Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

23 de setembro de 2011

A Irrealidade dos Preços no Brasil - Parte II

Nunca me ocorreu que eu escreveria uma continuação para uma postagem de abril de 2010, mas a infeliz verdade é que nada do que eu reclamei mais de um ano atrás foi corrigido. Lamentavelmente, só se confirma, quando não piora: os preços de jogos praticados no Brasil não fazem qualquer sentido, assim como o despreparo das grandes lojas.

Turok Então, vejamos. O mais "recente" Turok (de 2008) finalmente esgotou em todos os lugares. Exceto na Saraiva, onde continua sendo vendido a oitenta reais, e provavelmente irá continuar lá, enquanto o preço não abaixar. As grandes cadeias ainda não aprenderam a lição das pequenas lojas: tem que reduzir o preço, para limpar o estoque. E, mesmo assim, pode levar anos para a última caixa ser vendida.

A FNAC finalmente reduziu o preço de Timeshift. De oitenta para setenta reais. Isso, mais de um ano depois da versão de 18 reais da Fullgames ter circulado pelas bancas de jornal de todo o país. E o cúmulo do absurdo: a mesma FNAC continua vendendo Tabula Rasa, dois anos e meio depois do desligamento dos servidores do MMORPG. Talvez agora o jogo tenha um valor sentimental ou arqueológico, mas R$90 em um título que não funciona mais é para poucos.

Para que esta postagem não pareça apenas uma reavaliação de status quo, trago também o caso do Submarino e o Assassin's Creed de 129 reais. Não se trata da pré-venda do Revelations ou da edição de luxo do Brotherhood. Não se trata da versão para Xbox ou Playstation, estupidamente inflacionadas devido à carga tributária. Se trata do primeiro jogo para PC. Aquele mesmo que também já saiu pela Fullgames. Por 18 reais. Aliás, a versão do Submarino é a versão da Fullgames com capa de DVD. Por 110 reais a mais, você leva para casa uma magnífica capa de DVD! Mas fica sem o pôster e sem a revista...

ac-brotherhood

Enquanto isso, o Nuuvem, serviço de distribuição digital 100% nacional, está vendendo hoje e somente hoje (sexta-feira) a tal edição de luxo do Assassin's Creed: Brotherhood em promoção por meros R$23,97, o equivalente a menos de 1/4 do valor do preço cobrado pelo Submarino (sem contar o frete!) no primeiro jogo. Sabe quanto está sendo cobrado pela versão normal do Brotherhood no Extra? Cento e setenta reais. E está em promoção! O preço normal no Extra seria de 199 contos. O Nuuvem tem demonstrado não apenas que entende do riscado, como também tem um atendimento de primeira e força de negociação (e boa vontade) para conseguir promoções.

No Brasil, o mercado segue assim, com uns poucos e pequenos oferecendo um serviço de qualidade enquanto os medalhões vivem de explorar os desavisados, seja por ganância ou ignorância.

Briga de Foice

Lá fora, esta semana, tivemos o bizarro leilão do RPG Two Worlds II. No mesmo dia em que o Steam anunciou um desconto de 50%, o Gamersgate anunciou um desconto igual e o Direct2Drive cobriu a oferta e aumentou o desconto para absurdos 75%! Isso tem um nome: concorrência acirrada, é o usuário disputado a tapa pelos vendedores digitais.

Alpha Protocol

Finalizando, ainda que eu deseje muito sucesso para a Nuuvem, vi ao vivo nesta quinta-feira a implacável força do Steam em ação. Nos primeiros minutos do dia, a Nuuvem colocou Aliens vs Predator em promoção por 15 reais, como a oferta do dia. Catorze horas depois, o serviço da Valve colocou o mesmo jogo à venda por 5 dólares para todo o fim de semana. Mesmo em dia de alta excepcional da moeda americana, o preço no Steam não chegava a dez reais. Se você achou pouca a diferença de cinco reais entre as lojas, muito pior foi o caso de Alpha Protocol. Enquanto eu comprei a minha versão no mês de estréia da Nuuvem por vinte reais, o Steam teve a audácia de reduzir o seu preço em 90% e cobrar dois dólares pelo jogo. Repetindo: dois dólares. Se eu falar que comprei o jogo de novo, alguns vão dizer que eu sou louco.

Mas eu comprei.

Ouvindo: The Distillers - For Tonight You're Only Here to Know
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

14 comentários:

João Luiz disse...

Louco!

e eu tb comprei esse alpha protocol, mesmo não tendo assim bem recomendado.

mas quem resiste por 2 dolares?

Marcos A. S. Almeida disse...

