Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

20 de janeiro de 2011

Literatura Halo: Forerunners e Falsários

Halo-Cryptum-Cover-485x729 Para minha surpresa, o primeiro livro da trilogia que irá abordar o remoto passado dos Forerunners já saiu nas livrarias lá fora. Apesar do lançamento ter sofrido atraso (era esperado para 2010), sua chegada agora em Janeiro me pegou despreparado financeiramente. Por enquanto, fica na minha wishlist. Além de haver uns dez livros (sem exageros) guardados no armário, esperando a leitura. Mas, quem domina o idioma inglês e está ansioso para conhecer um pouco mais do universo expandido de Halo, o livro Halo: Cryptum: Book One of the Forerunner Saga pode ser adquirido em capa dura por US$14,00 aproximadamente.

A sinopse, porém, inseriu uma suave desconfiança na minha mente:

"Bornstellar Makes Eternal Lasting é um jovem e rebelde Forerunner. Ele é um Manipular, imaturo ainda para se tornar parte da sociedade adulta Forerunner, onde vasto conhecimento e dever aguardam. Ele vem de uma família de Construtores, a mais elevada e politicamente poderosa casta dos Forerunners. São os Construtores que criaram a grande tecnologia que permite a dominância dos Forerunners sobre o universo conhecido. São os Construtores que acreditam que devem suportar o maior dos fardos do Manto, como guardiões e pastores de toda a vida.

Bornstellar está destinado a se tornar um grande Construtor assim como seu pai.

Mas este Manipular tem outros planos.

Ele está obcecado com os tesouros perdidos do passado. Sua desenfreada paixão em buscar os maravilhosos artefatos deixados para trás pelos Precursores (superseres há muito tempo desaparecidos de desconhecido poder e intenções) forçou os limites de seu pai. "

Não vou protestar contra o velho clichê do "jovem revoltado contra seu destino e que persegue algo mais", por que este velho clichê já rendeu excelentes histórias em mãos competentes. E, segundo as análises dos leitores da Amazon, o resultado aqui parece ser satisfatório. O problema é outro.

Quem conhece o universo de Halo (e neste grupo eu me incluo por já ter lido todos os livros publicados, menos este), sempre associou os Forerunners à frase "superseres há muito tempo desaparecidos de desconhecido poder e intenções". Quando foi anunciado um livro que mostraria a ascensão e a queda desta raça a minha euforia foi equivalente a de um pesquisador de UFOs que testemunha uma aterrissagem em frente à ONU. Mistérios seriam revelados! Quem foram aqueles seres que construíram as superestruturas Halo e contiveram a Flood? Para que servem os artefatos procurados pela Covenant? Por que eles sumiram? Teríamos um deslumbre do que aconteceu milhares de anos atrás na linha do tempo. E o que Greg Bear, autor de Halo: Cryptum faz? Joga os mistérios para cima de uma outra raça, os Precursores, anteriores aos Forerunners! Os tão enigmáticos semideuses de Halo se tornam intermediários de uma outra raça ainda mais antiga, da qual provavelmente vamos continuar na ignorância.

Eu já cometi o erro de julgar um livro por sua sinopse antes. Espero estar me enganando novamente.

O Golpe do Volume Duplo

Se você for ficar esperando a tradução de algum livro da mitologia de Halo sair aqui no Brasil, faça um favor a si mesmo e espere sentado, por que em pé cansa. The Fall of Reach, o primeiro livro publicado, vai completar dez anos em 2011 e não há sequer rumores de que receberá uma tradução para o português. Então, afie seu idioma e mande importar. Uma das melhores coisas que você pode fazer pela sua vida é encarar um curso de Inglês; nem que seja para saciar sua sede de Halo.

Entretanto, cuidado com o Golpe do Volume Duplo. No ano passado, eu comprei e analisei o livro Halo: Evolutions, uma coleção de contos ambientados no universo de Master Chief e a guerra contra a Covenant. Já surpreso com o lançamento de Halo:Cryptum, vi também que existia um volume II de Evolutions! Mas é nesse ponto que mora o perigo...

Halo Evolutions I Halo_Evolutions_Volume_II_Essential_Tales_of_the_Halo_Universe-68342

Algum malandro da Tor Books pegou o material original de Halo:Evolutions e dividiu em dois volumes! Também acrescentou um conto inédito em cada volume, mexeu um pouco nas cores das capas e está vendendo o(s) livro(s) como se fosse material novo... Não caia neste golpe, não pague dobrado por algo que foi vendido um volume único pela metade do preço. E, para constar, os dois contos inéditos não valem o esforço, segundo os leitores da Amazon.

Completando a má-fé, não há qualquer indicação na capa dos volumes de que este seja o mesmo material de antes, levemente revisado. Pior do que isso. Há na capa de cada um deles uma frase que pertenceu à primeira edição e que, agora, se torna ambígua: "incluindo material original de Fulano, Beltrano, Sicrano...". Por um bom tempo acreditei na frase e imaginei que o segundo volume tivesse material inédito. Até ler as críticas iradas dos usuários da Amazon...

É imperdoável que, tendo em mãos uma franquia de respeito e sucesso como Halo, a Tor Books cometa uma gafe editorial desta proporção. Cada volume está sendo vendido por cerca de sete dólares, mas o livro original ainda pode ser encontrado por... seis dólares.

(avalanche de postagens: 4/14)

Ouvindo: Ed Motta & Blues Etílicos - People Get Ready
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

5 comentários:

EE-T1 OSÓRIO disse...

