Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

4 de agosto de 2012

Jogando: Plants vs Zombies

Plants vs Zombies 06

Por cinco dólares em uma promoção no Steam no passado distante, Plants vs Zombies, o triunfo da Popcap, é uma pechincha. Principalmente porque ele é algo na linha de 10 jogos por 1. Se você se despir de preconceitos contra títulos casuais ou temática colorida, é impossível não encontrar pelo menos um mini-jogo dentro do pacote que não te fisgue e te arraste por horas e dias a fio sem soltar.

O jogo principal, ou modo aventura, é o típico tower defense: proteja uma área com unidades de diferentes habilidades contra hordas intermitentes de inimigos também dotados de diferentes habilidades. Não existe uma estratégia definida, certo ou errado, e o jogador é incentivado a testar combinações de poderes. Quando você achar que já dominou o jogo, ele te apresenta uma nova variável e força a readaptação. Entre batalhas noturnas, com neblina, com terreno em curva ou com uma faixa de água no meio, você irá queimar alguns neurônios para triunfar. Mas nada que produza stress ou uma sensação de fracasso.

Plants vs Zombies 03 Plants vs Zombies 01

Tirando o modo aventura, Plants vs Zombies ainda vem com um rápido editor de avatares (que meu filho adorou), um jogo completamente diferente de cuidar de plantas de jardim (o Zen Garden), modo Survival (para aqueles que já bocejam da facilidade do modo aventura), dois tipos de puzzles (sendo que em um é possível inverter os papéis e controlar os zumbis e outro é o viciante Vase Breaker, onde você não sabe o que tem em cada vaso quebrado) e mais uns vinte mini-jogos que vão de cópias inspiradas de Bejeweled a Boliche, passando por um aquário de mortos-vivos (!?).

Plants vs Zombies 05

Mas a fórmula secreta da Coca-Cola da Popcap não é tão secreta assim. Com a combinação exata de personagens fofinhos, música grudenta e uma jogabilidade simples, onde apenas o mouse é usado, o título mira no sucesso. Técnicas pavlovianas de estímulo são colocadas em prática para manter o interesse no máximo: a dificuldade nunca é alta demais para provocar a desistência ou baixa demais para desestimular, a interface  destaca mais o botão de "continuar" do que o botão de "sair", cada vitória inicia imediatamente outra partida, troca de regras a cada X rodadas para não cansar. Quando você percebe, foi habilmente ludibriado e já é madrugada.

Infelizmente, a versão PC do jogo é limitada. Nos consoles, o título tem suporte a coop e resolução HD. Para os compradores da versão Game of the Year(!) no Steam, modestos 800x600 que só ocupam tela cheia se desativar a aceleração 3D.

Apesar dos entraves técnicos e da sensação de estar sendo manipulado por um experimento aditivo, Plants vs Zombies mais do que vale o seu preço e diverte bastante. Grande destaque para a trilha sonora de Laura Shigihara, então namorada do criador do jogo e que ascendeu ao estrelato merecidamente com seu trabalho aqui.

Foi difícil para mim encontrar um ponto de dar o jogo como "concluído". Como muitos já comentaram, Plants vs Zombies, a exemplo da maioria dos jogos de estratégia, é para ficar instalado na máquina e ser revisitado de tempos em tempos. Completei o modo Aventura duas vezes, na segunda vez só para mostrar o chefe final e o hilário clipe final para o meu filho. Desbloqueei todos os mini-jogos, fechei todos os puzzles e a maioria dos modos Survival. Ignorei solenemente o Zen Garden, porque não fez minha cabeça, mas foi apenas uma fração da totalidade do pacote PvZ.

Plants vs Zombies 04

Com a sensação de dever cumprido (e quintal protegido), me afasto desta obsessão com um sorriso no rosto.

Pontos positivos de Plants vs Zombies: simplicidade, variedade e trilha cativante. Pontos negativos de Plants vs Zombies: limitações técnicas na versão para PC, mecanismos óbvios de retenção do jogador. Nota final: 7,5.

Ouvindo: Fabulous Disaster - Minimize My Faith
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

19 comentários:

Marcos A.T. Silva disse...

Plants vs. Zombies é um jogo fantástico. Foi, aliás, o jogo com o qual introduzi minha esposa no "mundo dos games".

Adoro, e sempre jogo. Até mesmo esse problema da resolução eu acabo me esquecendo. É o tipo do jogo que você sempre se depara com algo novo, a cada sessão.

Aliás, Aquino, já deu uma olhada no "help", dele? Fico abismado com a veia cômica dos caras. Há algum tempo atrás ouvi falar em um suposto PvZ 2, mas agora, depois da venda da PopCap (infelizmente para aquela empresa cujo nome nem sempre deve ser pronunciado...hehehe), não sei. Acho que não sai não.

Mas é um jogão!

Breno disse...