Não tenho nada á ver com o seu bolso, mas já que você expôs publicamente...Dê uma explicação lógica que eu peço á ambulância pra dar meia volta-volver;mas se não tiver uma lógica sinto em lhe dizer que a camisa de força é um tanto quanto desconfortável!
Bom, sendo eu velho de guerra aqui no blog, acredito que o segundo jogo será sorteado por aqui, não é mesmo?Mas agora que sabemos , não adie o sorteio até o fim do ano não , pôxa, senão teremos crises de ansiendade!!
Quanto ao assunto do post eu diria que não é ganância , mas ignorância mesmo.Ninguém gosta de perder dinheiro deixando produto encalhado na prateleira,mas o mercado de games têm particularidades e que exige uma certa dedicação e conhecimento.A verdade é que o Nuuvem sobrevive da venda de jogos, portanto obrigatóriamente têm que estar antenado.Quanto ao Extra e outras lojas com o mesmo perfil,e que não têm os jogos como foco principal, o que pode acontecer é exatamente isso:botá-lo na vitrine e esquecê-lo lá , sem entender que ESSE mercado sofre variações e atualizações.Mas acho que as distribuidoras também têm culpa, pois se fizessem um pós-venda alertariam os lojistas sobre os detalhes desse mercado.Na verdade exitem outras "nuances" mas prolongaria ainda mais o meu comentário, inclusive uma que não têm nada á ver com o post mas têm á ver com jogos:o preconceito.Se o lojista não compreende e não acompanha a movimentação do mercado dos jogos,no aspecto financeiro que é o que lhe interessa, como ele pode apontar o dedo e taxar um jogo de violento e que incita a violência?? Preconceito e falta de conhecimento.
Em tempo: chuva de posts! Tá de férias?
Em tempo II: Não sei se você gosta de jogos antigos, mas já ouviu falar de uma iniciativa brasileira de um jogo indie e retrô chamado ONIKEN ?

C. Aquino disse...

João Luiz, tem muita gente reclamando do Alpha Protocol. Mas também tem alguns analistas que eu respeito que gostaram do jogo. Eu prefiro tirar minhas conclusões. E por 2 dólares...

Marcos, você deu uma boa ideia que eu infelizmente não pensei. Porém, acredito que deva rolar promoção no Natal, sim senhor. E, espere, mande a ambulância voltar! Eu tenho uma boa desculpa para ter duas licenças de um jogo! Alpha Protocol tem 9GB e por incrível que pareça o sistema de download do Nuuvem NÃO tem suporte a Resume. 9GB para baixar direto é algo que, na minha conexão, demoraria umas 24 horas contínuas, sem poder usar a internet e com o risco de cair no meio... Por dois dólares (menos de 4 reais) eu estou pagando para baixar o jogo do jeito que eu quiser, com pausa e a velocidade total do Steam. Seu comentário sobre o preconceito está certíssimo também.

A chuva de posts é uma mistura de tranquilidade no trabalho free-lancer com minha aposentadoria temporária do Fallout 3 (que comia muito tempo).

Oniken? Vou pesquisar...

Rodrigo disse...

Encontrei no mercado de jogos digitais o caminho para fugir da pirataria. Hoje sou comprador assíduo em lojas como Steam, GamersGate, Green Man Gaming, Impulse, conseguindo uma biblioteca de mais de 100 jogos em menos de 6 meses comprando jogos com preço justo.
Infelizmente não é a mesma realidade para muitas pessoas, principalmente pelo uso exigido de cartão de crédito internacional que nem todos possuem.
Acredito fortemente na Nuuvem, como opção para o cenário brasileiro e a oferta de hoje com o AC Brotherhood é simplesmente incrível.

João Luiz disse...

Aquino, dá uma olhada no gog, tá com uma ótima promoção nos jogos D&D clássicos (BG, IWD, planescape, etc).

se tu ainda não tem, é a chance de comprar planescape e outras pérolas...

tb li críticas bem ruins sobre o alpha, mas por 2 dólares dá pra tu mesmo tirar a febre, concordo contigo...

Marcus Gonzallez disse...

Depoimento: Eu fui usuário de pirataria por muito tempo. Baixava jogos por torrent e frequentava o submundo da internet em busca de crack (sic). As vezes era infectado por algum vírus, tinha que formatar minha máquina e também me sentia meio intruso em todo esse meio de jogos eletrônicos. Os jogos não eram meus. Os produtores deles não gostavam de mim. Até me xingaram quando craqueei COD World at War. Aparecia uma mensagem dizendo que eles odeiam o sistema de compartilhamento P2P e ironicamente me diziam: Have a good life. Aquilo me marcou profundamente. Mas então eu conheci o Steam, comprei meu primeiro jogo, GTA IV Episodes from Liberty City e depois conheci a Gamersgate e o Direct2Drive, Greenmangaming e passei a comprar até mesmo os jogos que já havia terminado. E depois descobri a CD-KeyBrasil, e recentemente o Nuuvem. Hoje tenho mais de 200 jogos, todos originais. E não consigo evitar uma promoção da Steam. Já tinha Blur original, comprado na Cd-Keybrasil e outro dia o comprei também na Steam, era uma promoção, o que eu podia fazer? Hoje gasto cerca de 20% do meu salário com essas malditas lojas digitais e adoro isso. Ainda sou um dependente.

C. Aquino disse...

Bem-vindos aos Piratas Anônimos, Rodrigo e Marcus! Espero que seus depoimentos sirvam de inspiração para que outros saiam do submundo do crack e do keygen!

João Luiz, o GOG está mandando muito bem este final de semana! Pena que a promoção é cumulativa: só leva os 60% de desconto quem comprar o pacote completo e eu já tenho vários deles. Mas alguma coisa eu devo aproveitar!

Lucs disse...

Haha.
Eu quase fiz isso,quase comprei Morrowind no steam de novo naquela quakecon (sendo a versão GOTY,eu tenho a normal que comprei na Fullgames)...

E a fullgames é bacana,a última que levei foi a trilogia Prince of Persia (por menos de 20).
E o sistema nuuvem tá mandando muito.
com preços que disputam com as de outras lojas.

E essas lojas também sugam grana aqui. Comprei Bad Company 2 e nem roda aqui.
Sem contar aqueles que compramos e nunca jogamos.

Marcos A. S. Almeida disse...

Realmente, o Steam regenera qualquer um , desde que não seja "early-adopter".Ótimos e consagrados jogos são vendidos á preços muito acessíveis e tenho consumido principalmente os multiplayer on line. E mesmo quem não têm um mísero centavo pra comprar, existem os totalmente free - de qualidade, vale dizer - como o Team Fortress.Mas nem tudo são rosas , Marcus , e ainda acho o preço dos lançamentos absurdamente alto.E teóricamente os jogos não são nossos.Nesse quesito a Fullgames arrebenta!

Marcus Gonzallez disse...

Bem, é verdade que os jogos não são nossos já pagamos apenas pela licença para utilizá-los, mas com relação a preços de lançamentos, existem meios legais de consegui-los mais baratos, em lojas de cd-keys, por exemplo. Eu não sei o que esses caras fazem, se puder me responder, mas eu comprei Crysis 2 na pré-venda por R$49,90 na Cd-key Brasil, Assassins Creed Brotherhood e Bulletstorm pelo mesmo preço. E o Hypeadíssimo Battlefield 3 tá por R$ 69,90 lá... Mas como isso???

Marcos A. S. Almeida disse...

É verdade!!Red Orchestra 2 está 39,99 dólares no Steam e nessa loja está 39,90 REAIS!! Qual a mágica (se é que existe).
Pra quem não entende fluentemente o inglês e comprou o Alpha Protocol fica a dica: já têm tradução na Tribo dos Renegados.Preço de mariola + tradução, sei não, está tentador...Metacritic 72, acho que não é taaaaão ruim.

Marcus Gonzallez disse...

Cara, por 2 dólares quase todo jogo fica bom. Comprei o meu ontem e fiquei feliz por ter resistido à ele por R$19,90 no Nuuvem.

Eder R.M. disse...

Pessoalmente, acho o Alpha Protocol recomendadíssimo. Sim, a parte de stealth poderia ser melhor, e a ação também. Mas não vejo nada tão errado nesses aspectos que justifiquem toda a "birra" da maior parte do reviews.

Mas o que faz o Alpha Protocol fabuloso é a tal da "branching storyline". Depois do primeiro hub de missões, o resto voce pode jogar em qualquer ordem, e é fascinante como os diálogos e as reações dos NPCs mudam dependendo das escolhas do jogador. Sério, é fabuloso. Pra mim, isso torna o jogo um RPG com R maiúsculo e eclipsa qualquer falha técnica dele.

Até mesmo o tipo de "armadura" que você veste gera comentários diferentes de um NPC! Inimigos podem virar aliados, missões e objetivos extras se abrem ou se fecham e interações adicionais coms os NPCS aparecem ou somem.

É um jogo o qual você é obrigado a jogar uma segunda vez e fazer todas as escolhas diferentes da primeira, para ver todos os diálogos, detalhes e opções que mudam. Aliás, para "pegar" a história completa e todas as possíveis relações sutis entre os personagens e eventos, só jogando uma segunda vez mesmo. ;-)

Welben Olinda disse...

oi pessoal. é primeira vez que participo do blog.
essa coisa de preço de games no Brasil é uma loucura. só pra citar um exemplo: em julho, o fallout new vegas tava por R$89,00 (se não me engano) na americanas. não pude comprar na ocasião. bateu aquela vontade louca(que todo gamer conhece) de jogar esse game e esse faniquito coincidiu com a greve dos correios. comprei na loja citada por R$130,00 por pura falta de opção ( e fogo no rabo )e hoje, três semanas depois, tive o "prazer" de encontrá-lo na mesma loja por R$99,00. ainda bem que ele é um jogo muito bom que vale cada centavo.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Regalia