Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

18 de maio de 2009

Uma Nação de Piratas

"Infelizmente" saiu uma excelente matéria no The Escapist sobre a pirataria de jogos eletrônicos no Brasil. Infelizmente porque ajuda a propagar o mito (?) de que nosso país é uma bagunça, uma terra sem lei onde vale a lei de Gérson. Artigos desse tipo tendem a mostrar somente o lado ruim de nossa sociedade, omitindo aspectos positivos como nossa camaradagem, nossa alegria, nosso Carnaval e nosso futebol... Parabéns para Pedro Franco, autor da matéria, nem tanto por mostrar aquilo que nós estamos cansados (acostumados?) a ver em nossos grandes centros urbanos, mas por revelar esta vergonhosa realidade para leitores estrangeiros e provocar mais uma vez a nossa reflexão.

O Loading Time traduziu o artigo de Pedro Franco, na íntegra. Leia alguns trechos abaixo:

" (…) Embora não seja fácil conseguir dados, a Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Eletrônicos (Abragames) estimou que em 2004 nada menos que 94% do mercado de games do país consistiu em mercadorias pirateadas. De forma similar, o portal de internet brasileiro UOL noticiou em 2006 que o então chamado “mercado cinza” de produtos importados ilegalmente fez 80% do mercado de games do Brasil e 94% do mercado de consoles. Esses números levam a uma conclusão simples: se você joga videogames no Brasil, mais do que provável que você esteja cometendo um crime.

(…) O que é verdadeiramente perturbador, entretanto, é o que vem depois, quando você menciona a outras pessoas que você comprou um game pirateado. Ao invés de censurá-lo ou reprimi-lo por cometer um ato grosseiramente ilegal, a maioria das pessoas sequer mostrarão surpresa. Se você conversar com outros jogadores, eles talvez o enalteçam por sua decisão.

E, de fato, por que eles não iriam? Existe hoje toda uma geração de jogadores - a geração 32-bit - que provavelmente comprou a vasta maioria, se não toda, sua coleção de games ilegalmente. Essa pirataria não se restringe aos games, tampouco, embora o mercado de jogos clandestinos seja provavelmente o maior e mais flagrante. Dizer que o Brasil é uma nação de piratas não é tão distante da verdade."

Ouvindo: Emilie Autumn - Dead Is The New Alive
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Um comentário:

José Guilherme Wasner Machado disse...

É lamentável mesmo. Já perdi a conta de quantas vezes fui chamado de "otário" por adquirir jogos legalmente, em vez de simplesmente baixar ou comprar no camelô. Pior é que a pirataria tem a total complacência das autoridades, como um pequeno passeio pelos centros das principais cidades brasileiras pode demonstrar.

A realidade brasileira é uma vergonha, mas lá fora a situação também não é fácil. Jogos de PC não raramente tem 90% ou mais de cópias pirateadas. Que desenvolvedora consegue se manter viva desse jeito? Toda hora recebemos notícias de que alguma fechou as portas e mandou todo o staff para a rua. Pessoas como nós, que precisam trabalhar para botar comida em casa.

Pirataria é roubo puro e simples, e quem pirateia é tão ladrão quanto qualquer bandido de rua.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Regalia