Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

5 de julho de 2021

E3 2021: Dez Jogos Indie Que Você Não Viu Porque Não Mostramos Antes

indie-somerville

(publicado originalmente no Gamerview, mas eu tinha esquecido completamente de trazer pra cá)

Nem só de grandes produções se faz a indústria de jogos. Enquanto a E3 serve de palco para anúncios grandiosos ou rivalidades históricas entre produtoras de consoles, ela também tem espaço para a cena indie. É um pessoal que vende o almoço para comprar a janta, que se dedica de paixão ao seu sonho e costuma apresentar inovações que serão replicadas pelos estúdios AAA anos depois.

Aqui no Gamerview, tentamos de tudo para sermos democráticos e apresentar uma cobertura abrangente de todos os eventos. Nosso time quebrou recordes durante os últimos dias para trazer para você mais de 150 notícias relacionadas à E3! E, mesmo assim, tiveram jogos que ficaram de fora.

Então, bem-vindo à repescagem, ao grupo de acesso da E3 2021. Separei para você uma seleção de 10 jogos indie que não couberam na nossa cobertura até agora mas merecem sua atenção e carinho:

1) Somerville

Somerville é o jogo indie de estreia da Jumpship, o novo estúdio de Dino Patti, um dos criadores de Limbo e Inside. Nessa aventura enigmática, visitantes siderais vieram à Terra e provocaram uma catástrofe global sem precedentes. Cabe ao jogador fazer o impossível para reunir sua família, em meio ao cenário rural devastado da região que dá nome ao jogo. O título mantém a atmosfera opressora e sombria dos trabalhos anteriores de Patti, misturando horror emocional e ficção-científica.

Plataformas: PC, Xbox One, Xbox Series.
Data de lançamento: 2022.

2) Tinykin

Tinykin é Pikmin para PC, não há uma forma melhor de descrevê-lo. Essa aventura indie coloca o jogador no papel do espaçonauta Milo, naufragado em um planeta de proporções colossais. Com a ajuda dos simpáticos monstrinhos Tinykin, ele deve resolver puzzles e atravessar desafios de plataforma para encontrar uma forma de retornar para casa. Coincidência? Talvez. A reviravolta aqui é que Milo é humano, do ano 2748, e ele está redescobrindo a Terra. O que aconteceu para tudo ter se tornado tão gigante? Onde estão as pessoas?

Plataformas: PC.
Data de lançamento: 2022.

3) Demon Turf

Demon Turf traz uma diabinha com atitude disposta a se tornar a Rainha do Inferno. Para alcançar esse objetivo, ela precisará encarar gangues demoníacas em um jogo indie de plataforma. O estilo visual do jogo mistura ambientes abertos em 3D com personagens desenhados à mão em 2D, com resultados inusitados. O bom humor dá a tônica, seja na aparência geral de tudo, seja na trilha sonora, que conta até com raps entoadas pela "heroína".

Plataformas: PC, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series, Switch.
Data de lançamento: 2021.

4) GRIME

O trailer de GRIME não explica nada, só confunde, mas é isso que chama a atenção para esse jogo indie. Na prática, esse é um título de ação e aventura grotesca que mexe com o body horror. Em um mundo de carne, você derruba seus oponentes com armas vivas e consome seus restos através de um buraco negro, para aperfeiçoar sua própria massa biológica. É um título para quem tem estômago forte, porém também é um jogo para quem curte desafios.

Plataformas: PC.
Data de lançamento: 2021.

5) Akatori

Akatori é um jogo indie que esbanja simpatia, mas sem abrir mão da jogabilidade. Nesse Metroidvania, a jovem Mako tem a habilidade de alternar entre dimensões e vai utilizar esse poder para abrir seus caminhos. Ela precisa desvendar os segredos do seu mundo, encarar inimigos perigosos e evitar o despertar de uma divindade ancestral. Além disso, o jogo também traz combates nervosos e a possibilidade de desbloquear mais poderes em sua jornada.

Plataformas: PC.
Data de lançamento: Sem previsão.

6) No Longer Home

No Longer Home é um título indie que busca mostrar o extraordinário da vida cotidiana, a beleza naquilo que fazemos e nunca percebemos. Essa jornada emocional vai colocar o jogador no controle de Bo e Ao, um casal de estudantes universitários que morou junto por um ano. Agora, diante da necessidade de seguirem caminhos diferentes, eles irão se recordar de tudo que aconteceu e da poesia presente nas pequenas coisas do dia a dia. Ao mesmo tempo, uma criatura de múltiplos olhos se torna o terceiro habitante do apartamento…

Plataformas: PC.
Data de lançamento: 2021.

7) Trash Sailors

Com um estilo visual ímpar, Trash Sailors é basicamente o que diz o seu título: um bando de marujos do lixão. O título cooperativo para até quatro jogadores tem gráficos desenhados à mão. Na trama, um dilúvio assolou o mundo e está tudo alagado. Para sobreviver, seu time terá que catar escombros da civilização e construir a balsa mais tosca de todos os tempos para buscar terra seca. No caminho, será necessário aperfeiçoar a balsa e encarar ataques de crocodilos do pântano, tubarões tóxicos e até piratas do gelo.

Plataformas: 2021.
Data de lançamento: PC, Xbox One, Xbox Series, PlayStation 4 e Switch.

8) White Shadows

White Shadows é mais um jogo indie esteticamente impressionante, buscando na ausência de cores uma forma de expressar a tensão de seu mundo. Nesse futuro distópico, uma Grande Guerra aconteceu. A raça humana se mesclou com animais e os sobreviventes vivem no último bastião da civilização, a Cidade Branca. Porém, entre seus prédios colossais, governam os lobos. Aqueles que não podem pagar por tratamento são vítimas de uma epidemia mortal. Agora, algo está vindo para colocar essa sociedade no chão.

Plataformas: PC.
Data de lançamento: 2021.

9) UnMetal

UnMetal é Metal Gear Solid renascido. A homenagem já começa no nome desse jogo indie e continua a partir daí. A jogabilidade é exatamente aquilo que se espera: a furtividade em cenários 2D dos primeiros títulos da franquia criada por Hideo Kojima. Em contrapartida, aqui saem as conspirações mirabolantes e a história emocionalmente profunda. Em seu lugar, temos um senso de paródia e galhofa, de desconstrução do gênero. Não por acaso, esse projeto é do mesmo criador de UnEpic, um RPG metroidvania que não deixava pedra sobre preda.

Plataformas: PC.
Data de lançamento: 2021.

10) Citizen Sleeper

Citizen Sleeper fecha nossa lista com chave de ouro. O jogo indie é descrito como um RPG "nas ruínas do capitalismo interplanetário". Na trama, o jogador pertence a uma casta que teve a consciência digitalizada e é propriedade de uma corporação. Em fuga por um destino melhor, seu corpo entra em processo de franca decadência, vítima da chamada "obsolescência programada". Será necessário sobreviver do que se encontra pelas ruas, formar alianças com outros habitantes da estação espacial e escapar das garras da corporação.

Plataformas: PC.
Data de lançamento: 2022.

Ouvindo: Jared Hudson - Final Fantasy 10 The Final Summoning OC ReMix

Nenhum comentário:

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino

Cyanide & Happiness - Freakapocalypse