Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterCanal no YouTubeRSS

23 de outubro de 2018

Desenterrando do Gelo

sketch

The Thing é um dos melhores jogos de terror que já joguei. Talvez o melhor. Ele é fruto de uma nobre linhagem, de uma história que começou 80 anos atrás.

Embora ele seja a continuação canônica do filme The Thing ("Enigma do Outro Mundo", aqui no Brasil), é importante frisar que a obra-prima de John Carpenter é na verdade a refilmagem de um filme de 1951, The Thing from Another World ("Terror no Ártico", para os espectadores brasileiros).  O filme clássico, em contrapartida, é uma adaptação do conto de ficção-científica "Who Goes There?", escrito em 1938 por John W. Campbell, Jr..

Até então, supunha-se que a trilha de horror deixada pela criatura capaz de mudar de forma tivesse seu início aí. Mas, assim como o próprio antagonista, essa é uma lenda que se recicla e assume novas configurações, ludibriando todos aqueles que acreditavam ter solucionado o problema. Alec Nevala-Lee, um pesquisador da obra de J.W. Campbell, Jr., descobriu que o conto original nada mais era que uma edição de um romance muito maior, modificado para caber em uma publicação.

O manuscrito Frozen Hell traria uma versão mais elaborada e com mais elementos do mesmo enredo e os relatos diziam que ele estava desaparecido... o quão enganados estávamos...

Esse documento foi encontrado nos arquivos de Harvard e o autor John Betancourt, responsável por uma continuação autorizada da obra, tomou a iniciativa de tentar transformar o manuscrito em um livro completo, como deveria ter sido desde o início. Para tornar possível sua meta, abriu um financiamento coletivo no Kickstarter para solicitar a módica quantia de US$1000 para custear o projeto.

Em poucos dias, Frozen Hell se tornou realidade e arrecadou nada menos que 40 vezes o valor pedido.

Com uma doação inicial de US$7 é possível reservar uma cópia em formato digital de Frozen Hell, assim como várias antologias de outras histórias do autor e o texto "Who Goes There" clássico. Desde que cumpriu sua meta, a iniciativa também alcançou mimos adicionais, incluindo uma capa exclusiva para o livro criada pelo lendário ilustrador Bob Eggleton.

Ouvindo: Dj Pitch Black - Suicide Commando Hellfire Mix
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

Um comentário:

Shadow Geisel disse...

Os deuses negros do horror não cansam de presentear seus súditos com maravilhas como essa, em pleno mês de outubro. Acho que depois de Alien, The Thing é meu filme favorito de horror de todos os tempos. Não consigo deixar de gelar quando revejo aquela introdução maravilhosa (a do "cachorro" sendo perseguido) embalada pela trilha espetacular de John Carpenter. O jogo pra PS2 eu tenho, mas ainda não tive coragem de jogar. Sobre a história, eu adoro o título Who Goes There, pois é bastante sutil e expressa toda a paranoia e terror de não saber com quem estamos lidando. Um achado magnífico. Vou ficar de olho pra quando sair a versão em português.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

We Happy Few