Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

10 de agosto de 2011

Pioneirismo

Strontium Dog O blog Hardcore Gaming 101 compilou uma lista da revista alemã M!Games que mensalmente tenta responder à pergunta "quem foi o primeiro" no mundo dos jogos. Ainda que as respostas sejam questionáveis e o próprio autor do blog refute algumas afirmações, é interessante observar como algumas funcionalidades que nós consideramos modernas já existiam muitos anos antes dos jogos que as tornaram famosas. Para quem deseja conhecer um pouco mais a história dos jogos eletrônicos ou para quem tem pouca memória, seguem alguns exemplos:

  • Primeira heroína nos jogos eletrônicos: Ms. Pac-Man (1981). Entretanto, nos anúncios de Crazy Balloon (1980), era possível ver que a protagonista seria mulher, ainda que seja irreconhecível como tal na tela.
  • Primeiros ambientes destrutíveis: Space Invaders (1978). Você achou que era Red Faction (2001)?
  • Primeiro rifle de franco-atirador: Hostages (1988).
  • Primeiro jogo com slow-motion: Requiem (1999), segundo a revista alemã. Time Trax (1994), segundo o Hardcore Gaming. Alguém aí falou em Max Payne (2001)?! Curiosamente, Requiem foi lançado em 31 de março, no mesmo dia que o filme Matrix.
  • Primeiro título com regeneração automática de vida: Strontium Dog e Death Gauntlet (1984). Vinte anos antes de Halo, Call of Duty, Duke Nukem Forever...
  • Primeiro jogo que permitia salvar: Colossal Cave Adventure (1975).
  • Primeiro jogo licenciado: Superman (1978).
  • Primeira gota de sangue derramada nestes jogos violentos malditos que precisam ser banidos: Shark Attack (1981).
  • Primeiro título com física ragdoll: Motocross Madness (1998).

Não deixe de conferir a listagem completa. Tenha sempre em mente que a indústria não começou ontem e que algumas idéias inovadoras podem ser mais velhas do que você...

Ouvindo: Nine Inch Nails - Down In It (Digital Grind Mix)
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

8 comentários:

Anônimo disse...

Aquino, minha pergunta nada tem a ver com o post, se faz em parte ao anterior pois é sobre fallout, estou tentando jogar o 1 e fica aparecendo relogio carregando no lugar do cursor, toda hora e demora muito as vezes isto é bug do jogo? sei que é meio tola pergunta mas, mesmo sendo jogo antigo de tanto falarem resolvi tentar, mas estou quase desistindo.

Grato

C. Aquino disse...

A descrição do problema é meio vaga, minha experiência com ele é de dez anos atrás e eu não sei a origem da sua versão. O relógio geralmente aparece quando você entra em combate, uma vez que a luta é em turnos e você não tem ação enquanto seus inimigos se movimentam. Em uma cidade grande, alguns conflitos podem provocar uma reação em cadeia entre diversas pessoas, o que faz com que você aguarde um bom tempo enquanto cada NPC faz o seu movimento. Mas isso é um evento raro. Por outro lado, Fallout em seu lançamento tinha uma quantidade significativa de bugs, a grande maioria deles corrigida em um patch lançado depois. Você pode encontrar alguns patches, oficiais e não-oficiais aqui: http://pra.la/06GS. Espero que ajudem, porque é um EXCELENTE jogo!

Anônimo disse...

muito obrigado, valeu mesmo, só mais uma coisa, vale mais a pena eu partir pro fallout 3? quase peguei no steam o GOTY por 2x na promoção, não curto muito rpg, mas adoro pos apocalipse, o que me deixa com 1 pé atrás são comentários sobre o jogo ser hype e ser muito enjoativo, sei lá, uma coisa que não curti muito em videos de gameplay no you tube é formigas, lagostas escorpião e sei lá mais o que mutante, mas enfim, eu que quero um jogo pos apocalipse do livro A Estrada, hehehe muito bom vale pena ler e filme tb. PS.: HQ Walking dead é muito boa no tema pós apocalipse interações humanas, e vc curtiu a melnacolia e relação pai filho vai adorar a HQ. abs

C. Aquino disse...

No quesito interações humanas Fallout 3 tem bons momentos, mas poderia ser muito melhor. Em 90% do tempo você vai estar enfrentando ghouls, mutantes, insetos gigantes e saqueadores. Eu acho que os primeiros Fallout tinham uma atmosfera mais opressiva, mas seu desenvolvimento é lento. Temo que o jogo que você quer lamentavelmente ainda não existe e que a indústria não chegou no patamar de produzir algo com tanta carga emocional. Se for jogar Fallout 3, um conselho: ouça todas as histórias, faça todas as perguntas. Existe vida inteligente atrás do mata-mata.

Breno disse...

Aquino bem que vc poderia colocar links de sites estrangeiros como esse aí(levando em conta que pouquissimos titulos são traduzidos para o PT-BR,o cara que tem esse hobbie é quase que obrigado a aprender ingles).Os links que vc hospéda pode ter até um ou outro conteudo interessante,mas ainda ficam devendo!Ainda me pego lendo bobagens do tipo daquele finado blog continue,querendo argumentar que jogos só podem ser arte se forem plataformas 2D(lol!!!).Fabio do re:games fez até uma coisa interessante em colocar o link do site junto com uma breve descrição(embora tenha feito umas cagadas.exemplo:gamespot-site com as melhores resenhas de games,em geral-esqueceu de mencionar que algumas resenhas são compradas(embora eu não tiro o merito de achar o site bom pelo seu banco de dados,mas apenas isso)).

João Luiz disse...

o jogo que o anonimo quer existe e se chama FO: new vegas.

Poa Kli-Kluu disse...

Não sei ao certo quanto à um jogo que carregue tanta carga emocional quanto o filme A Estrada.
Aquele filme dispõe de uma atuação singular de Viggo Mortensen, e mesmo a tecnologia tendo caminhado e agora está em disparado rumo à evolução compulssiva, acho que ainda falta algum tempo para que CG reproduza a perfeição da expressão humana. Assim como dissera Jonah Austin -renomado profissional na área de games- em sua palestra com o tema "The Uncanny Human Face" no evento The Union de computação gráfica, em março último.(eu como sou estudante e entusiasta compulssivo da área de games e computação gráfica, compareci :D -ás vezes acredito que eu seria mais produtivo se fosse viciado em crack e não em games- )

Mas sinceramente, Fallout3 contém um conteúdo emocional que chega muitas vezes a chocar e pasmar intensamente. O universo no qual a trama foi fundamentada promove esta realidade, porém o que pode acabar acontecendo é que jogadores muitas vezes não se interessam por esta trama, ou por não dominarem o inglês(neste caso procure tradução do game vício), ou por simplismente serem gamers mais casuais.

Poa Kli-Kluu disse...

[ Desculpa ter feito dois comentários, mas a insônia não me deixa ser coerente D: Acabei falando e não comentei sobre este post. ]

Level Editor: Pinball Construction Set, Lode Runner (1983) [meu deus! aqui nascera o terrível map editor de wc3 XD o que seria do mundo sem eles?]

Ouve um dia, inclusive, no qual eu joguei fallout por 2 dias seguidos, e acabei passando mal por ver tantas histórias dramáticas. ( a insônia, dor de cabeça, dor muscular e cansaço também ajudara bastante hohoho)

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell