Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamMastodonCanal no YouTubeRSS

3 de abril de 2022

Rolando os Dados

The Order of the Stick

Nos últimos dois meses, minhas vida foi tomada por um trabalho incrivelmente enfadonho e estafante, mas que pagava muito bem. Mais do que isso não posso dizer, por razões contratuais. Porém, a natureza da atividade exigia de mim foco extremo, que eu intercalava com um velho, mas perdido, hábito: a leitura de webcomics. Houve um período de minha vida em que eu acompanhava com frequência esse tipo de conteúdo, mas acabei deixando para trás. Esse trabalho em específico, sazonal, trazia de volta a velha paixão.

O que me levou novamente a The Order of the Stick.

O fantástico quadrinho é a obra e o trabalho de Rich Burlew, que lhe rendeu um verbete na Wikipédia. O autor americano iniciou esse projeto em 2003, está prestes a completar duas décadas e a grande saga só tem previsão de conclusão para 2025. Até agora, são mais de 1200 páginas, sem contar as edições especiais publicadas aqui e ali. Rich Burlew é um profundo conhecedor de Dungeons and Dragons e foi um dos finalistas de um concurso de criação de cenários da Wizards of Coast. Embora ele não tenha vencido a competição, a boa colocação lhe garantiu a oportunidade de contribuir com vários livros de regra para o sistema de RPG e seu universo.

Porém, o mais importante, é que o resultado animou Burlew para começar The Order of the Stick. Foi uma mistura de seu amor por Dungeons and Dragons, seu senso de humor e a emergente cena dos webcomics baseadas em figuras de palitinhos, a mesma vertente que também pariu Cyanide & Happiness, um ano depois. Consequentemente, The Order of the Stick combina (de forma que só posso chamar de magistral)metalinguagem sobre os sistemas e as regras, humor inteligente, personagens carismáticos e uma grande narrativa repleta de momentos épicos que caberiam perfeitamente em uma tela de cinema ou naquela sessão inesquecível de RPG de mesa.

Acredito que, em minha primeira tentativa de acompanhar The Order of the Stick, eu tenha lido cerca de 500 páginas da obra. O tempo passou e retomar a narrativa me parecia impossível. Até que, nesse ano, foi The Order of the Stick que preservou minha insanidade nos intervalos marcados no relógio entre um surto de foco e o próximo. Resolvi recomeçar do zero, depois de um mês lendo webcomics aleatórios. Valeu muito a pena e já estou na página 725. Em apenas 30 dias, devorei a jornada do grupo de aventureiros que dá nome à série. Passei da metade, ainda há um longo caminho pela frente mas tenho a certeza de que acabarei alcançando o ritmo de Burlew. Infelizmente, o autor convive com uma doença crônica que ele nunca explicou qual era, que o impossibilita de entregar novas edições com a frequência desejada. Anos atrás ele ainda sofreu um acidente que rompeu ligamentos no dedão direito, mantendo o quadrinho em um enorme hiato até sua recuperação.

Essa postagem é ao mesmo tempo uma forma de agradecimento e uma recomendação para todos os amantes de uma boa narrativa (em inglês, sorry) e fãs de RPG de qualquer sistema. The Order of the Stick está mexendo com regiões da minha mente que julgava adormecidas e sinto que 2022 pode ser o ano em que eu finalmente retorno para Baldur's Gate... o chamado da aventura é forte.

Ouvindo: The Raveonettes - Sleepwalking

Nenhum comentário:

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino

Aztech Forgotten Gods