Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

23 de abril de 2011

(não) Jogando: Amnesia - Justine

menu

Quando a Frictional Games foi afetada pelo retorno de GLaDOS, os jogadores de Amnesia – The Dark Descent foram premiados com um DLC gratuito chamado de "Justine". Ao saber desta notícia, uma parte de mim congelou. Uma parte bem grande de mim congelou. Ainda marcado pelos horrores do simulador de pesadelo desenvolvido pela Frictional e tentando expurgar qualquer lembrança da descida de Daniel ao inferno, a última coisa de que eu precisava era um chamado para retornar. A experiência em Amnesia era próxima do insuportável, o anti-entretenimento, o tipo de material que marca a linha divisória entre os jogos eletrônicos do infantil passado da era Atari e o estranho futuro que pode surgir. Cedi à tentação, nem que fosse para testar meus limites ou ajudar o lançamento de Portal 2.

Em cinco minutos de "Justine", eu já estava sentindo a vertigem e o medo do jogo original. Um fonógrafo ao lado do(a) protagonista deixa escapar uma voz feminina desincorporada que zomba de meu infortúnio e que irá me perseguir por todo o DLC. A semelhança com o início de Portal é perturbadora e intencional, uma versão gótica e steampunk do terror da Aperture. Vagando por corredores mal-iluminados, sob a constante ameaça de monstros, eu rapidamente me lembrei por que foi tão custoso fechar Amnesia. Em vinte minutos, eu resolvi dar uma pausa, para tentar mais tarde. E vi que "Justine" não salva.

Como atravessar um título com este nível de tensão, sem a possibilidade de salvar? De uma única vez. Em minha segunda tentativa, eu separei uma hora da minha vida, longe de qualquer interrupção, em plena luz do dia e sem os fones de ouvido. Já conhecia a resposta do primeiro enigma, um longo e tedioso empilhamento de caixas. Avancei na trama, ouvi mais vezes a voz misteriosa dos fonógrafos. Percebi que não sabia a identidade do personagem principal, mas seus grunhidos sugeriam que era uma mulher. Chell, é você? Minha hora chegou ao fim e não tinha chegado perto de concluir "Justine". O implacável relógio me avisava que era hora de parar. E perder tudo.

Batatas

Em minha terceira tentativa, separei todo o tempo que fosse necessário. Iria concluir o conteúdo extra nem que me levasse a noite toda. Desta vez, com pouca luz e com os fones no ouvido, continuei sentindo medo, mesmo nas partes que agora conhecia como a palma da mão. Ouvir o monstro na mesma câmara em que você está é sempre assustador, não importa quantas vezes aconteça, com seu personagem de costas no escuro esperando não ser encontrado, esperando o horror ir embora. Avancei ainda mais e encontrei minhas batatas. Também atravessei um dos momentos mais angustiantes de Amnesia, na maldita sala das batatas. Ao contrário do que costumava fazer no jogo principal, a Frictional não alterna tensão com tranquilidade em "Justine". Com minha sanidade reduzida a pó e perguntando seriamente por que eu estava insistindo, eu pulei da frigideira para o fogo em uma área alagada e tive a visão da morte se aproximando. Quando as garras do monstro destruíram a protagonista, senti um misto de alívio e raiva. Sem nenhuma palavra final de conforto, "Justine" simplesmente fechou de volta para a Área de Trabalho, como se nunca tivesse existido, exceto em minha imaginação perturbada. Eu havia perdido tudo, em um jogo que não salva e te cospe para fora diante do fracasso.

Não há a menor chance que eu retorne agora para "Justine". Sem um mecanismo de salvamento para que eu possa consumir este veneno em doses convenientes, simplesmente não há como eu voltar. Falta-me coragem. E isto é o melhor elogio que eu posso fazer a este DLC.

Medo...

Ouvindo: The Cruxshadows - Resist
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

4 comentários:

Bruno disse...

Sinto-me estressado, quase acuado, só de pensar no Amnesia.
Não voltaria ao jogo nem que fosse requisito p/ salvar o mundo da destruição.

Na verdade vim aqui dar um aviso de amigo: sob nenhuma circunstância leia reviews ou veja vídeos relacionados ao Portal 2 antes de terminá-lo, mesmo que sejam trailers ou notas oficiais.
Posso garantir que o jogo é muito, muito melhor aproveitado quando se entra no jogo sem saber muito bem o que esperar, tendo apenas jogado o primeiro e lido a HQ virtual
Ainda assumindo que não conseguiu jogar Portal 2 até agora, aviso que prepare-se p/ uma dificuldade absurda de largar o jogo antes de terminá-lo. Então reserve umas boas horas quando for rodar o jogo pela primeira vez.

C. Aquino disse...

Valeu pelo aviso! Eu já estou fugindo de tudo quanto é matéria sobre o jogo. Se tudo der certo, começo Portal 2 amanhã.

Michael Andrade disse...

Boa boite. Estava procurando na internet a respeito da expansão do Amnesia e acabei nesse site. Ao começar a ler seu texto, percebi que não conseguiria parar antes de terminá-lo. Você tem habilidade na arte da escrita. Esse jogo também me envolveu de forma profunda. Pouquíssimos jogos conseguiram isso, nem mesmo o tal Dead Space o fez. Parabéns e um abraço.

C. Aquino disse...

Obrigado, Michael1 E seja bem-vindo!

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Tooth and Tail