Não entendo essa de "técnica pavloviana"! Não é a função do jogo entreter o jogador,apresentar variedade,aumentar o desafio a medida que avança,etc(se o jogo tem mesmo essas qualidades é outra história)... Onde isso configura que o jogo tá ludibriando o jogador? Seria algo do tipo, eu tó jogando um jogo merda mas o jogo me engana me fazendo pensar que o jogo é bom?

Jimmy666 disse...

Bom, o modo Hd nem me fez falta...
Enfim, o jogo é excelente, o casualismo acaba da primeira vez que se chega ao final pq da segunda vez que se joga a dificuldade aumenta e muito.
Acho injusto um mero 7,5, eu por exemplo pagay U$1,99 no jogo e o joguei por muito mais horas do que jogos que comprei por dez vezes o preço dele.
Já jogay e tenho varios jogos Tower Defense, nenhum deles m,e entreteu sequer por 10% do tempo que perdi com PVZ.
Nota 9 no mínimo(em diversão)

breno disse...

Atribuir uma critica a um preço a pagar com certeza é uma coisa imbecil! Imagine que existe um jogo no valor de um milhão de dolares,com graficos de fazer a Pixar morrer de inveja, Inteligencia artificial melhor que a Skynet, mundo maior que jupiter,etc...seria justo dar uma nota baixa só por causa do preço?

Jimmy Fischer disse...

Eu acho que não se atribui à crítica, mas sim ao "custo X beneficio".

Raphael AirnMusic disse...

"Melhore essa nota ou vamos visitar seu quintal.

ass: Zumbis"

C. Aquino disse...

Ah, meu São Keyboard, dar nota é um negócio tão complicado...

Em nenhum momento eu falei que o jogo não é divertido ou que não vale cada centavo investido. Mas não acredito que eu vá me lembrar dele da mesma forma que outros jogos como S.T.A.L.K.E.R. (nota 8), Legend of Grimrock (8,5) ou Batman: AA (9).

Se levar em consideração a relação custo x benefício, Killing Floor está MUITO na frente, com quase 200 horas de diversão pelos mesmos 5 dólares que paguei em PvZ. E Killing Floor ganhou nota 8.0 aqui.

Enfim, Plants vs Zombies é divertido, vale o investimento, bem acabado, mas não é GOTY para mim.

Breno disse...

Todo mundo sabe que um jogo com nota 7 é um fracasso!

Já eu colocaria STALKER acima de Batman! Batman é um 6,0 pra mim,sendo BEM generoso!

Jimmy Fischer disse...

Um jogo com nota 7 é um fracasso se for uma franquia AAA com milhões de dólares envolvidos em seu desenvolvimento.
Já o Batman AA merece nota 9,5 pra mim, foi junto de Dragon Age Origins o melhor jogo de 2009!
Agora, PVZ merece nota melhor que 8 no mínimo!
P.S.:Dependendo do navegador estou logado em contas difrentes, logo JimmyFischer e JImmy666 são a mesma pesssoa em contas diferentes!

breno disse...

Dinheiro injetado em jogos só serve para as apresentações(leia-se graficos e marketing)! Inspiração>Dinheiro!
E tirando a capa superficial de Batman, o jogo tem bastante defeitos como sistema de combate simples, boss fights lixo, história mediocre, puzzles idem... mas esses defeitos só devem custar meio ponto não é?

Ei Aquino, quantas heresias sendo faladas via twitter! Quake 4, melhor jogo da ID(melhor que os jogos da ID,sem incluir Rage,DooM 3 pode ser)? Fala sério!

Jimmy Fischer disse...

O Sistema de combate do BATMAN AA pode ser simples à uma primeira vista, mas vai pontuar nos mapas challenge pra ti ver como tem que ser ninja!
Não confunda simplicidade com "simplismo", Batman foi uma obra de arte!

JC disse...

Puxa Aquino, legal a sua análise, deu pra ver que curtiu o jogo, mas sou mais um a implicar com a nota dada.
Pessoalmente sempre tento captar as impressões sobre o jogo ao ler esse tipo de texto ao invés de me basear pela nota data.
Mas digamos que uma pessoa que nunca jogou o game leia seu review, ou melhor, pule direto para a nota, como é mais comum, e tenha a impressão de que se trata apenas de mais um jogo casual mediano?
Sei que é uma nota pessoal mas não acho legal compara-lo com games de outro gênero pra ter referência de nota. Entre os Tower Defense ele é o mais divertido que já joguei, além de ter um alcance muito maior que um jogo de nincho como o KF.
A versão PC é tecnicamente inferior que as dos consoles porque foi a primeira. As de PS3, Xbox e DS sairam mais de 1 ano após a versão original, sendo desenvolvidas do zero. Eu adoraria ter o modo versus no PC, mas seria necessário refazer o jogo inteiro...
Não acho que "mecanismos de retenção" que todo casual usa por sinal, seja um ponto negativo. As recompensas do jogo são muito mais interessantes que drops dos MMOs ou level ups no KF (extremamente chatos de se fazer honestamente, diga-se de passagem) pra mim.
Pra acabar o comentário enorme, acho que ele foi um dos poucos jogos que receberam o título de GoTY merecidamente nos ultimos anos, quando isso ainda era alguma referência, já que ultimamente virou moda colocar qualquer jogo como game do ano só pra promover vendas. (como o Dead Island por exemplo.^^)
Abraço!

JC disse...

Ah, experimente digitar MUSTACHE e FUTURE enquanto joga. O primeiro da um achievement. Existem outros códigos que são dados pela Tree of winsdow conforme vc alimenta ela.^^

JC disse...

@Breno,

Puxa cara, concordo com o Jimmy. Batman AA é um jogo fantástico em vários aspectos, e a jogabilidade com certeza é um deles. O sistema de combate tem uma mecânica simples e acessível a praticamente qualquer pessoa, além de passar mesmo a sensação de estar no controle do Batman. Não entendo como não gostou. Mas ok, só queria saber se você curte o universo do Batman? Porque o enredo tem o mesmo clima das malhores tramas das Hqs.
Parece até eu falando de Fifa. Pra mim são todos igual, chatos e sem graça, com jogabilidade horrivel e tals...mas é porque não curtoo jogos de futebol.^^

breno disse...

@ JC(Denton?)

"Mas digamos que uma pessoa que nunca jogou o game leia seu review, ou melhor, pule direto para a nota, como é mais comum, e tenha a impressão de que se trata apenas de mais um jogo casual mediano?"

Pelo menos pra mim, medio seria nota 5 a 6 no máximo! E se o rapaz que escreveu o review acima achar o jogo,digamos, casual e mediano? Qual é o problema!

"Sei que é uma nota pessoal mas não acho legal compara-lo com games de outro gênero pra ter referência de nota."

Totalmente pelo contrario! Jogos não vivem em um vacuo, onde não existe nenhuma abordagem comparativa! Pode existir mil jogos Tower Defense melhores ou piores por ai, e isso deve ser levado em consideração na hora de se fazer um review

"A versão PC é tecnicamente inferior que as dos consoles porque foi a primeira."

Isso pra mim se chama "cuspir no prato que comeu"! No PC eles não precisam gastar 40.000 dolares pra lançar um patch como nos consoles, então não tem muita desculpa pra não dar suporte! Sem falar que o jogo deveria ter suporte HD desde que foi lançado!

E sim JC, eu gosto do Batman(e do jogo também)! Mas o enredo e roteiro é bem mediocre! Não tá nem no nivel dos melhores Hqs(Arkham Asylum, Killing Joke ou Cavaleiro das trevas,entre outros) e nem no nivel dos filmes de Nolan! Tipico roteiro fanservice esse Batman AA!

JC disse...

@Breno

Bem, o que eu quis dizer na primeira citação é que grande parte dos "apressados" gamers atuais não se dão ao trabalho de ler análises com notas, pulando direto para o veredito final que na minha opinião, só é válido se estiver no contexto da analise feita. Muita gente não compra games "medianos". Não a mal algum nisso, ou na opinião do Aquino.

Na segunda citação acho que você não entendeu o que escrevi. Eu acho que games devem ser comparados com concorrentes do mesmo gênero. Ainda era um mimimi em relação a nota que o Aquino Deu, já que ele justificou dizendo que não poderia dar nota maior outros jogos analisados no blog, de gêneros diferentes. minha opinião novamente.

Na terceira citação, de fato a Popcap poderia ter refeito totalmente a versão de PC, ou melhor, poderia ter feito como a Capcom e relançado o "ULTIMATE Pvz HD edition" cobrando novamente preço de lançamento. Eu compraria, mas acho que a maioria dos jogadores casuais que compraram no lançamento não gostariam da idéia.
Lançar em HD? Cara, a Popcap cresceu desenvolvendo jogos casuais .Eu acho que eles não tinham tanta pretensão assim no lançamento do jogo.Além do mais nuncam exigiram uma versão HD de Peggle ou Zuma nos Pcs e eles venderam bem pra caramba.Advinha: as versões dos consoles tem mais recursos que as originais.
Mas é uma reclamação válida.

Na ultima é questão de opinião mesmo. Você tem direito de ter a sua. Sou fanboy do jogo e do Batman. Adoro fan service. Adorei o Arkham City tbm, veja só^^
Abraço e valeu pelo "JC Denton"

Jimmy Fischer disse...

E esse fallout collection no STEAM hj?Valem os U$ 6,79?

C. Aquino disse...

Vale sim, Jimmy. Desde que você curta jogos de RPG da velha guarda com perspectiva isométrica, vale dizer. Para mim, os dois primeiros Fallout estão na Lista de Favoritos. Brotherhood of Steel, por outro lado, é bem chatinho.

Luis Felipe Vitte Soligueti disse...

Esse jogo é realmente muito bom, não cheguei a jogar a versão de PC, mas a versão de celular foi um verdadeiro vicio e ótima forma do tempo passar nas chatas aulas de história e matemática.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Regalia