Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

7 de dezembro de 2010

Modificando: Left 4 Dead (Segunda Parte)

E minha primeira parte na busca pelos melhores mods para Left 4 Dead, eu consegui encontrar dois bons exemplares de qualidade: City 17 e I Hate Mountains. A probabilidade de eu repetir tal sorte não era muito alta, se analisarmos as irregulares e sucessivas experiências mal-sucedidas que tive com as modificações de Half-Life 2. Ou os deuses decidiram sorrir para mim ou eu me tornei menos exigente, uma vez que consegui esbarrar em mais dois mods surpreendentes para o apocalipse zumbi. E um muito fraco, para manter a tradição...

Criatividade Morta

O que eu espero de um mod pode ser enquadrado em três critérios: qualidade para se equiparar ao material original e ampliar sua jogabilidade; injetar conteúdo novo ao material original, sem fugir muito da proposta; jogar tudo para o alto e ir onde o desenvolvedor do jogo sequer sonhou. Dead City  não se dá ao trabalho de preencher nenhum dos critérios. Neste mod você atravessa uma cidade igual a tantas outras de Left 4 Dead, mas consegue ser enfadonhamente repetitiva. Falta capricho nas ambientações e seus criadores acreditam na velha fórmula mais inimigos = maior dificuldade. No segundo mapa eu já estava entediado.

Dead City 02 Os Smokers adoram Francis...

Dead City 04O famigerado Massacre do Estacionamento

Neste ponto, eu desisti. Se existe algo que pode ser creditado aos criadores de Dead City é estúpida idéia de criar uma Horda infinita no meio do mapa, sem nenhuma indicação de para onde você deve correr. Se uma situação como esta gerava desespero em I Hate Mountains, diante de tantas passagens disponíveis na casa abandonada, aqui temos um estacionamento lotado de zumbis, com pouco espaço para montar uma resistência e sem pistas da saída. Eu sei que eu poderia ter pulado o mapa e ido para o seguinte, mas não havia a mais remota promessa de que o mod poderia melhorar.

Download (258MB)

Area-51

O que falta em imaginação para Dead City, tem de sobra em One 4 Nine. Tentando fugir da fúria dos infectados, os quatro sobreviventes chegam a uma instalação militar no interior do deserto de Nevada e o que eles vão encontrar lá irá mudar seus destinos para sempre. Parabéns aos seus desenvolvedores pela impressionantemente fidedigna representação de uma base do Exército que tentou resistir ao avanço dos zumbis: barricadas, ninhos de metralhadora, corpos espalhados, muros improvisados e veículos militares abandonados. Esta atenção aos detalhes já asseguraria um lugar de destaque em minha lista, fazendo você se sentir explorando o interior de um complexo fortificado e secreto.

One 4 Nine 01 One 4 Nine 06 One 4 Nine 08One 4 Nine vai gradativamente construindo um suspense sobre o que nos aguarda no coração desta base. E o último mapa entrega: uma profunda sensação de estranheza e perguntas sem respostas, além do mais bizarro (e definitivo) resgate dos sobreviventes já feito. Temos em mãos um perfeito exemplo de "jogar tudo para o alto"  e ousar.

Este mod também está disponível para Left 4 Dead 2.

Download (170MB)

Barco dos Mortos

O primeiro pensamento que eu tive ao carregar o mapa inicial de Death Aboard foi na obra do artista plástico Escher. Este gênio holandês tinha uma estranha fixação em brincar com a perspectiva e produzir construções impossíveis, que só poderiam existir dentro de um espaço bidimensional ou no olhar do apreciador. Ao entrar nesta campanha, você é apresentado a um presídio em ruínas, com diferentes níveis, diferentes passagens e escadas que se cruzam. Paralisado pela indecisão de que rumo tomar, me dei conta de que este não seria o mod comum do dia a dia...

Death Aboard 02Este tema de seus criadores de se criar cenários com múltiplos caminhos se repete para o resto da prisão, para o mapa que retrata um pedaço de cidade, para o cais. Ainda que você consiga navegar pelo ambiente, sempre fica a incômoda sensação de se estar deixando para trás algum mistério, alguma granada perdida, um medkit escondido. Some a insegurança sobre a origem do próximo ataque e o ocasional retorno a um lugar já explorado e temos cenários únicos.

Mas nada irá prepará-lo para o mapa do navio. Você irá se perder no interior de uma colossal embarcação adernada onde tudo está desnivelado e se verá constantemente desorientado. Com barulhos densos e metálicos se repetindo, você tem a verdadeira impressão de que toda a estrutura vai desmoronar a qualquer momento. E será pego pela gravidade. Ou pelos corredores escuros e semi-inundados.

Death Aboard 06 Death Aboard 07A conclusão de Death Aboard se passa em um farol e sua luta para alcançar o resgate será frenética, novamente com diversas opções de passagens e escadas. E posso afirmar que é uma das melhores batalhas do jogo.

Download (360MB)

Death Aboard 14

Ouvindo: Atari Teenage Riot & Slayer - No Remorse
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

5 comentários:

Marcel C. Da Silva disse...

Lendo esses posts sobre esses Mods, até me sinto atraído por ter o Left 4 Dead no meu PC de novo.Lembro que parei por ter achado meio repetitivo, mas parece que esses mods tornam tudo mais interessante.

Marcos A. S. Almeida disse...

Marcel C.Da Silva,L4D realmente é repetitivo, como invariavelmente são os jogos on line.Se você curte jogar on line, recomendo.Mas se não curte...fuja!Os MODs são novas ambientações, mas o esquema de jogo continua o mesmo:sair do ponto A para chegar ao ponto B.Matando bastante zumbis de preferência.
Poucas vêzes me interessei por MODs.Antigamente tínha-mos quase que necessidade de prolongar a jogatina em nosso jogo favorito, pois a oferta era menor ( em qualidade e quantidade) e mais cara.Hoje a oferta de jogos é tão grande e o tempo é tão escasso, que já não me interesso em prolongar um jogo já fechado.Sem contar que tenho imergido frequentemente nos jogos on line...Haja tempo livre!

C. Aquino disse...

Sei como é isso... antigamente meu dinheiro era curtíssimo e o tempo livre farto! Joguei muitos mods gratuitos de Blood, Shadow Warrior e Half-Life para manter a jogatina rolando. Hoje, sobra jogo completo e falta o tempo para conhecer tudo. Ainda assim, tem alguns mods que valem serem conhecidos e que agregam conteúdo ao jogo original. Morrowind, cito mais uma vez, seria metade do que é se não fosse a impressionante quantidade de mods de qualidade disponíveis.

E Marcos, um de seus comentários na postagem "Histórias sem Fim" foi o comentário de número 1000 do Retina Desgastada! Parabéns!!

Marcos A. S. Almeida disse...

Eu é que dou os parabéns ao blog e á todos os que comentam comigo!Este foi o primeiro blog sobre jogos em que me senti realmente ouvido.E não paro por aí, este blog realmente fala a nossa língua,pois é de gamer para gamer.Felizmente as análises ( ou impressões , eu poderia dizer também )têm um conteúdo emocional muito maior do que a análise técnica, que normalmente é fria.Tudo isso com um texto impecável , mas ao mesmo tempo simples e objetivo.Vida longa ao Retina!

douglas disse...

Valeu pelas dicas! Sucesso!

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell