nerds ao redor. Talvez seja somente um longo atraso, se considerarmos que Tropas Estelares, criado por Robert A. Heinlein em 1959 e grande inspiração para a Games Workshop, só recebeu sua adaptação para o cinema em 1997.

Mas esta ausência dos grandes estúdios não impediu a Codex Pictures de criar um longa-metragem de animação intitulado Ultramarines. Contando com as participações especiais de Terrence Stamp (o eterno General Zod, de Superman II) e John Hurt (Aliens, 1984 e muitos outros) na dublagem, o longa narra a trágica primeira missão de um grupo de recém-formados Ultramarines em um planeta perdido. Atendendo a um chamado de emergência, eles encontram um inimigo que pode ser maior do que sua vontade de lutar e sua sede por glória podem dar conta.

ultramarines-movie-03 ultramarines-movie ultramarines-movie-02

Com roteiro do veterano de Games Workshop Dan Abnett, a história é simples e direta e, lamentavelmente, não dá muito espaço para desenvolvimento de personagens. Mas, se você espera boas doses de tensão e um final apoteótico com direito a frases de efeito disparadas com a mortífera eficiência típica do universo de Warhammer 40K, então, não irá se decepcionar. Se a qualidade da animação está uma década abaixo do que a Blizzard produz em seus vídeos, está também anos-luz à frente do que a série Dead Space tem produzido na tela grande. Como não poderia faltar, a trilha sonora é um louvor quase bíblico e se destaca no material.

Ultramarines não foi lançado oficialmente no Brasil, nem nos cinemas e nem nas locadoras, então a Internet é o melhor caminho.

A Inquisição Está Chegando

O que é capaz de fazer um Space Marine abaixar a cabeça e dizer "sim, senhor"? Um Inquisidor. No mundo de Warhammer 40K, a Inquisição é a autoridade máxima, julgando os hereges, perseguindo manifestações sobrenaturais e sentenciando à morte mundos inteiros para preservar o Império dos Homens. E é justamente este o tema de Lord Inquisitor:

Acredite ou não, mas a prévia acima foi realizada por um único fã: Erasmus Brodsau. Ele nunca jogou as batalhas de tabuleiro da Games Workshop e todo o seu conhecimento adveio das leituras da saga de Warhammer 40K. Ele vem trabalhando em um curta sobre a Inquisição desde 2010 e acredita que conseguirá ter o trabalho concluído no meio de 2013. Três anos de dedicação solitária em frente a programas de computação gráfica e nunca jogou com as miniaturas... Com o tempo, Brodsau agregou outras pessoas ao seu time, artistas devotados à franquia que trabalham sem receber um centavo.

A riqueza dos detalhes desta produção amadora humilha o longa-metragem acima. Que o Imperador proteja sua obra.

Torquemaeda Coteaz

Na mesma semana em que dei por encerrada minha iniciação nos desígnios deste universo em guerra, o segundo volume do Ultramarines Omnibus chegou em minha caixa de correios, Dawn of War II entrou em promoção no Gamersgate por 24 horas (e consegui comprar por 5 dólares, ativável no Steam!), e a THQ inicia um final de semana de descontos que deve colocar Dark Crusade e Soulstorm em minha biblioteca. Coincidências? Não para quem tem Fé.

Ouvindo: Nox Arcana - Pandoras Music Box
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

3 comentários:

Raphael AirnMusic disse...

Faz tempo que eu olho esse warhammer de longe, com uma vontadinha de ver se vale a pena, mas com receio pq jogos rts nao o meu forte atualmente.

Novamente, depois de ler suas resenhas, acredito que vou arriscar =)

Douglas Pagoto disse...

Aquino, aonde vc esta comprando os livros do 40k? Suas materias realmente conseguiu me convencer a explorar tal universo.

Vida longa ao imperador!

C. Aquino disse...

Douglas, eu costumo comparar o preço entre o Book Depository, o Betterworld.com e a Amazon. A Amazon sempre tem o melhor preço, mas o frete manda o valor para a estratosfera. Os dois primeiros tem frete GRÁTIS, inclusive para o Brasil. No caso dos Ultramarines, comprei os dois volumes no Book Depository. Coloquei os links no meio do texto, quando os livros são citados.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell