Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

9 de outubro de 2010

Batalha de Demos: Gothic 4 x Risen

É longo o embate entre dois jogos. Durante muito tempo ansioso pelo lançamento de ambos, finalmente é possível avaliá-los. Posso adiantar que Risen não é maravilhoso como eu queria e que Gothic 4 não é ruim como eu temia.

Gothic 4 - Demo 02 Risen - Demo 06Para você compreender a conturbada história destes RPGs, eu irei resumir mais uma vez: a série Gothic foi desenvolvida até o terceiro capítulo pela Piranha Bytes, uma desenvolvedora alemã, sob a tutela da JoWood Productions, uma produtora. Para quem não sabe, desenvolvedor é quem faz o jogo e produtor é quem paga o salário e, frequentemente, opina sobre o produto final. Gothic 3 não saiu como deveria por fortes atritos entre as partes envolvidas. Ao final da controvérsia, a Piranha Bytes pediu as contas e foi embora. O preço da cabeça quente foi a perda total dos direitos da franquia que criou do zero. A JoWood não se deixou abalar e lançou uma catastrófica expansão de Gothic 3. Logo em seguida, a Piranha Bytes anunciou a produção de Risen, um título que guardava todas as principais características de Gothic, mas não citava nomes. Os fãs ficaram eufóricos. A JoWood hesitou em produzir Gothic 4, disfarçando o título até o último minuto. Mas, um ano depois do lançamento de Risen, Gothic 4 chega às lojas. Quem sobreviverá? Quem alcançará maiores vendas? Para a Piranha Bytes, não faz muita diferença: Risen 2 já foi anunciado e a desenvolvedora alemã seguiu com sua vida. Para a JoWood, com a ajuda da desenvolvedora Spellbound, Gothic 4 pode significar um novo sopro para a franquia ou a comprovação de que a equipe original é insubstituível.

Gothic 4 - Demo 01Risen - Demo 05 Baixei os demos dos dois jogos, apesar de minhas ressalvas com versões demo. Você pode encontrar a versão demonstração de Gothic 4 no Steam. Risen, não está disponível para nossa região no Steam, mas você pode baixar o demo no Baixaki. Para minha avaliação, vou utilizar os critérios do Mobygames: Jogabilidade, Gráficos, Gosto Pessoal e Áudio. Vou deixar de fora AI, por que os dois jogos tem aquela inteligência artificial de sempre: não dá vexame, mas também não surpreende. Lembrando que Gothic 4 teve um ano a mais de desenvolvimento em relação ao seu rival, mas o pessoal que fez Risen já tinha o know-how necessário.

  Risen Gothic 4
Jogabilidade Tradicional de Gothic, com um combate difícil de dominar e uma grande quantidade de monstros. A exploração é mais liberada no demo, mas as missões são mal aplicadas e podem ser completadas sem sequer começarem! Os diálogos se arrastam. O combate não é tão simplificado quanto eu temia e flui melhor. Não há tantos monstros, o que faz mais sentido. A exploração no demo é amarrada às missões, que são convencionais ("pegue isto", "enfrente aquilo", "fale com ele"). Diálogos mais cinemáticos.
Gráficos A Piranha Bytes dá um passo para trás e lança um jogo que visualmente é inferior ao que já fez antes! Os monstros são novos skins para criaturas clássicas de Gothic. A interface é muito pequena e confusa. Direção de arte mais soturna, anuncia um jogo que pode se tornar sombrio. Visualmente maravilhoso! Mas só roda sem travas se ajustar tudo para o nível low. Mesmo assim, ainda é bonito. A interface é muito bem trabalhada. Cores claras e leveza visual, entretanto, comprometem um pouco o tom da trama.
Gosto Pessoal Começa em tragédia: corpos naufragados sendo devorados por animais selvagens, uma tempestada torrencial e um protagonista perdido. Não há muita indicação de para onde a história pode ir. Gostei do tom geral do jogo, apesar da qualidade técnica inferior. Começa com flertes, risadas e uma vila feliz! Início inusitado para um jogo da série Gothic, mas garante uma ligação emocional com os personagens. O protagonista tem mais personalidade. É um jogo que pode agradar, se perder um pouco de sua leveza.
Áudio Sons abafados, música quase inoperante. Sons melhores, música melhor, mas nada que empolgue.

Vitória técnica para Gothic 4, para meu espanto! Mesmo os elementos que tornam a jogabilidade mais fácil para os iniciantes podem ser desativados a critério do jogador, aproximando a experiência do padrão estabelecido em jogos anteriores. É interessante notar como a simplicidade de Gothic 4 faz Risen parecer um jogo mais travado...

Gothic 4 - Demo 04 Gothic 4 - Demo 05 Risen - Demo 03 Risen - Demo 04Infelizmente, baseado somente nos dois demos, eu não tenho condições de recomendar nenhum dos dois jogos para ninguém, por incrível que pareça. Falta a estas versões justamente os grandes diferenciais dos dois primeiros Gothic: um mundo totalmente aberto para exploração e uma história envolvente. Eu não conseguiria avaliar Gothic 2, por exemplo, baseado apenas na primeira hora de jogatina. Como ambos os demos não apresentam problemas graves e, motivado pelo histórico por trás de suas produções, eu diria que é possível que tanto Risen quanto Gothic 4 sejam títulos fantásticos.

Mas, também é possível que o raio não volte a cair no mesmo lugar e tanto a Piranha Bytes quanto a JoWood tenham se prejudicado com seu conturbado divórcio. Só uma experiência completa para dizer se ganhamos dois verdadeiros Gothic 4, se ganhamos apenas um, ou se perdemos tudo. A esperança permanece.

Gothic 4 - Demo 06 Gothic 4 - Demo 07 Risen - Demo 08  Risen - Demo 07

Ouvindo: Hole - She Walks on Me
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

3 comentários:

Anônimo disse...

E ae aquino, como é que ta o seu hardware?

C. Aquino disse...

Intel Core 2 Duo 2.53GHz
2GB de RAM
nVidia GeForce 9400GT com 1GB

Não roda Crysis direito, mas, no que me interessa, ela dá conta do recado. Você pode dar uma conferida no meu histórico de PCs em http://blog.retinadesgastada.com.br/2008/09/nomes-tem-poder.html. A máquina atual atende pelo nome de Indigo e está completando dois anos de serviços prestados.

José Guilherme Wasner Machadi disse...

Até que não me surpreendi pela vitória inicial de Gothic 4, por causa da Spellbound. Ela é uma boa desenvolvedora, então pelo menos na questão técnica e de jogabilidade, eu esperava ver um título mais sólido. Aliás, já estão saindo as primeira reviews do Gothic 4. A IGN deu uma nota até razoável, 7.5, o que classifica o jogo como "bom". É interessante ver os pontos positivos e negativos levantados pela review. Devo baixar o demo do G4 em breve, e se eu gostar,talvez compre mais à frente, quando houver uma redução de preço.

Abração!

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

High Hell