Eu sou um grande fã da série, foi um dos meus primeiros jogos, desde então passei a apreciar a primeira pessoa e jogos de combate em geral.
Sempre procurei entender e apreciar a história que me fascinou desde o começo, embora não possa orgulha-me de ter lido todos os livros, por conta de não dominar o inglês (uma das razões pelas quais passei a ler seu blog foram os comentários sobre os livros e a série HALO) com exceção de THE FALL OF REACH, que tem tradução para o espanhol; mas tenho todos os jogos com exceção de HALO 2 (não encontro à venda em lugar algum) originais.Mas vejo que a Microsoft ao perceber o lucro com a série passou a tratá-la de um modo muito comercial, isso começou com HALO 3 que saiu exclusivo para XBOX 360, abandonando o PC, a plataforma em que sempre joguei os títulos anteriores da série (admito que baixei o 2 e ainda usei o hack para WINDOWS XP), mas um amigo comprou o XBOX 360 e assim pude jogá-lo, ai veio HALO WARS um ótimo RTS ainda mais se considerarmos a ausência de um mouse e teclado, depois o HALO 3 ODST um complemento que virou um jogo inteiro, também ótimo por narrar os acontecimentos de uma perspectiva diferente além de divertidíssimo no online e singplayer, e o último título da série (até agora), HALO REACH narrando a gênese da jornada e do nosso herói, com os SPARTANS-III do NOBLE TEAM, toda a beleza de REACH e honra daqueles que lutaram pela sobrevivência da humanidade em um de seus planetas mais importantes.Até ai é perdoável a exclusividade.
Pelas suas análises e demais coisas que reuni lendo pela internet, os livros realmente manteram-se excepcionais ou no mínimo cumpriram seu dever de entreter, mas agora num dos pontos mais cruciais da série os Forerunners os percusores como é dito em um dos desenhos, eles resolvem encrementar ainda mais uma história que por sí só já tem muito potêncial, isso é triste, para mim os Forerunners deveriam permanecer com aquele ar místico e enigmático, mas contar a história pela visão de um deles, ainda mais com uma razão tão humana e ainda incluir uma civilização "anterior aos própios Forerunners!" me soa bem absurdo e ofensivo aos fans.

Já li, que talvez esse ano, iniciem-se as gravações do filme ou série (não informaram qual dos dois seria) de HALO pelas mãos da HBO o que seria muito bom, tendo em vista o que já foi feito por eles em Band of Brothers, resta esperar que não façam como em RESIDENT EVIL, os filmes apenas baseiam alguns fatos e personagens na série e não condizem em nada com sua qualidade (Resident Evil 4 com elementos do 5, e feitos absurdos invejáveis até mesmo para o LION, além da munição, combustível e soldados burros da UMBRELLA infinitos!) são apenas mais filmes de ação absurda com personagens principais invulneráveis, inabaláveis e previsíveis ,vários inimigos tão burros e cegos quanto uma porta e super poderes inexplicáveis.

Mas será necessária muita computação gráfica e criatividade para adaptarem da maneira correta a série que vemos nos livros, jogos, desenhos e HQs para o grande ecrã ou TV, se fizerem mudanças absurdas no enredo original, não será mais HALO, e sim apenas mais um filme/série comum e inespressivo, sou totalmente à favor de adaptações e melhorias o que sempre é necessario ao fazer algo originalmente de outro tipo de entretenimento, principalmente porque não seram apenas os fãs ou conhecedores que vão assistir. Ainda acredito em uma continuação épica da série principalmente depois de vetarem as filmagens do primeiro projeto de filme que seria uma produção meio inferior.

O seu blog é ótimo e revela o verdadeiro espírito de um jogador.
Meus parabéns ao RETINA DESGASTADA.

C. Aquino disse...

Obrigado pelo comentário, Osório! Eu sou um fã atípico de Halo: minha experiência com os jogos da série se resume ao primeiro somente! Uma vez que o segundo é exclusivo do Vista (sem contar os hacks...) e os demais do Xbox, eu fiquei abandonado pela Microsoft. Isso não me impediu de acompanhar a série nos livros que, felizmente, são muito bons. Abraços!

EE-T1 OSÓRIO disse...

Desculpe pelo texto longo, me empolguei demais, nunca havia comentado no seu blog, embora o leia a um bom tempo.

Obrigado por responder.

Queria perguntar se você conhece a história da ENGESA que criou o EE-T1 OSÓRIO, é um fato interessante principalmente por ter ocorrido em nosso país, em uma industria nacional.

C. Aquino disse...

É uma máquina e tanto! Pena que não entrou em produção e permanece como protótipo... é a indústria nacional mais uma vez se superando apenas para ser sabotada por interesses políticos escusos.

Godo- O Viajante do Futuro disse...

Encontrei talvez um ponto de incoerência entre as histórias do Halo. Se a Cryptum é anterior as demais e primeiras histórias do Halo, então os humanos perderão suas memórias, e, mais tarde, após muitos anos, voltarão a crescer em aspectos diversos a ponto de voltar a colonizar novos planetas e desenvolver grandes armaduras de combate (Spartan). Durante esse crescimento, os seres humanos terão seus primeiros contatos com os alienígenas, o que caracteriza o início do Halo(2001). Detalhe, conforme Cryptum, os humanos já tiveram muitos e muitos contatos com os alienígenas antes dos eventos no Halo combat envolved.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell