Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

11 de novembro de 2018

Elon Musk: Filantropo, Milionário... Criador de Jogos?

Musk

Tony Stark da vida real ou Norman Osborn em potencial, gênio ou picareta, Elon Musk é uma das figuras mais conhecidas e controversas do mundo da tecnologia atualmente, seja por mandar um carro em direção à Marte, seja por fumar um cigarro de maconha ao vivo na internet ou comprar briga na Tailândia.

É claro que um indivíduo com tantas facetas deva ter algum lado que nem todos conhecem e uma parte de sua história de vida pouco divulgada é que Musk já trabalhou no desenvolvimento de jogos eletrônicos e pode-se dizer inclusive que sua imensa fortuna começou aí.

Aos 10 anos de idade, o jovem sul-africano foi levado aos Estados Unidos à passeio por seu pai, um engenheiro elétrico. A viagem cimentaria o fascínio do garoto pelos jogos: "eu lembro que foi uma experiência realmente incrível, porque todos os hotéis tinham fliperamas. Então, a primeira coisa que eu fazia, quando chegávamos a um novo hotel, era ir aos fliperamas". Essa descoberta despertou um interesse precoce por computação que nunca o abandonaria e ele se tornou um autodidata: "eu pensei que poderia fazer meus próprios jogos. Eu queria ver como os jogos funcionam. Eu queria criar um videogame. Isso é o que me levou a aprender como programar computadores".

Foram necessários apenas dois anos para ele, em 1983, fazer o seu primeiro negócio. Aos doze anos de idade, Elon Musk vendeu o código fonte do jogo Blastar para a revista de informática PC and Office Technology por quinhentos dólares, uma soma significativa para alguém da sua idade. Blastar acabaria sendo preservado para a posteridade por Tomas Lloret Llinares, um engenheiro de programa do Google, que converteu aquele código de décadas atrás para HTML 5. Hoje, é possível jogar Blastar diretamente do seu navegador.

Se passariam outros dez anos antes de Musk voltar ao mundo dos jogos. Em 1994, já morando nos Estados Unidos, o futuro magnata trabalhava de dia com ultra capacitores na Pinnacle Research Institute e de noite ainda fazia um bico como programador de baixo nível na desenvolvedora Rocket Science. Quem procurar com cuidado irá encontrar o nome de Elon Musk nos créditos de Cadillacs and Dinosaurs: The Second Cataclysm e Loadstar: The Legend of Tully Bodine, dois rail-shooters que usavam e abusavam de sequências em FMV para aproveitar a febre do armazenamento dos drives de CD-ROM e do Sega CD.

cadillacs-and-dinosaurs-the-second-cataclysm-sega-cd-screenshotloadstar-the-legend-of-tully-bodine-dos-screenshot-mort-seems

Por uma dessas coincidências do destino, os três jogos apresentam temáticas que se tornariam marcantes na trajetória de Musk: espaço sideral, carangas possantes e um veículo rápido sobre trilhos. Entretanto o empreendedor largaria a indústria dos jogos pouco depois, para iniciar uma sucessão de negócios que o levariam mais longe e se manteria ligado ao passado apenas como um jogador fervoroso de títulos como Overwatch e Civilization.

Ouvindo: The Chemical Brothers - Don't Think| Out of Control | Setting Sun
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Nenhum comentário:

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

We Happy Few